PUBLICIDADE

Região já arrecadou mais de R$ 693 mi em ICMS neste ano

Valor total abrange as 22 cidades que fazem parte da Delegacia Regional da Receita Estadual (3ª DRR)

Valor total abrange as 22 cidades que fazem parte da Delegacia Regional da Receita Estadual (3ª DRR)
Valor total abrange as 22 cidades que fazem parte da Delegacia Regional da Receita Estadual (3ª DRR) -

Allyson Santos

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Valor total abrange as 22 cidades que fazem parte da Delegacia Regional da Receita Estadual (3ª DRR)

Os municípios da região já arrecadaram mais de R$ 693 milhões por meio do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) em 2022. Os números abrangem as 22 cidades que fazem parte da Delegacia Regional da Receita Estadual (3ª DRR). O valor total leva em conta os primeiros cinco meses deste ano. Em comparação com o mesmo período de 2021, houve um aumento de 9,7% na arrecadação; uma diferença de R$ 61,7 milhões.

Os dados referentes a maio colocam Ponta Grossa como a cidade que mais arrecadou por meio deste imposto. O município contabilizou aproximadamente R$ 87 milhões, um número que supera o desempenho observado no mesmo mês, em 2021, quando a arrecadação alcançou a casa dos R$ 67 milhões. Ainda a título de comparação entre os dois anos, Ipiranga apresentou a maior variação positiva. A cidade teve, em maio de 2022, uma arrecadação de R$ R$ 1,2 milhão em ICMS. Este total comprova o aumento de 444,6% em relação ao mesmo mês, em 2021, quando o valor chegou a R$ 225 mil.

Entre as outras cidades que registraram um desempenho favorável no levantamento de maio está Ventania, que teve uma variação percentual de 179,7%. No desempenho mensal de 2022, o município de apenas 12,4 mil habitantes registrou uma arrecadação de R$ 126,7 mil. Com um aumento de 161%, o município de Palmeira também se destaca ao aplicar o mesmo critério de análise observado anteriormente. A cidade fechou maio deste ano com um valor total de R$ 7,6 milhões. Como principal desempenho negativo, Guamiranga teve uma queda de 54% no período. Ainda assim, o município fechou o balanço com R$ 162 mil arrecadados.

Ao analisar os números anuais de 2021, as cidades que fazem parte da 3ª DRR somaram uma arrecadação total de R$ 1,5 bilhão em ICMS. cidade que registrou o maior índice foi Ponta Grossa, que alcançou aproximadamente R$ 1,07 bilhão somente neste tributo estadual. No ranking regional de arrecadação referente ao ano de 2021, o 2º melhor desempenho foi registrado pelo município de Ortigueira, que recolheu mais de R$ 99,2 milhões em ICMS.

Logo em seguida está Castro, com R$ 71 milhões contabilizados por este tributo. Palmeira e Jaguariaíva também se mantiveram em destaque, com valores de R$ 59,3 milhões e R$ 53,8 milhões, respectivamente. A cidade de Carambeí recolheu aproximadamente R$ 43,5 milhões, ficando à frente de Telêmaco Borba, que somou R$ 42,9 milhões. Os municípios de Imbituva, Sengés, Arapoti, Ivaí e Porto Amazonas também obtiveram destaque.

Em entrevista em janeiro, a delegada da Receita Estadual na região, Audrey Grubba, afirmou que não há apenas um fator que explique esse destaque regional. “Tanto com a retomada da economia, com as empresas aquecendo suas vendas e consolidando suas posições no mercado, quanto por uma série de medidas adotadas pelos governos estadual e municipal”, explicou.

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE