PUBLICIDADE

Atirador russo mata 13 e fere 20 durante ataque em escola

Maior parte das vítimas é de alunos da escola; presidente Vladimir Putin “lamentou profundamente” o crime bárbaro nesta segunda

Maior parte das vítimas é de alunos da escola; presidente Vladimir Putin “lamentou profundamente” o crime bárbaro nesta segunda
Maior parte das vítimas é de alunos da escola; presidente Vladimir Putin “lamentou profundamente” o crime bárbaro nesta segunda -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Um ataque a tiros em escola de Izhek, cidade russa, deixou 13 mortos e 20 feridos. O caso ocorreu nesta segunda-feira (26). De acordo com agências internacionais de notícias, um atirador abriu fogo dentro da instituição de ensino e tirou a própria vida em seguida. A maioria das vítimas é criança.

A cidade fica a cerca de 960km a leste de Moscou, capital russa. Segundo o Comitê Investigativo da Rússia, o homem usava uma balaclava que cobria o rosto e uma camiseta preta com símbolos nazistas.

De acordo com as autoridades, seis mortos são adultos, e as demais sete vítimas, crianças. Entre os 20 feridos há 14 crianças e sete adultos. As informações sobre o número de óbitos são preliminares.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, se pronunciou sobre o caso. Ele “lamentou profundamente” o crime, que chamou de “ataque terrorista desumano”. Criminologistas da Diretoria Principal de Criminalística e especialistas do Centro de Peritos Forenses do comitê estão no local para iniciar as investigações sobre o crime.

Segundo as autoridades, o atirador foi identificado como Artem Kazantsev. O homem tinha 34 anos e estudou na escola de Izhekvsk. Investigadores fazem buscas na residência dele e apuram a relação do homem com ideologias neofascistas e nazistas.

As informações são do portal Metrópoles

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE