Postos dizem que distribuidoras estão com sobrepreço

O Paranapetro entrou em contato as distribuidoras para solicitar esclarecimentos e também informou ao Procon. Sindicato reclama que distribuidoras repassaram valores acima do reajuste da Petrobras

Gasolina passa por nova alta após anúncio da Petrobras
Gasolina passa por nova alta após anúncio da Petrobras -

Banda B

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

O Paranapetro entrou em contato as distribuidoras para solicitar esclarecimentos e também informou ao Procon. Sindicato reclama que distribuidoras repassaram valores acima do reajuste da Petrobras

O Parapetro, sindicato que representa os postos de combustíveis, emitiu uma nota em que reclama que distribuidoras de combustíveis repassaram aos estabelecimentos aumentos superiores aos anunciados pela Petrobras, neste sábado (18).

De acordo com o Paranapetro, no caso da gasolina, algumas distribuidoras repassaram elevação de R$ 0,22 por litro – 8 centavos a mais do que o anunciado.

Já no dísel, ainda segundo o sindicato, há relatos de distribuidoras que elevaram os preços para os postos em R$ 0,77 – 14 centavos a mais do que o anunciado.

A estatal reajustou o valor nas refinarias em 14,2% para o diesel e 5,2% para a gasolina, que está custando R$ 4,06 nas refinarias.

Houve congelamento de 99 dias nos preços dos combustíveis. Somente em 2022, a Petrobras já elevou o preço da gasolina em mais de 31% nas refinarias.

Segundo a entidade que representa os postos de combustíveis, as companhias distribuidoras repassam as elevações de preço com grande agilidade, muitas vezes, de imediato.

Diante disso, o Paranapetro entrou em contato as distribuidoras para solicitar esclarecimentos e também informou ao Procon.

As informações são da Banda B