PUBLICIDADE

Número de abertura de empresas cresce 20,7% no Paraná em 3 anos

Em 2019 o saldo positivo foi de 117.688 empresas (194.090 aberturas e 76.402 baixas) estabelecimentos e, em 2022, o número saltou para 142.107 empresas (foram abertas 252.359 e encerradas 110.252)

Em 2022, o saldo de empresas no Estado saltou para 142.107 mil, após o registro de 252.359 aberturas e 110.252 encerramentos
Em 2022, o saldo de empresas no Estado saltou para 142.107 mil, após o registro de 252.359 aberturas e 110.252 encerramentos -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

O número de empresas abertas no Paraná de janeiro a novembro de 2022 representa um aumento de 20,7% em relação ao mesmo período 2019. A evolução tem como base o saldo entre abertura e fechamento de empreendimentos nos dois anos. Os dados são da Junta Comercial do Paraná (Jucepar).

Em 2019 o saldo positivo foi de 117.688 empresas (194.090 aberturas e 76.402 baixas) estabelecimentos e, em 2022, o número saltou para 142.107 empresas (foram abertas 252.359 e encerradas 110.252). Atualmente, o Estado tem 1,56 milhão de empresas ativas, um dos números mais altos da história.

Do total de empresas abertas até novembro de 2022, a maioria corresponde a MEIs, com 75,34%; outras 21,38% são LTDA e 2,75% têm como Natureza Jurídica Empresário. Os outros segmentos têm percentual de abertura abaixo de 1%, sendo Eireli (0,13%), S/A (fechada) (0,22%), S/A (aberta) (0,06%), Cooperativa (0,09%), Consórcio (0,03%) e outros (0,01%).

“A abertura de empresas é um grande passo para o empresário e é a forma de movimentar a economia em todo o Paraná. Neste ano que a Jucepar comemora 130 anos, os números mostram a importância do trabalho realizado pela autarquia”, diz o presidente da entidade, Marcos Rigoni.

A instituição foi criada em 1892. “A Junta Comercial é umas das entidades mais importantes na estrutura do Estado, pois a grande maioria das empresas que se instala no Paraná tem seus atos registrados aqui. É aqui que as empresas ganham vida e adquirem personalidade jurídica. A Junta Comercial tem um papel fundamental na economia do Estado”, ressalta Rigoni.

Anos anteriores

Além do salto observado em quatro anos, o bom resultado foi gradual no decorrer da gestão, inclusive no ano da chegada da pandemia. De janeiro a dezembro de 2019, foram abertos 211.738 empreendimentos, contra 81.577 baixas (saldo positivo de 130.161 empresas). Em 2020, foram 229.891 novas empresas e 70.493 baixas (saldo positivo de 159.452 empresas). Em 2021, os números subiram para 268.437 novos negócios e 99.041 fechamentos (saldo positivo de 169.396 empreendimentos).

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE