PUBLICIDADE

Demissão tumultuada de âncora faz CNN voltar a repercutir por notícia negativa

Canal de notícias parece ganhar destaque na mídia somente com gafes, erros e dispensas inesperadas como a de Daniel Adjuto

Canal de notícias parece ganhar destaque na mídia somente com gafes, erros e dispensas inesperadas como a de Daniel Adjuto
Canal de notícias parece ganhar destaque na mídia somente com gafes, erros e dispensas inesperadas como a de Daniel Adjuto -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

A demissão de Daniel Adjuto por suposto desentendimento com a colega de bancada Marcela Rahal gera manchetes pejorativas à CNN Brasil nesta segunda-feira (19). 

O jornalista era um dos principais nomes da emissora. Agregava credibilidade e carisma ao ‘Live CNN’. 

Além disso, tornou-se um importante representante da comunidade LGBTQIAP+ no telejornalismo após se declarar gay, em 2021. 

Sua saída repentina tem repercutido mal na imprensa e nas redes sociais. Ele está sendo visto como vítima de uma rede de intrigas. 

Mais uma vez, a CNN Brasil vira notícia não pelo conteúdo jornalístico, e sim por uma questão interna embalada em fofoca de corredor. 

Péssima situação a uma TV com a ambição de se aproximar da líder no segmento, a GloboNews. 

Desde a estreia, em março de 2020, a CNN Brasil enfrenta altos e baixos sem conseguir consolidar público fiel. 

Vê em seu calcanhar o crescimento no Ibope da Jovem Pan News, de linha editorial inegavelmente pró-direita e simpática ao bolsonarismo. 

Com sério problema de identidade, a emissora que atraiu vários jornalistas da Globo precisou demitir muitos profissionais recentemente para aliviar as contas. 

Agora, a perda de Daniel Adjuto piora uma imagem que já não estava tão boa.

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE