PUBLICIDADE

Vereador que matou cachorra diz que tentou proteger filho

O vereador de Morretes prestou depoimento à polícia nesta quarta-feira (28)

Vereador diz que não teve intenção de matar a cadela ‘Pipoca’
Vereador diz que não teve intenção de matar a cadela ‘Pipoca’ -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

O vereador de Morretes, no Litoral do Paraná, Celsinho ‘das Alface’ (Republicanos), prestou depoimento à polícia, nesta quarta-feira (28), contando a sua versão sobre a confusão que terminou com a morte da cadela ‘Pipoca’ na segunda-feira (26). Ele também publicou um vídeo nas redes sociais explicando que não teve a intenção de matar o animal e que atirou na direção da cadela apenas para proteger seu filho de 7 anos.

“Eu, minha esposa e minha filha de 14 anos escutamos os gritos do meu filho atrás da casa. Minha esposa e filha desceram para ver o que estava acontecendo. Eu peguei uma espingarda de pressão, porque não sabia do que se tratava, e também desci na sequência”, relatou o vereador no vídeo.

Celsinho segue o relato dizendo que viu sua esposa com um “franguinho” todo ensanguentado na mão e que encontrou seu filho tentando socorrer outro “franguinho” que a cadela estaria atacando. Porém, ‘Pipoca’ teria deixado de atacar o “franguinho” para correr em direção à criança.“Sem pensar acabei atirando em direção à cachorra. Não tinha a intenção de acertar ela, queria apenas afugentar. Não deu tempo de pensar, só queria socorrer meu filho”, explicou.

Moradores de Morretes foram às ruas protestar contra o vereador por conta da morte da cadela.

Confira a notícia completa no portal Banda B.

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE