Justiça obriga prefeito a decidir pelo reajuste de água em PG

Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) impõe à Prefeitura de Ponta Grossa a ‘palavra final’ do reajuste na tarifa da Sanepar. Autor da ação, Jorge da Farmácia comemora decisão.

O Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) incumbiu à Prefeitura de Ponta Grossa a decisão sobre o reajuste na tarifa da Companhia de Abastecimento do Paraná (Sanepar). A medida é da juíza substituta Rafaela Mari Turra e foi proferida na semana passada, com base em uma ação movida pelo vereador Jorge da Farmácia (PDT) em relação ao aumento de 12,13% sugerido pela Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Infraestrutura do Paraná (Agepar).

Na decisão, a magistrada afirma que a Prefeitura, por conta do contrato de concessão do serviço de abastecimento e saneamento, é quem decide sobre a tarifa. “Incumbe ao Município de Ponta Grossa decidir acerca da majoração da tarifa do serviço de abastecimento de água e de saneamento básico, por ser uma questão que o atinge como titular do serviço, o qual inclusive é objeto do contrato de concessão. Há, portanto, probabilidade no direito do autor”, afirmou a juíza, no documento.

O aumento de mais de 12% foi definido em abril e passaria a valer integralmente em junho, mas uma determinação do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) suspendeu o reajuste até segunda ordem. Calculado pela Agepar, o índice era composto pela inflação dos insumos da Sanepar, que somou 7,56%, e pela parcela corrigida do diferimento tarifário definido em 2017 (4,57%). A agência é incumbida de definir os valores por conta da Lei Complementar Estadual 94/2002.

Autor da ação popular, Jorge da Farmácia considerou positiva a decisão da Justiça, já que agora o Poder Municipal não poderá se basear em decisões externas à Ponta Grossa para conferir o reajuste. “Esse era o nosso objetivo: evitar um aumento abusivo da Sanepar, fora da realidade dos dias de hoje e da população. Já pagamos vários impostos e não poderíamos aceitar mais essa decisão”, disse.

Partes ainda não foram notificadas

A sentença da magistrada é direcionada à Agepar, Sanepar e Prefeitura. A assessoria de imprensa da Sanepar informou que a companhia ainda não foi notificada sobre a decisão e, por isso, não vai se manifestar no momento. A Prefeitura de Ponta Grossa disse em nota que, ainda que não tenha tido acesso ao inteiro teor da decisão judicial ou notificada pelo TJ-PR, vai acompanhar o reajuste realizado pela concessionária no restante do estado. A equipe de redação tentou contato com a Agepar, mas não conseguiu encontrar nenhum representante até o momento.

Revitalização do Alagados é estimada em R$ 30 milhões

Revitalização do Alagados é estimada em R$ 30 milhões...

Inteligência competitiva no Agronegócio: fator decisivo entre sucesso e fracasso

Inteligência competitiva no Agronegócio: fator decisivo entre sucesso e fracasso...

Capa da edição desta sexta-feira (16/08/2019) do JM

Capa da edição desta sexta-feira (16/08/2019) do JM...

Rodovias sem radares

Rodovias sem radares...

PR apresenta oportunidades do Parque de Vila Velha

PR apresenta oportunidades do Parque de Vila Velha...

Audiência pública discute ações para o Parque de Vila Velha

Audiência pública discute ações para o Parque de Vila Velha...

Vagas na Agência do Trabalhador para sexta-feira (16/08)

Vagas na Agência do Trabalhador para sexta-feira (16/08)...

Ratinho Junior exalta potencial leiteiro dos Campos Gerais

Ratinho Junior exalta potencial leiteiro dos Campos Gerais...

Bombeiros reforçam trabalho preventivo sobre queimadas

Bombeiros reforçam trabalho preventivo sobre queimadas...

Bolsonaro suspende uso de radares nas rodovias federais

Bolsonaro suspende uso de radares nas rodovias federais...

Julgamentos e fóruns são atrações do Agroleite na sexta

Julgamentos e fóruns são atrações do Agroleite na sexta...

Empresas da cadeia do leite são reconhecidas com Troféu

Empresas da cadeia do leite são reconhecidas com Troféu...

Fundação ABC lança Plataforma Sigma

Fundação ABC lança Plataforma Sigma...

Bolsonaro analisará vetos a projeto de abuso de autoridade

Bolsonaro analisará vetos a projeto de abuso de autoridade...
Comentários

Deixe uma resposta

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Últimas Notícias

Capa do Dia

CHARGE DO DIA

REDES SOCIAIS