PUBLICIDADE

Pesquisa Ipec coloca Lula com 51% em votos válidos; Bolsonaro tem 37%

Considerado a margem de erro, ex-presidente estaria no limite para uma eventual vitória em 1º turno neste domingo

Considerado a margem de erro, ex-presidente estaria no limite para uma eventual vitória em 1º turno neste domingo
Considerado a margem de erro, ex-presidente estaria no limite para uma eventual vitória em 1º turno neste domingo -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) aparece com 51% dos votos válidos na corrida eleitoral contra o presidente Jair Bolsonaro (PL), que tem 37%, segundo pesquisa Ipec divulgada neste sábado (1º), véspera do 1º turno das eleições.

Para vencer em primeiro turno, um candidato precisa superar os 50% nessa métrica, portanto Lula está no limite da margem de erro, que é de dois pontos percentuais. Na pesquisa Ipec nterior, divulgada na segunda-feira (26), Lula tinha 52% dos votos válidos, enquanto Bolsonaro aparecia com 34%.

A contagem de votos válidos exclui os brancos, nulos e indecisos, simulando o cálculo que será usado pelo TSE (Tribunal Superior de Justiça) para aferir o resultado das eleições no próximo domingo (2).

O levantamento do instituto mostra o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) em terceiro lugar com 5%. A senadora Simone Tebet (MDB-MS) continuou com 5%. Foram entrevistadas 3008 pessoas, entre os dias 29 de setembro e 1º de outubro, em 183 municípios. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número BR-00999/2022.

Pesquisas eleitorais, como saber em quais posso confiar?

Em meio a essa diversidade de levantamentos existentes no Brasil, muitos eleitores não sabem em quais resultados acreditar.

No primeiro dia do ano passou a ser obrigatório (leia a resolução clicando aqui) o registro junto à Justiça Eleitoral de qualquer pesquisa pública relacionada às eleições para presidente e governador. Porém, se uma pesquisa está registrada não necessariamente significa que ela será confiável, isso porque não há nenhum tipo de fiscalização prévia sobre a metodologia desses levantamentos.

Atualmente, a confiabilidade das pesquisas é garantida no Brasil por meio da transparência. São algumas das informações que devem ser cadastradas junto à Justiça Eleitoral, tornando as pesquisas passíveis de contestação, caso qualquer irregularidade seja encontrada posteriormente.

As informações são do Yahoo!

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE