Saulo aposta na educação como forma de combate à violência

Saulo estreia na vida pública e ocupa o cargo de vice-prefeito, ao lado de Elizabeth Schmidt (PSD). Militar aposta na união entre educação e segurança

Estreante na vida pública, o capitão Saulo Vinícius Hladyszwski é o candidato a vice na chapa liderada pela Professora Elizabeth Schmidt (PSD). Nesta quinta-feira (29), Saulo foi sabatinado na redação do Jornal da Manhã e do portal aRede. O militar destacou os investimentos feitos pela atual gestão e também fez a defesa de avanços conquistados nos últimos dois anos. 

Saulo comandou o Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (PROERD) por 16 anos e destacou a importância da educação, inclusive para o próprio setor da segurança. Além disso, o estreante ressaltou a proximidade com o governador Ratinho Junior (também do PSD) na conquista de recursos para Ponta Grossa. Acompanhe a sabatina abaixo: 

Jornal da Manhã: Como você tem visto esta campanha para convencer as pessoas a dar continuidade ao trabalho de oito anos de seu grupo?

Capitão Saulo: É uma experiência fantástica. Eu estive 23 anos na segurança pública, um ano como aspirante do Exército e outros 22 anos como oficial da Polícia Militar. Trabalhávamos com uma determinada fatia da população e agora eu tive a oportunidade de poder estar trabalhando e conhecer um pouco mais da nossa cidade como um todo.  E por princípio resolvi conhecer andando pela cidade, vendo a atual situação que se encontra. Tem sido muito fantástico até pela receptividade que estamos tendo em todos os bairros que passamos. Importante eu ter tido essa bagagem de 16 anos atuando no Proerd e formando mais de 60 mil estudantes neste projeto, principalmente do programa de combates a drogas e a violência. Conhecíamos já bastante das mazelas que essa classe mais fragilizada da população tem. Principalmente a questão da criança e do adolescente que foi o grande trabalho da minha vida que Deus deu a oportunidade de eu poder trabalhar ainda na PM. Lá nós podemos conhecer a realidade das pessoas, os alunos que se comportam de maneira diferenciada, através da Patrulha Escolar, atendemos o pós ocorrência conhecendo o lar das crianças que muitas vezes eram desestruturadas. Assim que eu resolvi participar da política. Quando foi feito o convite pela Elizabeth devo aprofundar ainda mais este conhecimento por causa da responsabilidade que vamos ter em quatro anos caso a população confie em nosso trabalho e por isso estou conhecendo mais para saber ajudar a população e nossa cidade ainda mais.

JM: Como lidar com a questão da violência em nossa cidade?

Saulo: Nós temos vários projetos sobre isso. Há mais de 23 anos eu conheço muito deste sistema e a educação e a proteção à criança e ao adolescente serão muito fortes em nosso governo. Eu, enquanto educador social do Proerd, e a professora Elizabeth por mais de 40 anos atuou na docência nas escolas estaduais e nas universidades, sabemos da importância de levar segurança para as crianças e ao adolescente para se sentirem seguras protegidas e acolhidas. Minha experiência é com o policiamento comunitário, que hoje o nosso batalhão sempre foi vanguarda na Polícia Militar. Tivemos 97% das ações em contato direto com a população para prevenção e não para repressão. A gente quer trazer muito desta filosofia na Guarda Municipal, aproximando-a com a comunidade. Vamos utilizar a escola o atalho deste caminho, quem conhece o problema de segurança nos bairros e na cidade como um todo, são as pessoas e são elas que vão falar os problemas apresentados. Vamos trazer muito do ensinamento do Proerd auxiliando as crianças em fazer escolhas saudáveis em suas vidas desde pequenos. Temos outros projetos que vamos englobar a parte da comunidade “vizinhança segura” que dentro de um determinado bairro temos sempre um funcionário da segurança pública. Nós temos sempre um profissional do ramo e queremos utilizar essas pessoas dentro do grupo de WhatsApp capacitada para fazer um gerenciamento rápido dentro do grupo para resolver o problema daquela localidade. Ele terá um contato direto com nossos órgãos de segurança, diminuindo o tempo para fazer o atendimento. Também queremos preparar a Guarda Municipal para estar lá para fazer o policiamento presente, fazendo abordagem. Também temos o “esquadrão drone” e a ideia principal é fortalecer o gabinete de gestão integrada na segurança. Eu tive contato direto com todas essas pessoas que encabeçam os órgãos de segurança. Já tenho acesso e diálogo com eles. Não precisamos fazer reunião presencial para falar com as autoridades, mas podemos nos reunir de maneira virtual para todos fazerem os apontamentos. A interação dessas forças é muito importante e o planejamento é aproximar ainda mais, aprimorando e melhorando a segurança pública.

JM: Você é a favor ou contra os novos colégios cívicos militares que o Governo do Estado está implementando? 

Saulo: Eu sou totalmente a favor. Eu não passei por um colégio militar, mas tive a possibilidade e a experiência de passar pelo Exército Brasileiro e entender a hierarquia e a disciplina que é extremamente importante para a formação do caráter do cidadão. A partir do momento que temos essa hierarquia e a disciplina nesses colégios conseguimos mostrar essa disciplina. Ainda mais que em muitas famílias as crianças são “sem limites”, a educação foge das mãos dos pais, dando um celular um tablet para poderem confortar a criança. Mas isso é um engano, então através da disciplina, a criança tendo esse princípio ético, moral e cívico, a criança vai ter a base da cidadania. Com isso, fazemos que estas crianças tenham um futuro mais próspero e melhor. Só estudar os números das escolas cívico e militares, percebe-se o índice do Ideb é muito maior do índice das escolas regulares. A parte pedagógica será a mesma e os professores terão oportunidade de aula de maior qualidade. Os alunos irão respeitar a figura do professor, que é uma autoridade dentro da sala de aula, porque muitas crianças infelizmente não respeitam muito o professor. Serão 5 ou 4 militares que cuidarão do civismo e das crianças dentro da escola. A ideia não é formar soldados, mas sim dar a oportunidade da criança saber administrar o respeito às regras estabelecidas.

JM: Quais são as ideias para a máquina pública? A chapa pretende fazer alguma reforma administrativa?

Saulo: Sim, já temos alguma reforma que fazem parte de nosso plano de governo. Em algumas pastas podemos trabalhar com questões específicas para modificar alguns pontos para que determinada secretaria possa absorver naquele momento mais de sua área de afinidade. Cada administração tem a sua grife, o prefeito Marcelo Rangel colocou nesses últimos 8 anos a sua grife, a sua assinatura, e a partir do dia 1º de janeiro de 2021 a professora Elizabeth e o capitão Saulo irão colocar a sua grife. Vamos estudar maneiras, possibilitar parcerias de setores como da saúde que é muito importante. No qual o Governo Estadual vai nos ajudar substancialmente, através do convênio no Hospital da Criança que deixou de ser responsabilidade da Prefeitura de PG e passou a ser do Estado. Nós também temos essa condição de remanejar nosso orçamento para poder tratar estes pontos. Quando vamos precisar de nosso servidor e fazer um investimento mais massivo para trabalhar com nossa cidade cada vez melhor. Se formos analisar, orçamento oito anos atrás, era em torno de R$ 400 a R$ 450 milhões e avançamos a casa de R$ 1 bilhão. Precisamos ter servidores preparados para que realmente esse dinheiro que é do povo seja revertido para o povo: capacitação de nosso funcionário e estudo de remanejamento, se preciso vamos também fazer contratações. Quero parabenizar os servidores e a qualidade dos serviços, embora temos ainda muito a avançar e vamos melhorar cada vez mais.

JM: A ideia é permanecer tudo como está? Inclusive os nomes dos secretários?

Saulo: A partir do dia 31 de dezembro todos os secretários deixarão seus cargos à disposição. E sobre a grife, vamos dar continuidade com a parceria com o Governo Estadual, mas vai existir uma nova administração. Vamos verificar se as pessoas que tem qualidade técnica, fazer apontamentos em algumas pastas que os secretários fizeram oito anos de gestão. Devem haver algumas mudanças em cima destes servidores para trabalharem bem para o bem estar da nossa população e da nossa comunidade como um todo. 

JM: Como vocês tem trabalhado a ligação entre a chapa e o governador?

Saulo: O governador vem fazendo parte de nossos programas e eu tive em Curitiba, recebi esta certeza que ele estará aqui conosco. É importante o município estar do lado do Governo do Estado. O aporte de financiamento, de obras que foram realizadas no Governo do Estado e fica mais fácil parcerias como a com o Hospital da Criança. A partir deste ano, na antiga maternidade, o governo do Estado já se comprometeu instalar uma Ambulatório Médico de Especialidade que não vai atender só Ponta Grossa, mas também as cidades vizinhas. O período pós pandemia será muito crítico e nós precisamos estruturar o serviço de saúde para contemplar e ajudar a população que é um dos nossos principais pontos. Quero ressaltar a importância de estarmos juntos do Governo do Estado, inclusive no mesmo partido para que os investimentos venham para melhorar a nossa cidade.

JM: Existem projetos de ligações entre bairros? E os Pontos de Ligação Rápidas (PLRs).. podem ser melhoradas?

Saulo: Devemos destacar as 19 ligações que foram feitas no governo Marcelo Rangel. Eu mesmo me surpreendi pela facilidade que essas ligações trouxeram entre os bairros.

Para que as pessoas possam aproveitar melhor o transporte coletivo, temos com a implantação da PLR fazer este deslocamento ficar ainda mais rápido e mais eficaz. Levando o passageiro de uma forma mais rápida onde ele quer chegar. E outro diferencial é a questão ambiental, nós temos na proposta de fazer com que em 10 anos 50% da frota seja sustentável e ambientalmente correta. Em 2023, quando vence o contrato, queremos tratar a preocupação com o meio ambiente e o mundo que vamos deixar para as futuras gerações. Vamos ouvir a população, seus anseios e suas necessidade para que possamos fazer o transporte coletivo mais rápido, melhor e mais seguro.

