Candidatura de Bolsonaro é oficializada

Evento do partido PL, no Rio de Janeiro, contou com a presença de uma série de políticos do Centrão. Presidente subiu ao palco emocionado, ao lado de Michelle

Evento aconteceu na manhã deste domingo
Evento aconteceu na manhã deste domingo -

Metrópoles

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Evento do partido PL, no Rio de Janeiro, contou com a presença de uma série de políticos do 'Centrão'. Presidente subiu ao palco emocionado, ao lado de Michelle

O Partido Liberal (PL) confirmou, neste domingo (24), a candidatura à reeleição de Jair Bolsonaro. A sigla realiza sua convenção nacional para oficializar o nome do presidente. O general Walter Braga Netto será o vice, em uma chapa pura do PL. A confirmação dos nomes ocorreu por unanimidade, por votação virtual na plataforma da legenda minutos antes da entrada de Bolsonaro.

O evento foi realizado na arena do Maracanãzinho, no Rio de Janeiro, na manhã deste domingo, e teve elementos para ajudar o presidente a tentar reverter a alta rejeição no eleitorado feminino. O ginásio esteve decorado com as cores verde e amarela. Os milhares de apoiadores presentes também compareceram em peso com camisas nas cores da bandeira nacional.

Bolsonaro chegou ao local acompanhado pela primeira-dama do país, Michelle Bolsonaro, ao som do jingle “Capitão do Povo”, da dupla sertaneja Mateus e Cristiano. O candidato a vice, Braga Netto, estava logo atrás com a esposa.

Segundo a assessoria de imprensa do PL, a estimativa de público bateu 12 mil. A capacidade do ginásio é estimada em 13 mil.

Presença

A convenção conta com a presença de diversos políticos do Centrão, como o próprio presidente do PL, Valdemar Costa Neto, e o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL). Também participam do evento políticos de siglas que devem compor a coligação e auxiliares e ex-assessores presidenciais. Veja a lista:

Ciro Nogueira, ministro-chefe da Casa Civil

Anderson Torres, ministro da Justiça

Fábio Faria, ministro das Comunicações

Célio Faria Júnior, ministro da Secretaria de Governo da Presidência da República

Marcelo Queiroga, ministro da Saúde

Cláudio Castro (PL), governador do Rio

Tereza Cristina (PP-MS), deputada federal e ex-ministra da Agricultura

Ricardo Barros (PP-PR), deputado federal e líder do governo na Câmara

Eduardo Gomes (MDB-TO), senador e líder do governo no Congresso

Carla Zambelli (PL-SP), deputada federal

Bia Kicis (PL-DF), deputada federal

Daniel Silveira (PTB-RJ), deputado federal

Flávia Arruda (PL-DF), deputada federal

José Roberto Arruda (PL-DF), ex-governador do Distrito Federal

Romário (PL-RJ), senador

Wellington Fagundes (PL-MT), senador

Marcos Rogério (PL-RO), senador

Jorginho Mello (PL-SC)

Eduardo Pazuello (PL-RJ), ex-ministro da Saúde

Marcos Pontes (PL-SP), ex-ministro da Ciência e Tecnologia

Gilson Machado (PSC-PE), ex-ministro do Turismo

Jorge Seif (PL-SC), ex-secretário da Pesca

Frederick Wassef, advogado da família Bolsonaro

Ibaneis Rocha (MDB-DF), governador do Distrito Federal

Com informações do Metropoles