Combate ao crime termina com cinco pessoas presas em Castro

As ações são fruto de um trabalho investigativo de inteligência. Todos os detidos foram recolhidos à Unidade Penal Local

Todos os detidos foram recolhidos à Unidade Penal Local
Todos os detidos foram recolhidos à Unidade Penal Local -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

As ações são fruto de um trabalho investigativo de inteligência. Todos os detidos foram recolhidos à Unidade Penal Local

A Polícia Civil de Castro deflagrou no começo do mês de julho ações de combate à criminalidade, visando dar cumprimento a mandados de prisão e busca e apreensão domiciliar. O caso estava sob o comando do delegado Lucas Mariano Mendes. As ordens judiciais expedidas, resultaram na prisão de cinco pessoas e na apreensão de uma arma de fogo.  

No dia 7 de julho, um homem de 57 anos, foi preso no bairro Santa Clara, pelo crime de estupro de vulnerável. No último dia 15, a equipe deslocou-se até uma residência no bairro Nossa Senhora da Graças e deu cumprimento ao mandado de busca e apreensão, através de boletim de ocorrência por violência doméstica,  onde a vítima requereu junto a autoridade policial o pedido de medida protetiva de urgência, pois estava sendo ameaçada de morte pelo seu ex-marido. No local foi localizado uma arma de fogo, tipo revólver, cal. 38, municiada, a qual foi apreendida. 

No dia 16 de julho, a Polícia Civil cumpriu um mandado de prisão em desfavor de um indivíduo de 52 anos,  autor de estelionato, o qual foi preso na Vila Rio Branco. Dando continuidade, a equipe localizou um indivíduo de 47  anos na área central da cidade, o qual tinha em seu desfavor um mandado de prisão em aberto pela prática de roubo. 

No domingo (17), foram presos durante as diligências, um indivíduo de 31 anos no bairro Alvorada pela prática de tráfico de drogas e na Vila Jeová, um rapaz de 33 anos, por porte ilegal de arma de fogo, ambos com mandados expedidos.

As ações são fruto de um intenso trabalho investigativo de inteligência. Após os procedimentos legais, os detidos foram recolhidos à Unidade Penal Local, onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário.

Com informações da 13ª Subdivisão Policial