Câmara Municipal de Piraí do Sul autoriza novo investimento

Saúde e Educação recebem R$ 3 milhões

Saúde e Educação recebem R$ 3 milhões
Saúde e Educação recebem R$ 3 milhões -

Da Redação

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Saúde e Educação recebem R$ 3 milhões

A Câmara Municipal de Piraí do Sul aprovou, nesta segunda-feira (16), dois projetos de lei enviados pela prefeitura. As propostas preveem a liberação de R$ 3 milhões para aprimorar os serviços de educação e saúde na cidade. As matérias foram aprovadas em turno único na 29ª sessão ordinária.

O primeiro documento destina R$ 1,2 milhões à Secretaria de Educação, para reforçar as dotações financeiras ligadas ao pagamento de salários do setor, aquisição de alimentação escolar, investimentos no ensino fundamental, entre outras ações.

A outra proposta do poder Executivo separa um crédito de R$ 1,7 milhões para os programas da Secretaria de Saúde. A proposição indica verbas à gestão do SUS e a ala de Covid-19, assim como a aquisição de equipamentos e materiais de consumo e o apoio à atenção básica de saúde.

As aberturas de crédito suplementar no orçamento serão viabilizadas com verbas originárias de superávit financeiro. As peças retornam ao Executivo para sanção e publicação no Diário Oficial Eletrônico.

“A intenção e aplicar na melhoria de serviços em saúde, reformas de escolas municipais e adequação para voltar às aulas”, destaca o prefeito de Piraí do Sul, Henrique Carneiro (DEM). 

Em junho deste ano, os parlamentares já haviam aprovado a utilização de R$ 6,4 milhões para financiar ações na área de saúde da cidade. Entre as propostas, estava o investimento de R$ 3 milhões para obras em Unidades Básicas de Saúde (UBS). Estas ações incluem reformas estruturais de ampliação para oferecer uma melhor qualidade no atendimento da população.

A área de infraestrutura também é uma das prioridades da atual administração. Neste mês, a Câmara aprovou, em 1ª votação, o projeto de lei que autoriza a prefeitura a realizar um empréstimo de R$ 8 milhões. Os recursos serão aplicados em obras e pavimentação.

A proposta permite a contratação do crédito junto a instituições supervisionadas pelo Banco Central. A partir da matéria, o governo municipal planeja ter mais uma alternativa de empréstimo, além da operação autorizada pela Casa de Leis no último mês de março.

Com informações da Assessoria de Imprensa