Ford anuncia que deixará de produzir carros no Brasil

Ford Brasil encerrará a produção nas plantas de Camaçari (BA), Taubaté (SP) e da Troller (Horizonte, CE) ainda neste ano


A montadora Ford anunciou, nesta segunda-feira (11), que irá deixar de produzir veículos no Brasil. A Ford Brasil encerrará a produção nas plantas de Camaçari (BA), Taubaté (SP) e da Troller (Horizonte, CE) durante 2021, à medida em que a pandemia de Covid-19 amplia a persistente capacidade ociosa da indústria e a redução das vendas, resultando em anos de perdas significativas. A montadora já havia deixado de produzir o Fiesta no Brasil, e tinha encerrado a venda de modelos como Focus e Fusion, disponibilizando em sua linha apenas um automóvel (Ka), três utilitários (EcoSport, Territory e Ranger) e um esportivo Mustang. A companhia, contudo, afirmou que manterá no Brasil a sede administrativa da América do Sul, o Centro de Desenvolvimento de Produto e o Campo de Provas.

Em comunicado à imprensa, a fabricante informou que atenderá os consumidores na América do Sul com um portfólio empolgante de veículos conectados, e cada vez mais eletrificados, incluindo SUVs, picapes e veículos comerciais, provenientes da Argentina, Uruguai e outros mercados, ao mesmo tempo em que a Ford Brasil encerra as operações de manufatura em 2021.

A Ford atenderá a região com seu portfólio global de produtos, incluindo alguns dos veículos mais conhecidos da marca como a nova picape Ranger produzida na Argentina, a nova Transit, o Bronco, o Mustang Mach 1, e planeja acelerar o lançamento de diversos novos modelos conectados e eletrificados. A Ford mantém assistência total ao consumidor com operações de vendas, serviços, peças de reposição e garantia para seus clientes no Brasil e na América do Sul. A empresa também manterá o Centro de Desenvolvimento de Produto, na Bahia, o Campo de Provas, em Tatuí (SP), e sua sede regional em São Paulo.

“A Ford está presente há mais de um século na América do Sul e no Brasil e sabemos que essas são ações muito difíceis, mas necessárias, para a criação de um negócio saudável e sustentável”, disse Jim Farley, presidente e CEO da Ford. “Estamos mudando para um modelo de negócios ágil e enxuto ao encerrar a produção no Brasil, atendendo nossos consumidores com alguns dos produtos mais empolgantes do nosso portfólio global. Vamos também acelerar a disponibilidade dos benefícios trazidos pela conectividade, eletrificação e tecnologias autônomas suprindo, de forma eficaz, a necessidade de veículos ambientalmente mais eficientes e seguros no futuro.”

A empresa irá trabalhar imediatamente em estreita colaboração com os sindicatos e outros parceiros no desenvolvimento de um plano justo e equilibrado para minimizar os impactos do encerramento da produção.

“Nosso dedicado time da América do Sul fez progressos significativos na transformação das nossas operações, incluindo a descontinuidade de produtos não lucrativos e a saída do segmento de caminhões”, disse Lyle Watters, presidente da Ford América do Sul e Grupo de Mercados Internacionais. “Além de reduzir custos em todos os aspectos do negócio, lançamos, na região, a Ranger Storm, o Territory e o Escape, e introduzimos serviços inovadores para nossos clientes. Esses esforços melhoraram os resultados nos últimos quatro trimestres, entretanto a continuidade do ambiente econômico desfavorável e a pressão adicional causada pela pandemia deixaram claro que era necessário muito mais para criar um futuro sustentável e lucrativo."

A Ford está constantemente avaliando seus negócios em todo o mundo, incluindo a América do Sul, fazendo escolhas e alocando capital de forma a avançar em seu plano de atingir uma margem corporativa EBIT de 8% e gerando um forte e sustentável fluxo de caixa. O plano da Ford prevê o desenvolvimento e a oferta de veículos conectados de alto valor agregado e qualidade – cada vez mais eletrificados –, com serviços acessíveis a uma gama mais ampla de consumidores.

A empresa informou se move rapidamente, com o objetivo de transformar seu negócio automotivo – competindo de maneira desafiadora, simplificando e modernizando todos os aspectos da empresa; e crescer alavancando os pontos fortes já existentes, desafiando o negócio automotivo convencional e realizando parcerias para expandir eficiência e conhecimento.

“Trabalharemos intensamente com os sindicatos, nossos funcionários e outros parceiros para desenvolver medidas que ajudem a enfrentar o difícil impacto desse anúncio”, continuou Watters. “Quero enfatizar que estamos comprometidos com a região para o longo prazo e continuaremos a oferecer aos nossos clientes ampla assistência e cobertura de vendas, serviços e garantia. Isso se tornará evidente ao trazermos para o mercado uma linha empolgante e robusta de SUVs, picapes e veículos comerciais conectados e eletrificados, de dentro e fora da região.”

Watters acrescentou que, além da confirmação da produção da nova geração da Ranger, da chegada do Bronco, do Mustang Mach 1 e da Transit, a Ford também planeja anunciar outros modelos totalmente novos, incluindo um veículo híbrido plug-in. “Isso se alia à expansão de serviços conectados e de novas tecnologias autônomas e de eletrificação nos mercados da América do Sul.”

A produção será encerrada imediatamente em Camaçari e Taubaté, mantendo-se apenas a fabricação de peças por alguns meses para garantir disponibilidade dos estoques de pós-venda. A fábrica da Troller em Horizonte continuará operando até o quarto trimestre de 2021. Como resultado, a Ford encerrará as vendas do EcoSport, Ka e T4 assim que terminarem os estoques. As operações de manufatura na Argentina e no Uruguai e as organizações de vendas em outros mercados da América do Sul não serão impactadas.


Com informações da assessoria de imprensa

Estoque de oxigênio acaba em hospitais de Manaus e pacientes morrem asfixiados

Estoque de oxigênio acaba em hospitais de Manaus e pacientes morrem asfixiados...

Coletivo musical Fora da Caixa lança videoclipe ‘Arizona’

Coletivo musical Fora da Caixa lança videoclipe ‘Arizona’...

PR está pronto para iniciar vacinação contra a Covid-19

PR está pronto para iniciar vacinação contra a Covid-19...

Rivais ajudam e Operário volta a sonhar com o G4

Rivais ajudam e Operário volta a sonhar com o G4...

Paraná tem o maior salário mínimo do país

Paraná tem o maior salário mínimo do país...

Lei exige divulgação de valores obtidos com multas de trânsito

Lei exige divulgação de valores obtidos com multas de trânsito...

Tânia Sviercoski visita delegacia da Polícia Federal em PG

Tânia Sviercoski visita delegacia da Polícia Federal em PG...

Paulo Balansin quer diminuir número de vereadores em PG

Paulo Balansin quer diminuir número de vereadores em PG...

Câmara de PG publica novas nomeações e exonerações

Câmara de PG publica novas nomeações e exonerações...

Coletivo do PSOL e Joce Canto se reúnem com setor de Saúde

Coletivo do PSOL e Joce Canto se reúnem com setor de Saúde...

Velocidade na Terra tem prova adiada pela 3ª vez no Paraná

Velocidade na Terra tem prova adiada pela 3ª vez no Paraná...

Prefeitura de Palmeira recebe deputada Aline Sleutjes

Prefeitura de Palmeira recebe deputada Aline Sleutjes...

Aliel Machado entrega emenda de R$ 3 mi para Telêmaco

Aliel Machado entrega emenda de R$ 3 mi para Telêmaco...

Carambeí anuncia recursos para ampliar abastecimento

Carambeí anuncia recursos para ampliar abastecimento...
Comentários

Deixe uma resposta

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Últimas Notícias

Capa do Dia

CHARGE DO DIA

REDES SOCIAIS