PUBLICIDADE

A carga tributária e a oferta de gasolina a R$ 5

Imagem ilustrativa da imagem A carga tributária e a oferta de gasolina a R$ 5

O assunto Feirão do Imposto, com ações previstas para Ponta Grossa neste sábado (28), enseja algumas reflexões. A proposta de oferecer gasolina a R$ 5 o litro, desperta no consumidor a contrariedade, diante do preço abusivo do combustível. A sensação do consumidor é de extorsão, de descrença, de indignação e extrema revolta com este cenário absurdo de crise econômica e da incapacidade do governo para resolvê-la.

As ações simultâneas previstas neste sábado (28), têm o objetivo de debater o quantitativo de impostos pagos pelos contribuintes, colocando em evidência o Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias (ICMS) sobre os combustíveis. O combustível será vendido com a isenção do imposto.

Para se ter ideia da alta carga tributária, o Impostômetro revelou durante a semana que os brasileiros já pagaram R$ 1 trilhão de impostos desde o início do ano. Especialistas apontam um culpado: a inflação, que encareceu os preços dos produtos e serviços.  A principal causa apontada para definir a problemática enfrentada por tantos brasileiros é a inflação – que, dia após dia, persiste em se manter alta e constante. A economia ainda segue uma variável indefinida e desliza no quesito indicadores.  O cenário é de instabilidade e requer atenção dos trabalhadores, fornecedores e daqueles com poder de compra.

Enquanto a população paga muitos impostos, o Governo Federal comemora altos índices de arrecadação. Abril foi mais um mês seguido com recorde de arrecadação de impostos federais na região dos Campos Gerais. Números revelados pela Receita Federal do Brasil, referentes à arrecadação de tributos fazendários e previdenciários, apontam que R$ 634,89 milhões foram recolhidos junto aos 64 municípios da delegacia regional, sediada em Ponta Grossa. Esse valor é 22,1% superior ao total recolhido no mesmo mês de abril em 2021, quando a arrecadação alcançou R$ 519,68 milhões. Se for descontada a inflação do período (IPCA), de 12,13%, verifica-se que houve um aumento real de 9% nos valores arrecadados.

Especialistas ressaltam que a alta carga tributária do Brasil encarece os produtos nacionais, desestimula os investimentos e abre as portas do país para a ilegalidade. Os impostos sobre mercadorias brasileiras chegam a ser até 5 vezes o valor do tributo cobrado nos mesmos itens em outros países, principalmente os que fazem fronteira com o território nacional.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

MAIS DE EDITORIAL

HORÓSCOPO

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

DESTAQUES

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

MIX

HORÓSCOPO

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

BOLA