App vai identificar positivados pelo covid-19 por perto | A Rede - Aconteceu. Tá na aRede! Portal aRede - Aconteceu! Tá na aRede!
Publicidade

Cotidiano

O aplicativo funciona apenas com outras pessoas com o aplicativo oficial instalado.

Foto: Reprodução/Brasil 61

Brasil 61 | Cotidiano | 05/08/2020 as 13:20h

App vai identificar positivados pelo covid-19 por perto

O aplicativo foi desenvolvido pelo Ministério da Saúde, em parceria com o Google e a Apple, e vai mapear pessoas infectadas em um raio de até dois metros 

Em até 24 horas, uma pessoa poderá saber, por meio de um alerta no celular, se alguém próximo esteve ou não infectado pelo novo coronavírus nos últimos 14 dias. É o que promete o aplicativo Coronavírus-SUS, anunciado pelo Ministério da Saúde, em parceria com o Google e a Apple, na última semana (31). Segundo a pasta, o monitoramento da doença é importante para o controle da pandemia e para a retomada segura das atividades.

A tecnologia utilizada no app é a “API Exposure Notification”, que já vem sendo usada em países como Alemanha, Itália e Uruguai. Essa técnica de rastreamento de casos positivos da Covid-19, segundo o Ministério da Saúde, será um fator essencial da transição da população para a rotina pós-isolamento social e, ao mesmo tempo, de gerenciar o risco de novos surtos.

“Antes de chegar ao Brasil, essa tecnologia amadureceu muito. Antes de adotá-la, nosso sistema passou por um crivo internacional, que fez uma série de alertas e ajustes necessários antes de o aplicativo ficar disponível para ser baixado”, explica o diretor do Departamento de Informática do SUS, Jacson Venâncio de Barros. 

No Brasil, apenas o Ministério da Saúde terá licença para usar a funcionalidade desenvolvida pelo Google e pela Apple. Com o envio criptografado das informações de contágio, por meio do uso do bluetooth de baixa energia, o aplicativo reconhece contatos próximos a uma distância de 1,5 a dois metros e por um tempo mínimo de cinco minutos entre smartphones que possuam o aplicativo instalado. Nenhum dado de geolocalização, incluindo dados de GPS, é coletado. 

O ministério esclarece, ainda, que para receber notificações de contato próximo com usuários positivos para Covid-19, é necessário que o interessado tenha o aplicativo e habilite a função de notificação de exposição no aparelho. O aplicativo funciona apenas com outras pessoas com o aplicativo oficial instalado. Se a pessoa optar por parar de receber as informações, basta desativar as configurações no aplicativo ou até mesmo excluí-lo, a qualquer momento. 

Privacidade 

Uma das preocupações relatadas por usuários era sobre a privacidade dos dados, já que é o próprio infectado que insere as informações no aplicativo. Funciona assim: a pessoa com resultado positivo para a doença informa no aplicativo Coronavírus-SUS, de forma voluntária e anônima, a validação do seu exame positivo para a doença (PCR ou sorológico). O dado é inserido a partir de um token (código de números) emitido pelo Ministério da Saúde. 

Segundo a pasta, para evitar informações falsas, antes de gerar esse código, o órgão faz o cruzamento entre o exame informado pela pessoa e os registros integrados da plataforma de vigilância (e-SUS Notifica) e da Rede Nacional de Dados em Saúde (RNDS), ambos integrados e que reúnem informações dos pacientes com Covid-19 no Brasil.

“É importante destacar que a privacidade será garantida. Eu não vou saber quem foi a pessoa com a qual eu tive contato, e que possivelmente esteja doente. O usuário apenas vai tomar conhecimento de que teve contato com alguém infectado”, garante o secretário-executivo do Ministério da Saúde, Elcio Franco. 

Em caso de alerta positivo da doença para os usuários do aplicativo, Elcio Franco detalha o procedimento. “A orientação é a mesma de quem teve algum sintoma. A pessoa deve tomar os cuidados, as medidas de higienização, de etiqueta respiratória – com o uso da máscara –, e, ao surgir algum sintoma, procurar a rede de atenção básica para buscar orientação médica.”

Para a infectologista Joana D'arc, o aplicativo é uma ferramenta interessante. Na luta contra o coronavírus, a médica considera que toda tecnologia é bem-vinda. “Todas as ferramentas que possam aumentar a prevenção, o distanciamento social e que as pessoas evitem exposição são úteis. A única questão é que vai depender da vontade da pessoa de inserir no aplicativo se o exame foi positivo ou não. Tem que ter uma campanha de conscientização para que as pessoas utilizem esse meio como forma de auxílio no combate à pandemia”, frisa. 

Funcionalidade do aplicativo

O servidor público Misael Costa, de 40 anos, foi uma das vítimas da Covid-19. Em julho, ele e a esposa apresentaram os sintomas da doença, como febre, falta de ar e perda do paladar e do olfato. O casal, que tem um filho de cinco anos de idade que não foi infectado, se manteve em isolamento durante o período indicado, de 14 dias, sem contato externo. Ao ser questionado sobre o aplicativo, Misael acredita que não há muita funcionalidade, já que ele pode gerar preconceito com quem contraiu a doença. 

“Vislumbro pontos negativos, e até mesmo um paradoxo, tendo em vista que a iniciativa deve partir de quem teve a doença. Isso pode gerar uma falsa percepção da realidade, uma vez que, não sendo alertada, a pessoa pode acreditar que ninguém próximo está infectado”, avalia. 

Para o servidor, o alerta poderia até gerar uma situação de “pânico”. “Isso porque, ao ser alertado que alguém próximo testou positivo, sem saber ao certo quem seria, levaria a um quadro de desconfiança geral”, pontua. 