JM: O que fazer com o espaço onde era o antigo Mercadão Municipal?

Saulo: A ideia é a mesma que apresentamos a empresa que, infelizmente, não cumpriu a demanda. Estamos esperando o estabelecimento dos prazos legais para que a PMPG possa abrir uma licitação para que aquele espaço se transforme de convivência para nosso município. Queremos aproveitar o espaço que é no centro da cidade. 

JM: Como gerar emprego após a pandemia? O que o poder público vai fazer?

Saulo: Passamos por este período de pandemia e tivemos um aumento de dois mil empregos diretos. Estamos em primeiro lugar na geração de emprego no Paraná e a ideia é dar continuidade a este processo, através da implementação de micro créditos para nossos empresários, facilitação da abertura de MEIs para as pessoas saírem da informalidade e terem seus direitos estabelecidos. Nós temos 450 ramos de inclusão deste MEI de maneira virtual, oferecimento de microcrédito que a Prefeitura já tem para fornecer e também fortalecer ainda mais a agricultura familiar, trabalhos como o nosso projeto da Feira Verde que engloba este produto que é feito pelas nossas comunidades e reverter para a população a um preço melhor. Vamos ter também uma central de atendimento para que as nossas empresas possam estabelecer de maneira mais rápida e mais prática. Emprego gera dignidade e renda e a pessoa pode fazer que a máquina econômica do próprio município continue rodando, facilitando a questão econômica de nossa cidade.

JM: Como fica a questão da saúde em um futuro mandato?

Saulo: Primeiramente encerra no final do ano este contrato com o Hospital da Criança e está adiantado para que isso se perpetue. O ambulatório de especialidade é uma atenção que vamos ter, 90 mil atendimentos em seis salas cirúrgicas prontas para nossa população. Implementando as quatro unidades de saúde básica em pontos estratégicos na cidade. Fornecer outros serviços na área da saúde, informatizar atendimento e trazer agilidade, atender  e acolher a nossa população da melhor maneira possível. Por isso é muito importante esta parceria com o Governo do Estado. Os nossos quatro postos de saúde serão próximos aos terminais para as pessoas terem atendimento até as 22h. 

JM: Quais são suas considerações finais?

Saulo: Gostaria de pedir este voto de confiança em nossa chapa, a professora Elizabeth conhece há 15 anos o trabalho da Prefeitura. E ela é a pessoa mais capacitada no momento para melhorar ainda mais o que foi feito em nossa cidade. Eu também coloco meu nome à disposição e nossos candidatos a vereadores para que possamos ter facilidade entre o Executivo e o Legislativo. O preparo da nossa chapa será ainda melhor para uma cidade melhor e mais humana para todos.

Veja a agenda dos prefeituráveis nesta sexta-feira

Veja a agenda dos prefeituráveis nesta sexta-feira...

Jovem suspeito de estupro e homicídio é detido no PR

Jovem suspeito de estupro e homicídio é detido no PR...

PG será palco da viagem virtual do Teatro a Bordo

PG será palco da viagem virtual do Teatro a Bordo...

Boletim mostra novo caso de covid-19 em Palmeira

Boletim mostra novo caso de covid-19 em Palmeira...

Polícia Ambiental solta veado resgatado em comércio em PG

Polícia Ambiental solta veado resgatado em comércio em PG...

Dia do Servidor: A menina da lavoura agora é a Ilza da Prograd

Dia do Servidor: A menina da lavoura agora é a Ilza da Prograd...

Colégio Vila Militar Cescage transformou a educação em PG

Colégio Vila Militar Cescage transformou a educação em PG...

Capa da edição desta sexta-feira (30/10/2020) do JM

Capa da edição desta sexta-feira (30/10/2020) do JM...

Expectativa é de movimentação nos parques no feriado

Expectativa é de movimentação nos parques no feriado...

PG lidera a geração de empregos no Estado do Paraná

PG lidera a geração de empregos no Estado do Paraná...

Campanha de vacinação contra Poliomielite é prorrogada

Campanha de vacinação contra Poliomielite é prorrogada...

Grupo de resgate de animais de Ponta Grossa pede doações

Grupo de resgate de animais de Ponta Grossa pede doações...

Pessoas e grupos são contemplados em nova etapa da Lei Aldir Blanc

Pessoas e grupos são contemplados em nova etapa da Lei Aldir Blanc...

Sesc promove bolsas de estudos para Ed. Infantil

Sesc promove bolsas de estudos para Ed. Infantil...
Comentários

Deixe uma resposta

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Últimas Notícias

Capa do Dia

CHARGE DO DIA

REDES SOCIAIS