aRedeShopping aRedeNegócios Jornal da Manhã

Cotidiano

Deputado estadual do Paraná, Do Carmo (PSL).

Foto: Orlando Kissner/Alep.

Rodolpho Bowens | Cotidiano | 16/09/2021 as 17:01h

PL cria campanha permanente contra a importunação sexual

De acordo com o autor do projeto, o objetivo é atuar por meio de ações afirmativas, educativas e preventivas, numa parceria entre empresas e governo

Imagine pegar um ônibus ou qualquer outro veículo de passageiros sem se preocupar em ser vítima de assédio ou importunação sexual? E ainda, viajar em um veículo que contenha avisos e orientações preventivas por todos os lados? O Projeto de Lei 464/2021, apresentado na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) pelo deputado Do Carmo (PSL), pretende criar uma Campanha Permanente de Combate à Importunação Sexual no Transporte Rodoviário Coletivo Intermunicipal de Passageiros no Estado do Paraná com medidas afirmativas, educativas e preventivas. 

A proposta prevê que terminais rodoviários, estações de embarque e os veículos do transporte rodoviário coletivo intermunicipal de passageiros deverão espalhar informações de caráter permanente contendo instruções às vítimas sobre órgãos de apoio e canais de denúncias. Os motoristas dos veículos também poderão contribuir: antes do início de cada viagem, informando para todos os passageiros que os casos de assédio ou importunação sexual poderão ser imediatamente a ele relatados.

O texto também assinala que as instruções sobre como agir em caso de assédio sexual serão divulgadas ainda por meio do sistema de áudio e das telas de vídeo constantes no interior dos veículos de transporte rodoviário coletivo intermunicipal de passageiros, caso tais veículos disponham desse tipo de tecnologia. “Em momento algum a vítima pode ser obrigada a efetivar notícia criminal, sendo que ela deve ser informada de seus direitos da forma mais discreta possível sem causar exposição aos demais passageiros”, destaca a proposta.

As empresas de transporte rodoviário coletivo, em parceria com o Poder Público ou com organizações da sociedade civil que atuam com a defesa dos direitos da mulher, poderão oferecer cursos de capacitação para seus colaboradores com instruções sobre como agir, caso ocorra, a importunação sexual dos usuários. Também caberá às empresas informar, no ato da compra da passagem e escolha do assento, o gênero do passageiro que ocupará o assento ao lado, alocando preferencialmente pessoas do mesmo gênero em cada dupla de bancos. Caso este seja o desejo desses passageiros.

Caso existam imagens de câmeras de monitoramento, informações do GPS ou qualquer outra tecnologia, elas poderão ser disponibilizadas para os órgãos competentes para que possam colaborar com a elucidação eventual do crime.

O que é considerado importunação sexual

Lê-se como importunação sexual, segundo a proposta, todas as condutas tipificadas no Título VI do Decreto-Lei no 2.848, de 7 de dezembro de 1940. Mas, nas palavras da própria Lei Federal bem mais recente, a de nº 13.718/2018, importunação sexual é “praticar contra alguém e sem a sua anuência ato libidinoso com o objetivo de satisfazer a própria lascívia ou a de terceiro”, com pena que pode variar de um a cinco anos de prisão.

Justificativa

De acordo com a justificativa do autor, o projeto busca prevenir a importunação sexual no transporte rodoviário coletivo intermunicipal de passageiros no estado do Paraná, assim como todas as tipificações criminais constantes no rol de crimes contra a dignidade sexual do Código Penal Brasileiro. “Além do tema segurança pública ser dever do Estado, no mérito, este projeto busca proporcionar uma viagem confortável e segura, especialmente para as mulheres, que são o principal alvo e objetivo desta proposta”.

Do Carmo acrescenta que “à medida em que uma viagem rodoviária se prolonga, o suposto agressor pode causar constrangimentos que podem ser agravados com insistentes investidas, transformando um simples passeio em uma verdadeira tortura. A campanha não visa a regulamentar o transporte ou o direito penal em si, mas preservar as garantias fundamentais, especialmente da dignidade da mulher, que sofre esta violência em silêncio, porque não sabe o que fazer ou até mesmo por vergonha de se manifestar, e, muitas vezes se culpa pelo crime contra ela cometido”.

Ainda como parte da justificativa do projeto, o deputado enfatiza que as consequências para quem passa por essa situação são traumáticas e, em alguns casos, irreversíveis. Nem sempre se chega à prática do ato sexual, mas a violência é caracterizada também quando a vítima é abordada com conversas indesejadas, comentários inescrupulosos, toques corporais e exibições indesejadas. Por fim, o texto diz que “a proposta reconhece a proteção às vítimas um dever do Poder Público e busca assegurar a integridade física e psicológica dessas vítimas, bem como garantir que sejam tomadas as providências necessárias e os encaminhamentos devidos para que o agressor seja identificado e punido”.

Com informações: Assembleia Legislativa do Paraná.

email sharing button
email sharing button
email sharing button
email sharing button

PUBLICIDADE

Recomendados

Escola Adventista oferece últimas vagas para 2022
Seja um consultor Tupperware; Conheça as vantagens
Com unidade em PG, Ultra Popular traz os melhores preços do país
Publicidade
Óticas Carol oferece promoções imbatíveis em Outubro
Artista estimula criatividade do público através de desafios
Bingão do Servidor acontece dia 30 pelas redes sociais
PUBLICIDADE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Cotidiano 17/10/2021 ás 18:59h
Cotidiano 17/10/2021 ás 18:46h
Ponta Grossa 17/10/2021 ás 18:17h
Publicidade
Cotidiano 17/10/2021 ás 17:56h
Cotidiano 17/10/2021 ás 17:27h
Bom Dia Astral 17/10/2021 ás 17:00h
Cotidiano 17/10/2021 ás 16:59h
Publicidade
Ponta Grossa 17/10/2021 ás 16:36h
Ponta Grossa 17/10/2021 ás 15:50h
Cotidiano 17/10/2021 ás 15:29h
Cotidiano 17/10/2021 ás 15:05h
Ver Mais
PUBLICIDADE

PONTA GROSSA

Ponta Grossa | 17/10/2021 ás 14:29h

Homem encontrado morto em PG levou cerca de 30 tiros

Ponta Grossa 17/10/2021 ás 10:55h
Ponta Grossa 17/10/2021 ás 07:58h
PUBLICIDADE
Ponta Grossa 16/10/2021 ás 21:13h
Ponta Grossa 16/10/2021 ás 19:58h
Ponta Grossa 16/10/2021 ás 16:40h
PUBLICIDADE

COTIDIANO

Cotidiano | 17/10/2021 ás 10:14h

Caminhoneiros ameaçam greve para 1º de novembro

Cotidiano 17/10/2021 ás 09:36h
Cotidiano 17/10/2021 ás 08:57h
PUBLICIDADE
Cotidiano 16/10/2021 ás 18:18h
Cotidiano 16/10/2021 ás 10:48h
Cotidiano 16/10/2021 ás 08:47h
PUBLICIDADE

CAMPOS GERAIS

Campos Gerais | 16/10/2021 ás 16:16h

Prefeitos da região voltam para o Brasil nesta segunda

Campos Gerais 15/10/2021 ás 19:08h
Campos Gerais 15/10/2021 ás 17:02h
PUBLICIDADE
Campos Gerais 15/10/2021 ás 16:28h
Campos Gerais 15/10/2021 ás 15:41h
Campos Gerais 15/10/2021 ás 15:20h
PUBLICIDADE

MIX

Mix | 16/10/2021 ás 09:00h

Biquínis e maiôs chegam renovados para o verão 2022

Mix 16/10/2021 ás 07:00h
Mix 16/10/2021 ás 06:30h
PUBLICIDADE
Mix 16/10/2021 ás 05:00h
Mix 15/10/2021 ás 18:47h
Mix 15/10/2021 ás 16:23h
PUBLICIDADE

ESPORTE

Esporte | 16/10/2021 ás 20:28h

Operário e Londrina empatam em 0 a 0 no Germano Krüger

Esporte 15/10/2021 ás 17:08h
Esporte 15/10/2021 ás 10:41h
PUBLICIDADE
Esporte 14/10/2021 ás 14:25h
Esporte 13/10/2021 ás 19:06h
Esporte 13/10/2021 ás 17:02h
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

VAMOS LER

Vamos Ler | 15/10/2021 ás 18:25h

Ampla homenagem marca Dia do Professor em Ortigueira

PUBLICIDADE

BOM DIA ASTRAL

Bom Dia Astral | 17/10/2021 ás 17:00h

Confira seu horóscopo desta segunda-feira (18/10)

EMPREGOS

Empregos | 15/10/2021 ás 20:47h

Confira as vagas de emprego desta segunda-feira (18/10)

PUBLICIDADE

MAIS LIDAS

Ponta Grossa | 15/10/2021 ás 11:32h

Homem morto em praça de PG é identificado

Ponta Grossa 11/10/2021 ás 11:58h
Ponta Grossa 15/10/2021 ás 07:55h
Bom Dia Astral 14/10/2021 ás 18:00h
Cotidiano 11/10/2021 ás 16:17h
PUBLICIDADE