Já o engenheiro elétrico e de segurança do trabalho Marcos José, de 48 anos, acredita que o aplicativo é uma boa saída. Ele também testou positivo para o vírus – não apresentou sintomas – e opina que a tecnologia pode ajudar no mapeamento e prevenção da doença. “Eu acredito nesse aplicativo. Com ele, acho que temos condição de identificar um mapeamento mais preciso e evitar o contágio de muitas pessoas”, defende. 

Marcos José cita como a melhor “arma” para prevenção o exame. “Somente com o teste a gente sabe se está infectado ou não, pois muitos assintomáticos estão contaminados e não sabem. Acho que o governo tem que investir no teste em massa, só assim a gente vai controlar e saber”, argumenta.  

Segundo dados das Secretarias de Saúde dos estados, o Brasil já acumulava 2,7 milhões de casos positivos da Covid-19 e quase 95 mil mortos até 4 de agosto. Na opinião do engenheiro Marcos José, com o aplicativo em mãos ainda no início da doença, talvez esse resultado poderia ter sido amenizado. “Se a gente tivesse o aplicativo em mãos antes, com certeza teríamos informações e poderia ter evitado, teríamos mais cuidado usando EPIs e mantendo distanciamento. Mas reafirmo sobre a importância dos testes. Eu sou um caso vivo. Se não tivesse feito o teste, estaria levando a vida normalmente, trabalhando, convivendo em família e transmitindo o vírus”, reforça. 

A infectologista Joana D’arc destaca o ponto principal, na opinião dela. “Espero que a população tenha essa consciência e esse altruísmo de proteger o próximo e lançar as informações solicitadas pelo Ministério da Saúde”, finaliza. 

email sharing button
email sharing button
email sharing button
email sharing button

Publicidade

Recomendados

Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Campos Gerais 19/09/2020 ás 18:30h
Dinheiro 19/09/2020 ás 18:01h
Dinheiro 19/09/2020 ás 18:01h
Cotidiano 19/09/2020 ás 17:23h
Publicidade
Ponta Grossa 19/09/2020 ás 16:32h
Cotidiano 19/09/2020 ás 16:09h
Publicidade
Ponta Grossa 19/09/2020 ás 14:58h
Ponta Grossa 19/09/2020 ás 13:28h
Publicidade

LIVES RECENTES

Ao Vivo
ao vivo | 18/09/2020 ás 18:44h

Mercado imobiliário se reinventou e garantiu crescimento nas vendas durante a pandemia

Assista ao É Notícia desta sexta-feira
Professor Edson quer uma PG mais inclusiva
Médica ajuda mulheres a engravidarem após menopausa
Ver Mais
Publicidade

PONTA GROSSA

Ponta Grossa | 19/09/2020 ás 09:58h

Veículos com alerta de furto são recuperados em PG

Ponta Grossa 19/09/2020 ás 09:25h
Ponta Grossa 19/09/2020 ás 08:26h
Publicidade
Ponta Grossa 19/09/2020 ás 07:48h
Ponta Grossa 19/09/2020 ás 07:26h
Publicidade

COTIDIANO

Cotidiano | 19/09/2020 ás 12:57h

Paraná mantém enfrentamento ao coronavírus após 6 meses

Publicidade
Cotidiano 19/09/2020 ás 10:29h
Publicidade

VÍDEOS

Vamos Ler | 16/09/2020 ás 17:30h

‘Buffet de frutas’ incentiva aprendizado do espanhol

Ver Mais

CAMPOS GERAIS

Campos Gerais | 18/09/2020 ás 21:30h

Polícia Militar deflagra operação em Piraí do Sul

Campos Gerais 18/09/2020 ás 21:00h
Campos Gerais 18/09/2020 ás 20:15h
Publicidade
Campos Gerais 18/09/2020 ás 14:23h
Campos Gerais 18/09/2020 ás 10:49h
Publicidade

MIX

Mix | 19/09/2020 ás 05:55h

Cine Teatro Ópera celebra 70 anos em Ponta Grossa

Publicidade
Publicidade

ESPORTE

Esporte | 19/09/2020 ás 08:49h

Prefeitura do Rio anuncia futebol com torcida em outubro

Esporte 18/09/2020 ás 07:26h
Publicidade
Publicidade

INSANA

Insana | 23/08/2020 ás 17:01h

Vendedora de mel é notificada por usar foto de ator em rótulo

Insana 06/08/2020 ás 13:37h
Publicidade
Insana 20/07/2020 ás 14:01h
Publicidade

VAMOS LER

Vamos Ler | 16/09/2020 ás 17:30h

‘Buffet de frutas’ incentiva aprendizado do espanhol

AGRONEGÓCIO

Agronegócio | 18/09/2020 ás 21:45h

CAPAL completa 60 anos com mais de 3,2 mil associados

Publicidade

ROMULO CURY

Romulo Cury | 19/09/2020 ás 06:30h

Confira a Coluna RC deste Sábado (19-09)

BOM DIA ASTRAL

Bom Dia Astral | 19/09/2020 ás 06:00h

Confira seu horóscopo para este Sábado (19/09)

EMPREGOS

Empregos | 17/09/2020 ás 16:46h

Vagas na Agência do Trabalhador para Sexta-feira (18/09)

Publicidade

MAIS LIDAS

Ponta Grossa | 18/09/2020 ás 12:01h

Morte de rapaz entristece e comove amigos em PG

Ponta Grossa 14/09/2020 ás 18:10h
Bom Dia Astral 14/09/2020 ás 06:00h
Ponta Grossa 14/09/2020 ás 10:35h
Campos Gerais 13/09/2020 ás 07:31h
Publicidade
Publicidade