Estado recorrerá ao MPF para rever valores com a Rodonorte

PGE considera pequeno o montante firmado em acordo de leniência e ajuizará ações para rever alguns valores. Declaração foi dada pelo secretário de Infraestrutura, Sandro Alex

O governo do Estado irá ajuizar ações junto ao Ministério Público Federal (MPF) com o objetivo de rever alguns valores referentes ao contrato de concessão de rodovias entre ele a concessionária CCR Rodonorte. A empresa firmou recentemente um acordo de leniência com o órgão federal e pagará uma multa de R$ 750 milhões por conta das irregularidades apontadas no processo de administração das rodovias ao longo dos anos. No entanto, a Procuradoria-Geral do Estado (PGE) acredita que o ressarcimento está abaixo do prejuízo causado aos cofres públicos. A informação foi dada pelo secretário de Estado da Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, durante a quinta-feira (9).

“Não cabe a mim perante ao MPF, como cidadão paranaense, dizer se concordo ou não [com o acordo de leniência]. Quem deve fazer isso é o Estado, através da PGE. A PGE discorda e vai ajuizar ações de reparação a valores que eles consideram que são devidos ao Estado”, contou o secretário, em entrevista à Rádio T na manhã de quinta.

Dos R$ 750 milhões impostos em multa para a Rodonorte, R$ 365 milhões serão utilizados para que o Estado realize obras rodoviárias nos trechos administrados pela concessionária. Do valor restante, R$ 35 milhões serão pagos à título de multa perante à Lei de Improbidade Administrativa. O restante – R$ 350 milhões – estão sendo utilizados para a redução de 30% do valor do pedágio nas praças da concessionária.

“Questionamos sobre os valores. Falaram [MPF] que a conta não é do total do prejuízo, e sim de um valor que fosse devolvido em obras para que se resultasse no avanço de investigações, mas que não houve um cálculo de todo o prejuízo do Estado”, disse Sandro Alex.

A pasta de Infraestrutura e Logística, através do Departamento de Estradas e Rodagem (DER-PR), ficará responsável pela escolha de como e onde serão utilizados os R$ 350 milhões em obras – desde que, obrigatoriamente, estejam nos trechos administrados pela Rodonorte.

Por conta de aditivos firmados ao longo de quase duas décadas de contrato entre o governo do Estado e as concessionárias, alguns trechos de rodovias que seriam inicialmente duplicados não precisarão, obrigatoriamente, receber a nova pista. É o caso da rodovia BR-376, que deve ter cerca de 80 km de duplicação suprimidos. No entanto, como caberá ao DER-PR a escolha dos locais onde os R$ 350 milhões serão investidos, não é possível cravar se a Rodovia do Café – como é conhecida – ficará com alguns trechos em pista simples.

Posição

O portal aRede entrou em contato com a CCR Rodonorte para comentar sobre o assunto e aguarda um posicionamento oficial da empresa. Até a publicação deste conteúdo, nenhum retorno foi dado.

Governador conhecerá cadeia do leite da região nesta quinta

Governador conhecerá cadeia do leite da região nesta quinta...

VBP supera R$ 600 bi e será 2º maior da história

VBP supera R$ 600 bi e será 2º maior da história...

Referência para o Brasil

Referência para o Brasil...

Organizar o sistema prisional é pensar na segurança de todos

Organizar o sistema prisional é pensar na segurança de todos...

Capa da edição desta quinta-feira (15/08/2019) do JM

Capa da edição desta quinta-feira (15/08/2019) do JM...

Vagas na Agência do Trabalhador para quinta-feira (15/08)

Vagas na Agência do Trabalhador para quinta-feira (15/08)...

Marco das startups deve ser encaminhado ao Congresso

Marco das startups deve ser encaminhado ao Congresso...

Piracanjuba confirma aporte de R$ 110 mi no Paraná

Piracanjuba confirma aporte de R$ 110 mi no Paraná...

Charge da edição desta quinta-feira (15/08/2019) do JM

Charge da edição desta quinta-feira (15/08/2019) do JM...

IMM renova convênio para capacitação de detentos

IMM renova convênio para capacitação de detentos...

Clube de Robótica busca promover inclusão

Clube de Robótica busca promover inclusão...

Reconhecimento facial pode ser implantado nas escolas do PR

Reconhecimento facial pode ser implantado nas escolas do PR...

Procon Ponta Grossa inova e terá polo avançado do TJPR

Procon Ponta Grossa inova e terá polo avançado do TJPR...

Litoral do PR tem diversidade de atrações

Litoral do PR tem diversidade de atrações...
Comentários

Deixe uma resposta

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Últimas Notícias

Capa do Dia

CHARGE DO DIA

REDES SOCIAIS