Portal aRede - Aconteceu! Tá na aRede!
Publicidade

Ponta Grossa

Greve durou 48 dias, e apesar de suspensa, a universidade ainda mantém o estado de greve Foto: Divulgação
Da Redação | Ponta Grossa | 14/08/2019 as 15:45h

Docentes da UEPG suspendem greve e aulas voltam dia 19

Assembleia na tarde desta quarta-feira (14) deliberou pelo fim das paralisações, após 48 dias de greve. Mesmo com volta às atividades, estado de greve segue mantido.

*Matéria atualizada

Professores da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) deliberaram em assembleia geral nesta quarta-feira (14) por suspender a greve, mantendo, porém, o estado de greve e retorno das aulas na segunda-feira (19). O Sinduepg (Sindicato dos Docentes da UEPG) avalia que o movimento grevista, que durou 48 dias, obteve resultados consideráveis na pauta de reivindicações, embora ainda sejam necessários avanços.

“Precisamos saber o momento de suspender o movimento para que tenha forças para os engajamentos que virão, acompanhando nesse sentido a mobilização das demais universidades e entendendo que produzimos resultados com a nossa greve, mesmo que não tenham sido integrais”, defende o presidente do Sindicato dos Docentes da UEPG (Sinduepg), Marcelo Ubiali Ferracioli. A manutenção do estado de greve, que representa um aviso para uma possível nova paralisação, conforme o presidente, é um indicativo desse posicionamento.

As reivindicações específicas às Universidades Estaduais do Paraná nesta greve foram o arquivamento da Lei Geral das Universidades (LGU); arquivamento do Projeto de Lei Complementar (PLC) 04/2019, que congela carreiras por 20 anos; reajuste salarial de perdas inflacionárias de 17,04%; e nomeação de aprovados em concursos e realização de novos concursos.

Uma das principais conquistas do movimento foi a retirada de pauta da Alep do PLC 04/2019. “Essa era umas das nossas principais pautas e o governo recuou. Porém, sabemos que devemos nos manter alerta, porque pode vir um novo substitutivo”, acrescenta Ferracioli. O PLC 04/2019 achata a carreira docente ao prever o congelamento da folha de pagamento dos servidores estaduais, impede reajustes salariais, como data-base, avanços e crescimentos na carreira, enquadramentos salariais, transições e demais direitos.

“No que se refere à data-base, reivindicamos 17,04% e a proposta que circula na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) é de 2% em janeiro de 2020, 1,5% em 2021 e 1,5% em 2022. Em comparação a posicionamentos anteriores, é um pequeno avanço. O Governador tinha deixado claro que não falaria de data-base esse ano e não negociaria com grevistas”, diz Ferracioli. “Quanto às nomeações e novos concursos, temos um compromisso do Governo de aproximadamente 300 professores em todas as Universidades Estaduais de serem nomeados, inclusive os que tiveram o tempo de concurso expirado, ainda este ano. Os novos concursos estão condicionados à existência de uma LGU”, detalha Ferracioli.

Uma nova versão da LGU foi divulgada na segunda-feira, 12. O assessor jurídico do Sinduepg, Paulo Rodrigues, apresentou aos docentes durante a assembleia uma análise preliminar sobre a minuta. “Considero total ataque à autonomia e destaco a abrangência da competência do Conselho de Reitores das Universidades Estaduais do Paraná (CRUEP), que abrirá a possibilidade do congelamento das carreiras. Na essência é a mesma coisa, o mesmo fundamento, a mesma lógica privatista. Mas agora abre-se a possibilidade de congelamento das carreiras dos docentes", aponta.

“Avançamos bastante, o que tem muito a ver com a condução da greve, um tipo de esclarecimento que as mesas das nossas assembleias têm feito. Conseguimos ter condições de depois repercutir essas informações de um jeito claro e conseguimos esclarecer o conjunto da comunidade na qual participamos. As lutas virão e estão sendo duras, mas a proposta me parece uma proposta de fortalecimento do movimento”, assinala a professora Silvana Oliveira.

“O maior produto, principal produto político, que mantém a mobilização, foi a possibilidade de unidade inédita no movimento grevista, com outras categorias. Sobretudo a unidade produzida dentro dos sindicatos docentes das universidades estaduais com a colaboração de alguns dos sindicatos mistos. Este sim foi um produto poderoso que levaremos conosco daqui em diante, que vai ser fundamental para as lutas que virão”, destaca Ferracioli.

