Ex- vereadora é condenada a 41 anos de prisão no PR

Fabiane Rosa foi presa em 2020, e atualmente cumpria prisão domiciliar com o uso de tornozeleira eletrônica

Fabiane Rosa: ex-vereadora é acusada de ficar com parte dos salários de assessores
Fabiane Rosa: ex-vereadora é acusada de ficar com parte dos salários de assessores -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Fabiane Rosa foi presa em 2020, e atualmente cumpria prisão domiciliar com o uso de tornozeleira eletrônica

A ex-vereadora de Curitiba, Fabiane Rosa foi condenada a 41 anos e cinco meses de prisão pelos crimes de peculato e concussão pela juíza Carmen Lucia de Azevedo e Mello. Ela foi acusada pelo Ministério Público do Paraná de ficar com parte dos salários de assessores da Câmara Municipal, prática conhecida como “rachadinha”. A ex-vereadora também foi condenada ao pagamento de danos materiais às vítimas e aos cofres públicos. Ela ainda pode recorrer da decisão.

Fabiane Rosa foi presa em 2020, e atualmente cumpria prisão domiciliar com o uso de tornozeleira eletrônica, e agora terá que passar para a prisão em regime fechado. Atualmente, ela trabalhava como servidora pública da prefeitura de Curitiba na Secretaria de Administração, Gestão de Pessoal e Tecnologia da Informação. 

As investigações do MP/PR apontaram que pelo menos três assessores do gabinete da vereadora entre 2016 e 2018, participaram do esquema, sendo duas mulheres e um homem. Os ex-assessores afirmaram que em fevereiro de 2018, foram convocados para uma reunião em frente à casa da vereadora. Desconfiados, eles gravaram a conversa em que Fabiane Rosa teria pedido parte de seus salários. Eles afirmaram ainda pagar despesas pessoais da vereadora. 

Leia a matéria na íntegra no Bem Paraná 

Conteúdo de marca

Quero divulgar right