PUBLICIDADE

Comércio de PG tem crescimento acima da média estadual

Faturamento das empresas do comércio, entre janeiro e maio de 2022, está 4,6% superior à média registrada no ano passado na cidade

Lojas de calçados estão entre as que mais tiveram alta nas vendas neste ano
Lojas de calçados estão entre as que mais tiveram alta nas vendas neste ano -

Fernando Rogala

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

O comércio de Ponta Grossa está crescendo acima da média estadual neste ano de 2022. Dados da Pesquisa Conjuntural do Comércio, realizada mensalmente pela Federação do Comércio do Paraná (Fecomercio-PR), apontam que entre janeiro e maio, as vendas do comércio do município estão 4,64% superiores às registradas no mesmo período em 2021. No Paraná, as vendas também estão superiores, mas em um ritmo menor, na casa dos 3,3% de alta.

No mês de maio somente, mês do Dia das Mães, as vendas também cresceram, não apenas em relação ao mês anterior (abril), em 2,02%, mas principalmente em relação a maio de 2021, em um avanço de 2,58%. Na comparação entre os meses de maio, a média estadual foi de um crescimento na casa dos 3,1%.

No acumulado do ano, Ponta Grossa apresentou o terceiro melhor desempenho entre as seis regionais paranaenses, somente atrás de Curitiba e Região Metropolitana, onde as vendas aumentaram em 5,42%, e em relação a Maringá, onde a alta foi de 5,39%. Os piores desempenhos ficaram com a região Oeste, onde houve uma leve alta, de 0,97%, e com a região de Londrina, onde houve uma queda de 0,14% em relação aos cinco primeiros meses de 2021. 


SETORES

Entre os setores com melhor desempenho neste ano, há três em que as vendas estão mais de 30% superiores às do ano passado: livraria e papelaria, com 39,1% de alta; vestuário e tecidos, com 33,94%; e combustíveis, com alta de 31,17%. Também estão com crescimento na casa dos dois dígitos os setores de calçados (23,67%) e farmácias (16,09%). Outros setores positivos são lojas de departamentos, com aumento de 9,27%; óticas/cine/foto/som, com 7,54% de alta; e supermercados, de 0,67%. Somente estão em queda autopeças (-5,26%), materiais de construção (-5,64%) e concessionárias de veículos (-8,75%).


MENSAL

Já na comparação mensal de maio de 2022 com maio de 2021, o setor que mais se destacou foi o de combustíveis, com alta de 43,1%. O setor de livraria e papelaria cresceu 19%, e o de farmácias 15,06%, ao passo que o de calçados apresentou um faturamento 10,74% superior. Ficaram negativados seis ramos do comércio: lojas de departamentos (-1,1%), vestuário e tecidos (-2,46%), materiais de construção (-2,47%), concessionárias de veículos (-5,35%), autopeças (-24,13%) e óticas/cine/foto/som (-24,91%).

Calçados e vestuário são destaque 

O comércio do Paraná, mantendo a tendência apresentada no mês de abril, continua avançando nas vendas no acumulado do ano (janeiro a maio), especialmente nos três setores que mais sofreram com a pandemia: calçados (43,95%), vestuário e tecidos (29,14%) e livrarias e papelarias (25,76%), devido ao retorno da circulação de pessoas, a volta às aulas e dos trabalhos presenciais e, principalmente, por causa do Dia das Mães, segunda data que mais movimenta o comércio, só perdendo para o Natal.

Conteúdo de marca

Quero divulgar right