“É importante lembrar que é um momento de retrocesso no país e no mundo em relação a direitos dos trabalhadores, dignidade. Em ações de resistência e luta no país temos enfrentado práticas de desgoverno típicas de ditadura, de repressão, de regimes autoritários. Nesse momento é extremamente difícil ousar fazer uma greve. A ousadia de resistir é o que nos caracteriza como professores, como profissionais da educação”, afirma o professor Sérgio Gadini.

A professora Priscila Larocca destaca a qualidade dos dados oferecidos pelo Sinduepg para esclarecer toda a categoria sobre os impactos da LGU. “A geração de dados sobre a LGU foi bastante importante no nosso movimento. Contou com a participação e estudos de um grupo de professores doutores, mestres, e apresentou para nós toda a dimensão de impacto que a LGU teria. Desconheço que se tivesse um estudo como esse no âmbito das atividades de greve. Quero destacar e tentar mostrar a importância de respeitar esses dados como qualificados, gerados através de estudos, e que não se constituem em simples boatos”, afirma.

Com informações da Assessoria de Imprensa


Publicidade

Recomendados

Publicidade

LIVES RECENTES

ao vivo | 06/12/2019 ás 15:16h

Páprica promove soluções criativas

Ver Mais
Publicidade

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Bom Dia Astral 09/12/2019 ás 07:00h
Publicidade
Cotidiano 08/12/2019 ás 19:43h
Publicidade
Cotidiano 08/12/2019 ás 17:41h
Ponta Grossa 08/12/2019 ás 16:58h
Ponta Grossa 08/12/2019 ás 15:38h
Publicidade

PONTA GROSSA

Ponta Grossa | 08/12/2019 ás 15:02h

Preso na operação 'Araxá' cumpre prisão domiciliar

Ponta Grossa 08/12/2019 ás 11:04h
Publicidade
Ponta Grossa 08/12/2019 ás 08:39h
Ponta Grossa 08/12/2019 ás 08:17h
Ponta Grossa 08/12/2019 ás 07:52h
Publicidade

COTIDIANO

Cotidiano | 08/12/2019 ás 13:29h

BMW lança nova geração do Série 1 no Brasil

Publicidade
Publicidade

CAMPOS GERAIS

Campos Gerais | 08/12/2019 ás 10:16h

Receita restituirá R$ 2,6 mi a contribuintes da região

Publicidade
Campos Gerais 06/12/2019 ás 12:40h
Campos Gerais 06/12/2019 ás 10:57h
Publicidade

MIX

Mix | 07/12/2019 ás 15:37h

La Casa de Comédia: apresentação ao vivo é adiada

Mix 06/12/2019 ás 21:45h
Publicidade
Publicidade

ESPORTE

Esporte | 08/12/2019 ás 10:38h

Ponta Grossa Vôlei perde fora de casa para o Maringá

Esporte 06/12/2019 ás 18:46h
Publicidade
Publicidade

INSANA

Insana | 03/12/2019 ás 13:58h

Pai registra filho como Gabriel Arrascaeta após títulos

Publicidade
Publicidade

VAMOS LER

Vamos Ler | 07/12/2019 ás 18:25h

Arte e cultura marcam trabalho sobre Consciência Negra

AGRONEGÓCIO

Agronegócio | 08/12/2019 ás 11:31h

Medida governo fortalece a produção suína do Paraná

Publicidade

ROMULO CURY

Romulo Cury | 07/12/2019 ás 10:00h

Coluna RC deste sábado (07/12)

BOM DIA ASTRAL

Bom Dia Astral | 09/12/2019 ás 07:00h

Confira seu horóscopo para esta segunda-feira (09/12)

EMPREGOS

Empregos | 09/12/2019 ás 06:00h

Vagas na Agência do Trabalhador para segunda-feira (09/12)

Publicidade

MAIS LIDAS

Ponta Grossa | 04/12/2019 ás 18:15h

Acusado de feminicídio alega traição conjugal

Ponta Grossa 06/12/2019 ás 10:00h
Ponta Grossa 04/12/2019 ás 16:17h
ao vivo 04/12/2019 ás 17:49h
Ponta Grossa 06/12/2019 ás 08:12h

VÍDEOS

Vamos Ler | 07/12/2019 ás 18:25h

Arte e cultura marcam trabalho sobre Consciência Negra

Cotidiano 07/12/2019 ás 11:28h
Ponta Grossa 06/12/2019 ás 19:02h
Publicidade