PUBLICIDADE

Confira os termos escritos na 'cola' de Bolsonaro para entrevista

Sabatina no Jornal Nacional, realizada nesta segunda (22), foi recheada de polêmicas

Sabatina no Jornal Nacional, realizada nesta segunda (22), foi recheada de polêmicas
Sabatina no Jornal Nacional, realizada nesta segunda (22), foi recheada de polêmicas -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Sabatinado durante o Jornal Nacional na noite desta segunda-feira (22), o presidente e candidato à reeleição Jair Bolsonaro (PL) usou 'colas' e palavras escritas na palma da mão durante os questionamentos feitos pelos jornalistas William Bonner e Renata Vasconcellos.

Pelas câmeras, foi possível identificar as palavras 'Nicarágua', 'Argentina', 'Colômbia' e o nome "Dario Messer', escritos na mão esquerda de Bolsonaro. Os países escritos pelo candidato à reeleição tem sido constantemente usados em discursos de críticas ao PT, relacionando supostos apoios do partido aos recentes governos de esquerda.

Já Dario Messer, conhecido como o 'doleiro dos doleiros', foi condenado em junho em segunda instância pela Justiça Federal a 13 anos de prisão pelo crime de lavagem de dinheiro. A condenação foi no âmbito do processo da Operação Marakata, desdobramento da Lava Jato no Rio. Messer ainda é réu em pelo menos mais 5 ações penais na Lava Jato.

SABATINA DO JORNAL NACIONAL

O Jornal Nacional, da TV Globo, realiza tradicionalmente a sabatina de perguntas com os candidatos à Presidência da República mais bem colocados nas pesquisas eleitorais.

A condução dos questionamento será feita pelos apresentadores do Jornal Nacional: William Bonner e Renata Vasconcellos. As entrevistas ocorrerão nos estúdios da Globo no Rio de Janeiro.

A sabatina pela qual os candidatos serão submetidos é considerada fundamental por estrategistas das campanhas, que veem uma boa possibilidade de conseguir "furar a bolha" e expor suas ideias no telejornal de maior audiência do país.

As sabatinas do Jornal Nacional preveem 40 minutos de participação de cada candidato.

O primeiro presidenciável a ser entrevistado é o atual presidente e candidato à reeleição Jair Bolsonaro (PL). Bolsonaro abre a série de entrevistas. Ciro Gomes, do PDT, será entrevistado na terça (23). Luiz Inácio Lula da Silva (PT) participará na quinta (25) e Simone Tebet (MDB) fechará a série, na sexta (26).

A seleção dos candidatos teve por base as cinco melhores colocações na pesquisa eleitoral divulgada pelo Datafolha em 28 de julho: Lula, Bolsonaro, Ciro, Tebet e André Janones (Avante). Janones, no entanto, decidiu retirar sua candidatura.

A ordem das entrevistas e as datas foram decididas em um sorteio realizado em 1º de agosto com representantes dos partidos.

As informações são do Yahoo!

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE