Klabin vence leilão do terminal de celulose no porto

Leilão ocorreu nesta terça-feira (13), na Bovespa. Os investimentos previstos são de R$ 87 milhões e o prazo de arrendamento da área de mais de 27 mil metros quadrados será de 25 anos.

 O terminal destinado à movimentação de carga geral, em especial celulose, do Porto de Paranaguá, foi leiloado nesta terça-feira (13), em pregão na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). A Klabin S/A, maior produtora e exportadora de papéis do País, arrematou o espaço por R$ 1 milhão, com a obrigação de fazer um investimento no local na ordem de R$ 87 milhões, além de pagamentos ordinários mensais pela ocupação. O leilão foi promovido pelo Ministério da Infraestrutura por meio do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) do governo federal. O prazo de arrendamento é de 25 anos.

“A Klabin fará um investimento de R$ 87 milhões com a promessa de transformar o terminal no melhor modelo de logística de celulose do mundo. Melhorar a logística equivale à geração de emprego na veia”, afirmou o governador Carlos Massa Ratinho Junior. “É o reconhecimento de uma gestão eficiente do Porto de Paranaguá”, completou.

O terminal tem 27.530 metros quadrados com conexões viárias e ferroviárias e, após os investimentos, poderá atingir a capacidade de movimentar 1,2 milhão de toneladas por ano. A estimativa é que a nova área do armazém totalize 15 mil metros quadrados dedicados à armazenagem e 6,6 mil metros quadrados para alocação dos ramais ferroviários, totalizando aproximadamente 21,6 mil metros quadrados – sem mencionar a área destinada às manobras das empilhadeiras. “Isso mostra a confiança no Brasil, um resultado muito bem-sucedido, para ser comemorado. Reforça uma cadeia logística extremamente eficiente”, afirmou o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas.

OPERAÇÕES - O armazém deverá ser projetado para acomodar novos ramais ferroviários para descarga e permitir a transferência de fardos para caminhões, que carregarão a carga até o berço para o carregamento dos navios. Essas operações contarão com equipamentos como guindastes e empilhadeiras. A ideia é que essa armazenagem seja feita através da construção de uma ponte rolante para facilitar o transbordo da carga.

O objetivo do projeto é atender a produção de papel dos estados do Paraná e Santa Catarina, exportados principalmente para a China, e a cadeia logística da produção de celulose da fábrica da Klabin, em Ortigueira, nos Campos Gerais, uma das maiores do mundo.

“Esse investimento proporciona a verticalização total da nossa operação, nos permite posicionar a nossa carga desde a fábrica, diretamente ao terminal marítimo com acesso ferroviário. Isso vai nos garantir atingir níveis de produtividade em patamar internacional”, ressaltou Sandro Ávila, diretor de Planejamento Operacional, Logística e Suprimentos da Klabin.

Concluída esta etapa da licitação e aquisição da área, a sequência é a obtenção das licenças e a construção do novo armazém, pela empresa ganhadora. A previsão é que o início das operações ocorra até 2022.

EXPANSÃO – Ratinho Junior reforçou que o Porto de Paranaguá passa por um grande processo de expansão. Ele lembrou que foram investidos R$ 200 milhões no terminal de embarque de grãos, ampliando a capacidade do local em 40%.

Já o Terminal de Contêineres de Paranaguá (TCP) investiu cerca de R$ 550 milhões nas obras de ampliação da capacidade de movimentação, que deve passar dos atuais 1,5 milhão de contêineres/ano para 2,5 milhões de unidades anuais. “Será o maior terminal em movimentação do Brasil”, ressaltou o governador.

Este foi o último leilão de arrendamento de áreas portuárias realizado pelo Governo Federal, por meio do Ministério da Infraestrutura, nos Portos do Paraná. Com a gestão descentralizada, a administração dos contratos de exploração dos portos organizados e os novos arrendamentos das instalações passam a ser controlados pela própria empresa pública do Governo do Estado, Portos do Paraná.

INVESTIMENTOS – A Klabin confirmou em abril um novo investimento no Estado. No total, a indústria vai aplicar R$ 9,1 bilhões na ampliação da fábrica de Ortigueira (Unidade Puma), que está em operação desde 2017. A direção da empresa explica que a unidade Puma II abrange a instalação de duas máquinas com capacidade de produção de 920 mil toneladas anuais de papéis Kraftliner. A construção da nova planta vai abrir 11 mil postos de trabalho na região e a companhia estima iniciar as atividades da nova planta em 2021.

Na Unidade Puma, a Klabin já opera a produção de celulose branqueada (fibra curta, fibra longa e fluff), que continuará abastecendo os mercados interno e externo com capacidade anual de 1,6 milhão de toneladas.

 

UEPG constituirá comissão para análise da LGU

UEPG constituirá comissão para análise da LGU...

Sicredi oferta linhas de crédito no Agroleite 2019

Sicredi oferta linhas de crédito no Agroleite 2019...

Confira o seu horóscopo para esta quarta-feira (14/08)

Confira o seu horóscopo para esta quarta-feira (14/08)...

Relatora nega habeas corpus a Beto Richa

Relatora nega habeas corpus a Beto Richa...

Processo Seletivo do IFPR ainda está com inscrições abertas

Processo Seletivo do IFPR ainda está com inscrições abertas...

Polícia investiga morte de pedagoga em PG

Polícia investiga morte de pedagoga em PG...

Carambeí cadastra 20 projetos no Programa Agrinho 2019

Carambeí cadastra 20 projetos no Programa Agrinho 2019...

Coluna RC desta quarta-feira (14/08)

Coluna RC desta quarta-feira (14/08)...

CCJ aprova a concessão do Parque Vila Velha

CCJ aprova a concessão do Parque Vila Velha...

MPF faz acordo de R$ 400 milhões com a Ecorodovias

MPF faz acordo de R$ 400 milhões com a Ecorodovias...

Palladium PG recebe exposição sobre o Corpo de Bombeiros

Palladium PG recebe exposição sobre o Corpo de Bombeiros...

Comitiva do TRE visita PG para analisar ‘Câmara Jovem’

Comitiva do TRE visita PG para analisar ‘Câmara Jovem’...

Alunos e professores participam de ato pela educação na UEPG

Alunos e professores participam de ato pela educação na UEPG...

Depen recolhe mais de 20 celulares no cadeião de PG

Depen recolhe mais de 20 celulares no cadeião de PG...
Comentários

Deixe uma resposta

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Últimas Notícias

Capa do Dia

CHARGE DO DIA

REDES SOCIAIS