Preço da cesta básica em PG mantém-se estável em 2019

Os R$ 482,73 gastos na primeira semana de janeiro para comprar os 33 itens caíram  para R$ 482,31 em fevereiro


Quem adquire os 33 produtos que compõem a cesta básica em Ponta Grossa pagou, na primeira semana deste mês de fevereiro, praticamente o mesmo do cobrado na primeira semana de janeiro. A pesquisa mensal realizada pelo Núcleo de Economia Regional e Políticas Públicas (NEREPP), divulgada pela UEPG nesta sexta-feira (8), mostrou que a variação neste período de um mês foi de apenas R$ 0,42 para menos. Os R$ 482,73 caíram para R$ 482,31, o que representa uma baixa de apenas 0,09%. Se houve essa estabilidade em 2019, no acumulado de um ano não se pode dizer o mesmo. Desde a primeira semana de mês de março do ano passado, o incremento nos valores chegou a 4,24%. Naquela época, o valor era exatos R$ 19,66 mais baixo, somando R$ 462,65.

Entre 33 produtos, a maior parte deles teve retração, 21 no total. Outros 11 tiveram reajuste nos valores e um deles permaneceu com o mesmo valor, sem alteração. O maior vilão no decorrer dessas quatro semanas foi a batata, que registrou um aumento de 45,4%, seguido pelo feijão, com um acréscimo de 34,34%. A batata impulsionou o setor de hortifrutigranjeiros, ao qual faz parte, a uma alta de 9,49%. Do outro lado da tabela, o setor de limpeza teve uma retração de 6,15% nos valores, e o produto de maior queda é de outro segmento, o macarrão, de alimentação, com baixa de 13,87%.

Entre os grupos, o da carne teve um aumento de 1,84% e dentro deste, a carne bovina apresentou a maior variação positiva de 4,73%, enquanto o frango veio a registrar a maior variação negativa de 4,69%. No ‘vácuo’ do grupo de limpeza, que retraiu, o de higiene teve uma queda de 5,24%, sendo o sabonete o produto de maior variação positiva foi, de 3,28%, e o desodorante o produto de maior variação negativa, com queda de 10,95%. Dentro do produto de limpeza, o produto de maior variação positiva foi o amaciante com 2,06%, enquanto que o desinfetante, com 12,52% de variação, teve a maior variação negativa.


Compra representa 48% do salário

Conforme mostra o estudo, com base no valor do salário mínimo, de R$ 998, para adquirir todos esses produtos básicos para o dia a dia uma família ponta-grossense com essa renda iria gastar 48,33% do seu rendimento mensal, ou seja, quase metade com isso. Relacionando-se famílias de dois, três, quatro e cinco salários mínimos, observa-se que, para a aquisição da Cesta Básica, despenderiam respectivamente de 24,16%; 16,11%; 12,08%; e 9,67% de sua renda.


SCFV começa atividades do projeto “Da Rua para Quadra”

SCFV começa atividades do projeto “Da Rua para Quadra”...

Conservatório de PG recebe 382 inscrições para 141 vagas

Conservatório de PG recebe 382 inscrições para 141 vagas...

Expo Palmeira 2019 confirma últimas atrações

Expo Palmeira 2019 confirma últimas atrações...

Milla espera tranquilidade no retorno às sessões

Milla espera tranquilidade no retorno às sessões...

Mais de 11 mil estudantes retornam às aulas na UEPG

Mais de 11 mil estudantes retornam às aulas na UEPG...

Empresário oferece dinheiro por informações sobre roubo

Empresário oferece dinheiro por informações sobre roubo...

Confira seu horóscopo para esta segunda-feira (18/02)

Confira seu horóscopo para esta segunda-feira (18/02)...

Charge da edição deste fim de semana (15, 16 e 17 de fevereiro) do JM

Charge da edição deste fim de semana (15, 16 e 17 de fevereiro) do JM...

Prefeitura fará novo mapeamento para atualizar IPTU

Prefeitura fará novo mapeamento para atualizar IPTU...

Capa da edição deste fim de semana (15, 16 e 17 de fevereiro) do JM

Capa da edição deste fim de semana (15, 16 e 17 de fevereiro) do JM...

Novo projeto da Base Forte se destaca pela exclusividade

Novo projeto da Base Forte se destaca pela exclusividade...

Aumento no Transporte: a quem a Prefeitura vai dar ouvidos?

Aumento no Transporte: a quem a Prefeitura vai dar ouvidos?...

Investir para melhorar

Investir para melhorar...

Nova ferrovia reduzirá em 40% o frete das exportações

Nova ferrovia reduzirá em 40% o frete das exportações...
Comentários

Deixe uma resposta

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Últimas Notícias

Capa do Dia

CHARGE DO DIA

REDES SOCIAIS