Polícia Civil inicia investigações sobre tragédia na BR-376

Delegado Plínio Gomes Filho já teve acesso aos depoimentos e aguarda perícia da Criminalística

Delegado Plínio Gomes Filho já teve acesso aos depoimentos e aguarda perícia da Criminalística
Delegado Plínio Gomes Filho já teve acesso aos depoimentos e aguarda perícia da Criminalística -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

A Polícia Civil de Palmeira, que será a responsável pelas investigações do trágico acidente na noite desta quinta-feira (11) na BR-376, já iniciou os trabalhos para elucidar as causas da colisão entre uma van que trazia professores para a Conferência de Educação da APP e um caminhão carregado com leite. O acidente terminou com seis profissionais da educação mortos, além do motorista da van, e outros três educadores feridos e encaminhados para hospitais em Ponta Grossa.

De acordo com o delegado Plínio Gomes Filho, a perícia realizada pelo Instituto de Criminalística será fundamental para determinar o rumo das investigações. “Ouvimos o motorista e também os policiais que atenderam a ocorrência. De acordo com a descrição do condutor, ele ouviu o impacto de uma batida, mas teria acreditado ser de um pneu estourado ou um objeto na pista. Ele parou após ser alertado por outros motoristas”, explicou.

Ainda segundo o titular da delegacia de Palmeira, nenhuma linha de investigação está descartada. “Precisamos aguardar a perícia, que deve ser divulgada nos próximos dias. Todo o trabalho dos peritos irá trazer elementos para auxiliar o trabalho no objetivo de entender a dinâmica da ocorrência”, completa Gomes. 

Motorista

Morador de Ponta Grossa, o motorista que dirigia o caminhão carregado com leite, de 46 anos, foi ouvido logo após o acidente na delegacia de Palmeira; além disso, o homem realizou teste do bafômetro, que não registrou presença de álcool no sangue, e na sequência foi liberado.

Conteúdo de marca

Quero divulgar right