PUBLICIDADE

Bebê é atingido por gás de pimenta durante ação da PM; assista

O caso aconteceu na quarta-feira (12/10), durante uma confusão que ocorreu dentro de um condomínio na cidade de Nova Serrana.

O caso aconteceu na quarta-feira (12/10), durante uma confusão que ocorreu dentro de um condomínio na cidade de Nova Serrana.
O caso aconteceu na quarta-feira (12/10), durante uma confusão que ocorreu dentro de um condomínio na cidade de Nova Serrana. -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Um bebê foi atingido por gás de pimenta durante a ação da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), na última quarta-feira (12/10), na cidade de Nova Serrana, no Centro-Oeste Mineiro.

Em imagens divulgadas através das redes sociais, é possível ver uma confusão dentro do local.

A PM estava no local para conter uma briga entre um casal. Ao tentar dispersar os moradores, os militares usam uma substância conhecida como ‘gás de pimenta’. As pessoas começam a tossir e logo em seguida um homem gritou: “uma criança, uma criança aqui”.

A síndica do residencial, Elenir Camargos, conversou com o Estado de Minas e conta que tudo começou com a confusão de duas crianças.

"Fiz uma festinha para as crianças com cachorro-quente, refrigerante, pula-pula. No pula-pula, duas crianças se desentenderam", diz.

VÍDEO
Em imagens divulgadas através das redes sociais, é possível ver uma confusão dentro do local. | Autor: Reprodução
  

De acordo com a síndica, uma das mães teria procurado entender o que aconteceu e, ao tirar satisfação com um dos homens que estava no ambiente, as agressões começaram. "Aí a polícia chega e vem com a mulher que falou que foi agredida", diz.

A criança, que Elenir carrega no colo, foi enviada até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e passa bem.

Polícia Militar

Em nota, a PMMG explicou o que aconteceu durante a abordagem:

"Na noite de domingo (12/10), a Polícia Militar foi acionada e compareceu a um condomínio residencial fechado, no bairro São Lucas para atender a uma ocorrência de lesão corporal. A vítima, uma mulher de 50 anos, relatou que havia sido vítima de agressões e sofreu lesões na perna. No interior do condomínio, havia várias pessoas consumindo bebida alcoólica e o som estava muito alto. O autor das lesões indicado pela vítima estava entre os presentes.

Quando os policiais militares se deslocaram para fazer contato com o autor, iniciou-se uma briga generalizada com arremesso de garrafas de cerveja e outros objetos na direção da equipe. Para cessar as agressões e realizar a prisão do autor, foi necessário o uso do instrumento de menor potencial ofensivo “gás de pimenta” na direção dos agressores. Após cessadas as agressões, foi possível realizar a prisão do autor.

Durante o atendimento da ocorrência, uma senhora relatou aos policiais militares que sua filha teria inalado partículas remanescentes da substância utilizada para dissipação da briga generalizada. De imediato, foi prestada assistência à criança, a qual foi encaminhada a UPA, atendida pelo médico de plantão e liberada em perfeito estado de saúde. Ressalta-se que o "gás de pimenta" foi utilizado na direção dos autores das agressões, vindo a criança a ser atingida pela dissipação do gás no ar em via pública."

Com informações, Correio Braziliense

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE