Tibagi e Castro são destaque na produção agrícola

Tibagi destaca-se como o segundo maior produtor agrícola do Sul do Brasil. Setor gerou R$ 5,94 bi em riquezas na região


Dois municípios da região dos Campos Gerais estão entre os 100 mais importantes do Brasil no âmbito da produção agrícola. Tibagi e Castro aparecem na lista dos principais geradores de riquezas no campo do país, divulgada nesta quinta-feira (5) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), através da Produção Agrícola Municipal (PAM), a qual não inclui a pecuária. Somente no município de Tibagi, em uma área plantada de 167,8 mil hectares, o valor da produção agrícola atingiu R$ 669,2 milhões no decorrer de 2018, o 59º maior resultado do Brasil, e o segundo do Sul do Brasil, atrás apenas de Guarapuava (R$ 794 milhões, a 47ª do país). 

Quanto a Castro, é o segundo principal produtor agrícola da região, quarto do Paraná, atrás também de Cascavel. Com R$ 554,3 milhões em produção no decorrer de 2018, ocupa a posição 83 no ranking nacional. Em Tibagi e Castro, destacam-se a produção de soja, milho e trigo. “Tibagi é um município privilegiado por terras férteis, e temos produtores que investem muito, em tecnologia de ponta, para que o município seja o maior produtor de trigo do Brasil e grande produtor de soja no Paraná. E temos muito forte também a agricultura familiar, de pessoas que começam a olhar para os orgânicos, através do cooperativismo e associações”, ressalta o prefeito de Tibagi, Rildo Leonardi.

Entre os 26 municípios dos Campos Gerais, 12 tiveram crescimento na produção. Outros 14 tiveram queda, mas apenas um com queda maior que 10% (Carambeí, com baixa de 11,4%). Já entre os que registraram crescimento, as maiores altas estão Reserva, com incremento de 44,6%, São João do Triunfo com alta de 35,27%, e Cândido de Abreu, com elevação de 32,28%. A redução registrada na maior parte dos municípios paranaenses ocorreu pela queda na produção de grãos, que é a base agrícola dos Campos Gerais, especialmente tendo em comparação os números de 2017, quando foi registrada a ‘super safra’. 

A maior área plantada é de Tibagi, seguida por Castro e Ponta Grossa. Na proporção área x riqueza, destaque para São João do Triunfo, que embora tenha a 5ª menor área plantada da região (20,1 mil hectares), possui a 7ª maior geração de riquezas (R$ 298,9 milhões), em função da produção de fumo, que possui alto valor agregado. Por outro lado, o município com a menor área plantada e o menor valor gerado foi Telêmaco Borba, com 798 hectares e R$ 3,2 milhões produzidos.

A produção do Paraná somou a marca de R$ 41,33 bilhões em 2018. Esse valor corresponde a 12% de toda a produção nacional. Dentro desses R$ 41,3 bilhões, os 26 municípios dos Campos Gerais foram responsáveis por R$ 5,94 bilhões, ou seja, o equivalente a 14,3% da produção estadual. Em âmbito nacional, os Campos Gerais produziram 1,72% das riquezas na agricultura do país. O valor cresceu quase 1% em relação a 2017, quando atingiu R$ 5,86 bilhões. Por estados, o que mais gerou riquezas foi São Paulo (15,5%), seguido por Mato Grosso, que aumentou seu percentual de 13,7% para 14,6%

 

Produção cresceu 8,3% em 2018 e somou R$ 343 bi

O valor total da produção no país foi de R$ 343,5 bilhões, valor 8,3% superior ao registrado no ano passado, o maior da série histórica iniciada em 1974. Entre os 30 municípios com os maiores valores, 15 estão no Mato Grosso; outros cinco estão no Mato Grosso do Sul e mais cinco na Bahia. A soja foi responsável por 37,1% do valor da produção agrícola, mantendo-se no topo há mais de 20 anos. Na sequência, os principais produtos foram a cana (15,2%), o milho (11,0%), o café (6,6%) e o algodão herbáceo em caroço (3,7%)

Liderança

Em relação aos municípios, o maior valor de produção foi em São Desidério (BA), que saiu da 3ª para 1ª posição, com R$ 3,6 bilhões. Os produtos mais importantes do município são a soja, o algodão e o milho. Sapezal (MT), com R$ 3,3 milhões, se manteve na segunda, sendo o algodão, a soja e o milho os principais produtos cultivados.

Sociedade mobilizada

Sociedade mobilizada...

Frísia recebe prêmio reconhecido pela ONU

Frísia recebe prêmio reconhecido pela ONU...

Confira seu horóscopo para esta sexta-feira (06/09)

Confira seu horóscopo para esta sexta-feira (06/09)...

Edital de concessão do Parque de Vila Velha é publicado

Edital de concessão do Parque de Vila Velha é publicado...

13º BIB conclui a restauração da viatura ‘Pata Choca’

13º BIB conclui a restauração da viatura ‘Pata Choca’...

Frio vai embora e PG terá onda de calorão

Frio vai embora e PG terá onda de calorão...

Estado vai retomar obras paradas na UEPG

Estado vai retomar obras paradas na UEPG...

IESol/UEPG lança livro em evento em Salvador/BA

IESol/UEPG lança livro em evento em Salvador/BA...

Acidente em cruzamento envolve ambulância do Siate

Acidente em cruzamento envolve ambulância do Siate...

Associação de Moradores oferece aula de capoeira

Associação de Moradores oferece aula de capoeira...

Polícia prende rapaz que traficava e furtava na ‘31 de Março’

Polícia prende rapaz que traficava e furtava na ‘31 de Março’...

IV Feira de Profissões reúne 3 mil pessoas

IV Feira de Profissões reúne 3 mil pessoas...

Doutores Palhaços recebe título de Utilidade Pública Estadual

Doutores Palhaços recebe título de Utilidade Pública Estadual...

Setembro Amarelo promove a prevenção do suicídio em PG

Setembro Amarelo promove a prevenção do suicídio em PG...
Comentários

Deixe uma resposta

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Últimas Notícias

Capa do Dia

CHARGE DO DIA

REDES SOCIAIS