PUBLICIDADE

Defesa Civil aponta 4,3 mil pessoas atingidas pelas chuvas no Paraná

Diversos municípios registraram mais de 100 mm de chuvas na terça-feira (11)

Cidades com pessoas mais afetadas são Francisco Beltrão, Dois Vizinhos, Vitorino, São Miguel do Iguaçu, Santa Izabel do Oeste e Pato Branco
Cidades com pessoas mais afetadas são Francisco Beltrão, Dois Vizinhos, Vitorino, São Miguel do Iguaçu, Santa Izabel do Oeste e Pato Branco -

Agência Estadual de Notícias

@Siga-me
Google Notícias facebook twitter twitter telegram whatsapp email

Um novo boletim de ocorrências da Defesa Civil sobre as chuvas no Oeste e Sudoeste, publicado às 22h de terça-feira (11), aponta 23 cidades atingidas por temporais, enxurradas e alagamentos. Equipes da Defesa Civil e dos Bombeiros trabalham ao lado das prefeituras em todas as cidades para minimizar os impactos para a população, com alojamentos e entregas de materiais.

Até o momento são 4.392 pessoas diretamente afetadas, 428 casas danificadas, 100 desabrigados, 1.149 desalojados e duas crianças desaparecidas em Pato Branco. Não há registros de mortos e feridos. As cidades com pessoas mais afetadas são Francisco Beltrão, Dois Vizinhos, Vitorino, São Miguel do Iguaçu, Santa Izabel do Oeste e Pato Branco.

Segundo o Simepar, no decorrer da noite desta terça as chuvas perderam força sobre grande parte do Estado. No entanto, em algumas regiões ainda seguem ocorrendo, associadas a algumas descargas atmosféricas, como na divisa com o Mato Grosso do Sul e no Litoral. 

Nesta terça-feira, de acordo com o instituto, choveu 135 mm em Clevelândia, 121,4 mm em Pato Branco, 116 mm em Dois Vizinhos, 119,6 mm em Francisco Beltrão, 80,4 mm em Guaíra, 93,2 mm em Palotina, 84,2 mm em Planalto, 86 mm em Toledo e 67,4 mm em Marechal Cândido Rondon. Confira a relação em todo o Estado AQUI .

Ainda de acordo com o Simepar, em Francisco Beltrão e Pato Branco as chuvas de outubro já ultrapassaram a média histórica do mês. Em Francisco Beltrão já são 287,6 mm em 11 dias, frente a uma média de 229 mm, e em Pato Branco as precipitações atingiram 263,2 mm (média de 233 mm).

Barragem no Sudoeste

A Copel declarou, no início da noite desta terça-feira, estado de emergência na Central Geradora Hidrelétrica Chopim I, instalada no rio Chopim, entre os municípios de Itapejara d’Oeste e Coronel Vivida, região Sudoeste.

As fortes chuvas que atingiram a região elevaram o nível do rio acima da capacidade máxima do reservatório. Equipes da Copel e da Defesa Civil orientam moradores a deixarem, preventivamente, locais próximos ao rio abaixo da barragem de Chopim I, pelo risco de inundação. 

Falta de luz

Cerca de 500 eletricistas de serviços e manutenção da Copel continuam a trabalhar, em todo o Paraná, no conserto da rede elétrica danificada pelo forte temporal. No momento, 8.289 unidades consumidoras permanecem sem energia. A região mais afetada é o Sudoeste, que responde por cerca de 30% do total de desligados. Situações de alagamento e deslizamento de terras limitam o acesso das equipes à rede elétrica e dificultam o trabalho, especialmente na área rural.  

Em todo o Paraná, os desligamentos estão distribuídos em 1.276 serviços de emergência. Quase 60% dessas situações se encontram no Oeste e no Sudoeste. As equipes precisam acessar cada um destes locais para identificar o problema e fazer o conserto. Em alguns casos, o trabalho exige a substituição de postes danificados e, até mesmo, reconstrução de parte da rede. Os trabalhos continuarão ao longo desta quarta. 

A Copel reforça a orientação à população para que mantenha distância de locais que tenham postes quebrados e fios caídos. A falta de luz pode ser informada por meio do aplicativo para celulares ou pelo site www.copel.com, e também pelo número de WhatAapp 41 3013-8973. Sem internet, é possível enviar um SMS para o número 28593, com as letras “SL”, de “sem luz”, e o número da unidade consumidora, destacada em amarelo no cabeçalho da conta da Copel. Ainda, situações de risco e de falta de energia podem ser comunicadas por meio do 0800 51 00 116.

Falta de água

As fortes chuvas também provocam desabastecimento de água em algumas cidades, mas as equipes da Sanepar estão regularizando a questão no Sudoeste. Em Pato Branco a previsão original era de que o abastecimento voltasse à normalidade apenas na quinta-feira (13), mas as ligações já foram restabelecidas em toda a cidade.

Em Vitorino, Planalto, Salgado Filho e Nova Prata do Iguaçu o abastecimento também já voltou ao normal e em Palmas, Itapejara d'Oeste, Braganey, Chopinzinho e Assis Chateaubriand a situação será normalizada ao longo desta quarta.

A Sanepar também informa que houve o rompimento de um anel de distribuição na Avenida Castelo Branco, em Umuarama, nesta quarta-feira (12). A situação é decorrente das chuvas que provocaram uma grande erosão num trecho da pista de caminhada do Bosque do Índio. O abastecimento em pelo menos 28 bairros está comprometido em função disso.

PUBLICIDADE

Conteúdo de marca

Quero divulgar right

PUBLICIDADE