PUBLICIDADE

Bode de estimação volta para casa após ser furtado em vila de PG

Severino teria sido colocado para venda após ser furtado, mas foi reconhecido pelo irmão do dono do animal

O bode é conhecido por ser bem mansinho
O bode é conhecido por ser bem mansinho -

Naiane Jagnow

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Severino é um bode de estimação muito conhecido no bairro Boa Vista, em Ponta Grossa. O dono do animal, Claudinei Lacerda, sempre o deixa pela vizinhança, pois as pessoas gostam de tirar fotos com o bichinho. Porém, na manhã desta quarta-feira (28), pelas 11h, na Rua Antônio Contim Mendes, pessoas em um carro preto teriam furtado o bode. Desde que percebeu o sumiço do animal, Claudinei não mediu esforços para encontrá-lo e conseguiu recuperá-lo no início da tarde, pelas 13h30, após tentarem vender o bode para seu irmão.

“É uma história meio triste na hora, mas teve final feliz”, comenta Claudinei. O bode é conhecido por ser bem mansinho. “Toda hora que vejo tem alguém conversando com ele e tirando foto, gosta muito de aparecer e brincar com as crianças”, diz. O dono do animal ficou surpreso quando notou o sumiço do bichinho de estimação. Em conversa com os vizinhos, ele descobriu que Severino tinha sido furtado. Claudinei lamenta a criminalidade na região, mas não imaginava que isso fosse acontecer com o bode. “Já roubaram minha casa várias vezes, mas eu nem liguei. Porém, quando foi o Severino, fiquei bem louco”, relata.

Conforme Claudinei, o bode teria sido colocado para venda após ser furtado, mas foi reconhecido. “Ele foi vender o bode justamente para o meu irmão”, explica. O irmão dele teria mostrado fotos do animal e conseguiu recuperá-lo. Depois desse episódio, Claudinei pretender fazer um boletim de ocorrência para relatar o ocorrido, mas relata estar mais tranquilo. “Eu agradeço as pessoas das redes socais que compartilharam e me ajudaram. Graças a Deus que recuperamos ele”, comemora.

Claudinei ficou aliviado após conseguir recuperar Severino
Claudinei ficou aliviado após conseguir recuperar Severino |  Foto: Arquivo pessoal
  

Claudinei tem Severino como seu animal de estimação desde o início do ano. Ele conta que sempre gostou de animais, pois cresceu no interior de Cândido de Abreu.  “Sou nascido e criado na roça”, afirma. No início o bode era meio arrisco, mas logo o seu temperamento mudou. “Virou um cachorro de estimação”, comenta. Nas horas vagas, Severino atua como mascote no posto de combustíveis que Claudinei trabalha. No Natal, chegou a se fantasiar de Papai Noel e virou atração no local. “Ele fez mais de 300 fotos”, diz.

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE