Ódio: milenar estratégia de dominação

Por Mário Sérgio de Melo

No último final de semana de maio passado (30-31/05/2020), entristecedoras imagens viralizadas pela mídia digital escancararam-nos o ódio que está sendo cultivado, e que está prosperando, entre nós, no Brasil: os mascarados com tochas alusivas à criminosa supremacia branca da Ku Klux Klan em Brasília, a manifestante com o taco de beisebol em São Paulo, os confrontos com bombas e balas de efeito moral pelo país. Até nos EUA, a nação que contraditoriamente arroga-se ser a guardiã da democracia e das liberdades do mundo, reacende-se o violento ódio racial, após o estrangulamento do já rendido cidadão negro pelo policial branco.

Os acontecimentos nos mostram que, no Brasil e no mundo, ainda não aprendemos, a despeito de tantas lições ao longo da História, que o ódio é a arma dos conquistadores para governar. “Dividir para conquistar” tornou-se um preceito universal. Assim fizeram as nações imperialistas ao longo dos séculos, assim o fazem no presente. Assim agem todos aqueles sórdidos obstinados, entremeados na estrutura social onde quer que seja, com a finalidade de perpetuar os privilégios de uns poucos à custa da submissão e miséria de muitos. Oxalá nos servisse de exemplo e alerta o ódio genocida cultivado entre etnias, religiões, castas, tribos, na Índia, no mundo árabe, na África, entre os povos da América pré-colombiana...

A humanidade vive um momento inusitado, de penosa transição. Deste momento singular podemos evoluir para uma civilização mais solidária, harmoniosa, pacífica, copiosa. Ou podemos mergulhar num colapso e num retrocesso de imprevisíveis consequências, mas certamente catastrófico. Temos sofisticadas tecnologias de comunicação e de manipulação da opinião, acumulamos armas de destruição em massa que nos tornam muito perigosos, para o planeta, para nós mesmos. Mas não alcançamos ainda o discernimento e a compaixão que nos esclareçam se caminhamos para a iluminação ou para a barbárie das trevas.

Talvez nunca antes tantos teólogos, antropólogos, sociólogos, psicólogos, neurocientistas, historiadores, filósofos tenham nos alertado tão inquietantemente a respeito da paradoxal “natureza humana”. Abrigamos anjos e demônios dentro de nós. Temos instintos selvagens e vislumbres celestiais. Nosso cérebro ora age como aquele de um réptil, primitivo e egoísta, ora como o de um selvagem mamífero a defender ferozmente a prole, ora como uma inteligência obstinada com o domínio do outro. Por vezes um desavisado laivo de compaixão nos revela que somos a espécie mais ameaçadora e ao mesmo tempo mais promissora do planeta.

Com a capacidade de disseminar ódio e de destruir que nossa engenhosidade já nos trouxe, está na hora de usar nossa inteligência para a compreensão de que já não somos mais um bando de feras, cujo único ou primordial desígnio seja impor-se e sobreviver. No Século XXI tornamo-nos esta complexa sociedade, que tanto pode destruir-se quanto emancipar-se para uma civilização de compartilhada prosperidade.

Qual caminho iremos escolher?

Mário Sérgio de Melo é Geólogo, professor aposentado do Departamento de Geociências da UEPG

Holandeses mantêm tradição, cultura e fé vivas no Paraná

Holandeses mantêm tradição, cultura e fé vivas no Paraná...

Começa a corrida eleitoral

Começa a corrida eleitoral...

Exposição virtual sobre o ciclo da madeira em Palmeira atinge mil acessos

Exposição virtual sobre o ciclo da madeira em Palmeira atinge mil acessos...

Diretor do HU alerta sobre lotação de leitos clínicos da Covid

Diretor do HU alerta sobre lotação de leitos clínicos da Covid...

Lei da liberdade econômica é aprovada na Câmara de PG

Lei da liberdade econômica é aprovada na Câmara de PG...

Momento Cavali recebe o paratleta Ageu Lauriche

Momento Cavali recebe o paratleta Ageu Lauriche...

Confira a Coluna RC desta Quarta-Feira (24-06)

Confira a Coluna RC desta Quarta-Feira (24-06)...

Confira seu horóscopo para esta Quarta-feira (24/06)

Confira seu horóscopo para esta Quarta-feira (24/06)...

PRF apreende R$ 60 mil em cigarros ilegais em Tibagi

PRF apreende R$ 60 mil em cigarros ilegais em Tibagi...

O trânsito e suas leis

O trânsito e suas leis...

Unimed PG entrega segunda parte da arrecadação de alimentos

Unimed PG entrega segunda parte da arrecadação de alimentos...

Paraná tem mais 725 confirmações e 27 mortes pela Covid-19

Paraná tem mais 725 confirmações e 27 mortes pela Covid-19...

Capa da edição desta quarta-feira (24/06/2020) do JM

Capa da edição desta quarta-feira (24/06/2020) do JM...

Charge da edição desta quarta-feira (24/06/2020) do JM

Charge da edição desta quarta-feira (24/06/2020) do JM...
Comentários

Deixe uma resposta

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Últimas Notícias

Capa do Dia

CHARGE DO DIA

REDES SOCIAIS