Ah, como dói quando falta esperança

Por Jacir Venturi

Na mitologia grega, no afã de melhorar a qualidade de vida de nossos ancestrais, o titã Prometeu revelou-lhes os segredos do fogo. Zeus, o tonitruante e todo-poderoso senhor dos deuses e do mundo, vociferou furioso: – os homens estão se desenvolvendo tanto com o uso do fogo que em breve alcançarão os imortais deuses. Vingança, vingança!

Pandora, a formosíssima primeira mulher criada por Zeus, foi oferecida a Prometeu, que a recusou temendo ser um ardil, e ela se casou com o irmão do titã. Pelas núpcias, Zeus presenteou Pandora com uma caixa, com a recomendação expressa de que jamais a abrisse. Vencida pela curiosidade, Pandora a abriu e viu saltarem de dentro dela todos os flagelos da humanidade – doenças, guerras, mortes, inveja, desentendimentos, pragas, violências, pobreza… Ao perceber que a liberação desses males estaria condenando a humanidade a uma vida de infortúnios, Pandora se apressou em fechar a caixa, porém lá permanecendo a esperança.

Nessa narrativa da antiga Grécia politeísta, os males liberados da caixa de Pandora são oportunidades de homens e mulheres se aperfeiçoarem por meio das adversidades e provas (ficou preservado o único dom positivo: a esperança) e, assim, manterem-se perseverantes, resilientes e enlevados. Manter acesas as chamas da esperança e do entusiasmo é o grande desafio da vida, pois querer escapar da dor é tentar fugir da própria condição humana.

Aliás, entusiasmo é uma palavra belíssima que provém do grego en-theo, que literalmente significa “deus dentro de si”. Para os gregos, quem carrega a chama esplendorosa do entusiasmo tem um deus dentro de si. Sejamos, portanto, arautos da esperança, que na sabedoria popular é a última que morre, da qual jamais devemos privar uma pessoa, pois talvez ela só tenha isso. Ao que o poeta pernambucano Manoel Bandeira bem complementa: “Ah, como dói quando falta esperança.”

Esperança tem etimologia no latim spes, que significa “confiança em algo positivo”. A vida é uma gangorra com seus altos e baixos, e Deus nunca nos dá tudo, mas também sempre temos muito a agradecer e a comemorar. Devemos manter sempre intensas as forças das boas energias, das preces, do pensamento positivo, da esperança, pois promovem curas e nos confortam em nossas agruras. Pouco podemos sem esperança, e muito podemos unindo a esperança a uma ação organizada. A busca do equilíbrio entre a espiritualidade, a materialidade e os bons afetos é a essência para uma vida de contentamento interior. E o nosso Mário Quintana, o poeta das coisas simples, se faz oportuno: “Que eu nunca deixe minha esperança ser abalada por palavras pessimistas.”

E neste início de um novo ano, após os estertores da superação de um segundo ano pandêmico, de perdas e isolamento social, há um renovar de esperanças, sobretudo uma disposição de sermos mais altruístas, com bons propósitos de ressignificar nossas atitudes de amor ao próximo. Afinal, “bondade também se aprende” – como bem ensina a poetisa goiana Cora Coralina. Nesse mister, o Brasil – que não é um país pobre, mas injusto – será salvo não apenas pelos governantes, mas pelas ações concretas de cada um de nós. Não podemos ficar indiferentes à cruel realidade de nossas crianças e jovens, carentes não só de alimento, saúde e boas escolas, mas também de esperança.

Parafraseando Dante Alighieri (1265-1321), os piores lugares do inferno deveriam ser reservados aos governantes populistas e malversadores do dinheiro público, pois geram miséria e infelicitam uma nação, tirando de seu povo um de seus maiores tesouros: sim, a esperança. A propósito, em um dos versos de sua monumental obra A Divina Comédia, o autor descreve em italiano a inscrição no frontispício do Portal do Inferno: Lasciate ogni speranza, voi ch’entrate (“Deixai toda a esperança, vós que entrais”).

O que seria de nós sem a virtude da esperança? Conforme o mito de Pandora, ao abrir a caixa, os males e os tormentos se espraiaram por toda a superfície da Terra. Sem esperança, seria como transpor os umbrais do Portal de Dante, é certo, mas outros valores ou virtudes também merecem ser relembrados, entre eles os que São Paulo escreveu aos Coríntios: “assim, permanecem esses três: a fé, a esperança e o amor. O maior deles, porém, é o amor”.

Jacir J. Venturi, autor de livros, entre eles Da Sabedoria Clássica à Popular, é vice-presidente do Conselho Estadual de Educação do PR(CEE/PR), foi diretor de escola e professor da UFPR, PUCPR e Universidade Positivo

Confira a coluna RC deste sábado (09/04)

Confira a coluna RC deste sábado (09/04) ...

Operário inicia contra o Tombense caminhada na Série b

Operário inicia contra o Tombense caminhada na Série b ...

Vacinação contra gripe segue nas Unidades de Saúde

Não há a necessidade de agendamento, já que as aplicações serão por livre demanda ...

Copa AMCG de Futsal começará no mês de maio

Congresso Técnico foi realizado na manhã desta quarta-feira (6) em Telêmaco Borba ...

UEPG recebe acervo de obras do ex-pracinha Alfredo Klas

Mais de 390 exemplares de obras do acervo pessoal de Klas, estarão disponíveis para estudantes, pesq ...

Carnês do IPTU chegam aos Correios para distribuição

Prazos de vencimento da cota única, 1ª e 2ª parcela do IPTU foram alterados para 29 de abril ...

Projeto resgata laços afetivos entre detentas e famílias

As mulheres beneficiadas passaram por estudo de caso, escuta ativa, produção de vídeos, palestras de ...

Polícia prende quatro pessoas por tráfico de drogas em PG

Abordagem ocorreu nesta sexta-feira (08), no Jardim Aroeira ...

Vila Velha tem aumento no número de visitantes em março

Aumento de turista no Parque, saltou de 105 turistas em março de 2021, para 3708 no mês passado ...

Projeto voluntário estimula leitura e arte há 15 anos

Encontros do Bando da Leitura não pararam na pandemia e voltaram de forma presencial todas as sextas ...

Publicação Legal - 09/04/2022

Publicação Legal - 09/04/2022 ...

Miguel Sanches Neto se mostra confiante para reeleição

Ele é candidato pela chapa ‘Sempre UEPG’, junto do vice Ivo Mottin Demiate; liderança é o atual reit ...

Prefeitura renova contrato com a Cidatec por mais 90 dias

Nova licitação segue em andamento, já que uma das empresas concorrentes entrou com um recurso contra ...

Câmara vota Plano Diretor e Programa de Demissão

Além disso, vereadores debatem o Plano de Mobilidade Urbana, a proibição do passaporte da vacina con ...
Comentários

Deixe uma resposta

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Últimas Notícias

Capa do Dia

REDES SOCIAIS