PUBLICIDADE

Manter aluno na escola é um desafio a ser superado

Imagem ilustrativa da imagem Manter aluno na escola é um desafio a ser superado

Em Ponta Grossa, assim como em outras cidades do Paraná, diretores de escolas têm, entre outras missões, dedicar um dia do mês, para bater à porta de alunos "turistas". Precisam ser convincentes para mostrar aos faltosos que o colégio ainda é a melhor opção. Eles têm este procedimento para atender uma estratégia da Secretaria de Esportes e Educação.

Lugar de professor é na escola e na sala de aula transmitindo conhecimento. Cabe aos pais a responsabilidade por manter o filho no aprendizado. Essa inversão de responsabilidades é muito perigosa. Vários bairros da cidade concentram altos índices de violência e de criminalidade. Não é seguro um diretor se deslocar até essas regiões.

Manter os estudantes motivados, concentrados e participativos durante as aulas, de fato é uma tarefa complicada. E realmente é um desafio maior, segundo especialistas, caso a escola ainda adote metodologias tradicionais de ensino. A tecnologia e a inovação chegaram à educação e são a chave para captar a atenção dos alunos.

Os sistemas tradicionais de ensino não conseguem mais atender às necessidades dos estudantes de hoje, ávidos pela descoberta de novos conteúdos de modo rápido, direto e ativo. A educação 4.0 já é uma realidade e as escolas precisam desenvolver novas competências e habilidades nos alunos para que eles sejam capazes de se adaptar às exigências sociais, estudantis e profissionais.

Nesse sentido, investir em estratégias inovadoras de engajamento oferece não apenas melhor experiência de aprendizagem, como também dá à sua instituição de ensino uma vantagem competitiva no mercado educacional.

Nessa sexta-feira (10), terminou a Semana D de Mobilização Escolar, uma campanha que envolveu todos os colégios da rede estadual de ensino com o objetivo de melhorar a frequência e combater a evasão escolar. A iniciativa é parte do programa Presente na Escola, criado em 2019 para manter alunos em sala de aula e prevenir abandonos.

Em Ponta Grossa, a Semana D registrou uma série de iniciativas por toda a rede, como contatos com agentes do poder público — como procuradores regionais —, mensagens em carros de som, anúncios em emissoras de rádio e chamadas durante a missa. 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

MAIS DE EDITORIAL

HORÓSCOPO

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

DESTAQUES

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

MIX

HORÓSCOPO

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

BOLA