PUBLICIDADE

Espanha faz sete na Costa Rica e põe fim a tabu incômodo em estreias

Com gols de Ferran Torres e Olmo, duas vezes cada, Asensio, Gavi e Soler, seleção europeia voltou a vencer em uma primeira partida de Mundial após 16 anos

Com gols de Ferran Torres e Olmo, duas vezes cada, Asensio, Gavi e Soler, seleção europeia voltou a vencer em uma primeira partida de Mundial após 16 anos
Com gols de Ferran Torres e Olmo, duas vezes cada, Asensio, Gavi e Soler, seleção europeia voltou a vencer em uma primeira partida de Mundial após 16 anos -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

A estreia da Espanha na Copa do Mundo do Catar foi avassaladora. A seleção europeia goleou a Costa Rica por 7 a 0 nesta quarta-feira, 23, no estádio Al Thumama, em partida pela primeira rodada do grupo E. Fizeram os gols da partida Ferran Torres e Dani Olmo, duas vezes cada, Marco Asensio, Gavi e Soler. O resultado consolida a maior vitória do país em Copas – superando os 6 a 1 sobre a Bulgária, em 1998.

Desde 2006, os espanhóis também não venciam as partidas de estreia em um mundial. Em 2010 e 2014, derrotas para Suíça e Holanda, respectivamente. Na última, empate por 3 a 3 com Portugal.

Com três pontos, os espanhóis agora lideram a chave, levando vantagem no saldo de gols em relação ao Japão, que, mais cedo, venceu a Alemanha por 2 a 1. Os times voltam a campo no domingo: os espanhóis enfrentam os alemães, às 16h (de Brasília), enquanto a Costa Rica pega os japoneses, às 7h.

Os espanhóis começaram o jogo usando a principal característica dos últimos anos: a rápida e envolvente troca de passes para a construção das jogadas.

Não demorou muito para levar perigo ao gol de Keylor Navas, logo aos quatro minutos de jogo, com chute cruzado de Dani Olmo. Pouco depois da tentativa de Asensio, o placar foi aberto aos dez minutos. Estreante em Copas, Gavi deu bela assistência para Olmo, que girou o corpo e finalizou na saída de Navas, direto para as redes.

O domínio espanhol ficou evidente após abrir o placar: 76% de posse de bola. Aos vinte minutos, a equipe de Luis Enrique ampliou com chute colocado do camisa 10 Marco Asensio. Oito minutos depois, Jordi Alba foi derrubado na área e Ferran Torres converteu a penalidade para os espanhóis. Era a quinta finalização da equipe, três delas balançaram as redes.

No segundo tempo, a seleção europeia não diminuiu a intensidade e transformou o placar em goleada. Ferran Torres marcou seu segundo do jogo, aos oito minutos. Gavi, aos 29, recebeu cruzamento de Morata e, de primeira, ampliou o placar.

Com informações, Veja

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE