Potencial de consumo da região alcança R$ 27,9 bi

Soma da movimentação nos municípios dos Campos Gerais aumentou acima da média nacional. Alta foi de 11,27% em relação a 2021


A maior parte dos municípios da região dos Campos Gerais deverá fechar com um crescimento no consumo neste ano de 2022, comprovando a recuperação do período mais crítico da pandemia do coronavírus. O crescimento médio dos 27 municípios da região deverá atingir 11,27%, valor acima do esperado não apenas para o Sul do Brasil, mas também para todo o país. Os números são do IPC Maps, estudo realizado anualmente pela IPC Marketing Editora, que mostram a projeção do potencial de consumo dos municípios. A projeção aponta para um crescimento de 9,95% na região Sul do Brasil, e de 11,16% em âmbito nacional. 

O estudo do IPC Maps aponta que a soma do potencial de consumo dos 27 municípios da região dos Campos Gerais deve atingir R$ 27,98 bilhões neste ano de 2022, valor R$ 2,83 bilhões superior aos R$ 25,14 bilhões projetados para 2022. Trata-se de um valor que corresponde a 7,63% de todo o projetado para o Estado do Paraná, na casa dos R$ 366 bilhões. Em 2021, a projeção para o Paraná foi de R$ 322 bilhões. Já no Brasil, o consumo total deve alcançar a casa de R$ 5,64 trilhões, contra R$ 5,07 trilhões em 2021.

Entre os municípios da região, apenas três apresentaram quedas nominais no potencial de consumo: Porto Amazonas, na casa de 1,4%; Telêmaco Borba, com retração de 2%; e Castro, com baixa de 4,3%. Em valores, a maior queda foi de Castro, onde a retração projetada é de R$ 77,6 milhões, de R$ 1,76 bilhão para R$ 1,69 bilhão. Ainda assim, essas duas últimas cidades têm os maiores potenciais depois de Ponta Grossa – Enquanto Ponta Grossa lidera, com R$ 11,99 bilhões alcançados em 2022, Telêmaco Borba registra um potencial na casa de R$ 2,29 bilhões. No outro extremo, os menores potenciais de consumo são de Fernandes Pinheiro, com 110,5 milhões, e de Porto Amazonas, com R$ 125,4 milhões.

Os municípios que tiveram o maior crescimento do potencial de consumo foram Ventania e Tibagi, ambos na casa de 27%, com Ventania passando de R$ 203,6 milhões para R$ 260,1 milhões (alta de 27,7%), enquanto Tibagi cresceu de R$ 371,6 milhões para R$ 472 milhões (alta de 27,0%). Também cresceram na casa dos 20% Imbaú (23,8%), Curiúva (23,7%), Ortigueira (22,7%), Imbituva (22,2%) e Rebouças (20,6%). 

Em valores, a maior alta do potencial de consumo deverá ocorrer em Ponta Grossa, na casa de R$ 1,76 bilhão. Depois, os maiores crescimentos são previstos para Imbituva, de R$ 133,7 milhões, e para Tibagi, na casa dos R$ 100,36 milhões.


Cresce o consumo e o número de famílias da classe ‘A’

A maior parte do consumo da região é feita pela classe C. Ela corresponde a 39,6% do total consumido na região. O valor dessa classe, porém, caiu em relação ao ano passado – em 2021, as famílias da Classe C correspondiam a 40,2% do consumo regional. Neste caso, houve uma migração de famílias para classes mais altas – embora o consumo da Classe B também tenha caído, de 38,1% para 37,9%, o consumo da classe A, que possuem renda maior, passou de 11,5% em 2021 para 12,2% de todo o consumo regional. Já o consumo da classe D e E, ou seja, das famílias com renda menor, manteve-se em 10,2%. O detalhe é que, enquanto mais de 26% das famílias moradoras da região estão enquadradas na classe D e E (que representam 10,2% do potencial regional), as famílias da classe A correspondem a menos de 2% do total, e estas últimas representam 12% da movimentação financeira regional.


PG tem o 64º maior potencial do país

Ponta Grossa, o município com o maior potencial de consumo da região, apresentou crescimento de 17,28% em um ano. A soma da movimentação econômica no município deverá atingir a marca de R$ 11,99 bilhões ao final de 2022, valor R$ 1,76 bilhão superior ao projetado para 2021, de R$ 10,22 bilhões, e mais de R$ 3 bilhões superior ao resultado de 2020, de R$ 8,91 bilhões. Neste ano de 2022, a previsão é que o consumo em Ponta Grossa represente 0,212% de toda a movimentação econômica brasileira, valor que está crescendo anualmente nos últimos três anos – em 2021, esse percentual era de 0,201%; em 2020 era de 0,199%; e em 2019 o potencial de consumo da cidade representava 0,186% do nacional. A cidade tem o 5º maior potencial de consumo do Paraná e ocupa a 64ª posição brasileira.


Setores

Entre os setores, o maior valor será destinado para despesas de habitação, superior a R$ 5,5 bilhões. Logo depois aparecem os gastos com veículo próprio, na casa dos R$ 3 bilhões, seguido pela alimentação no domicílio, com R$ 2 bilhões. O valor projetado com gastos para a alimentação fora do domicílio está na casa de R$ 900 milhões.     

Ratinho Jr. se encontra com Bolsonaro em Curitiba

Reunião com lideranças evangélicas aconteceu na última sexta-feira (20); presidente permanece na cap ...

Unium se mantem como a 2ª maior produtora de leite do país

Unium se mantem como a 2ª maior produtora de leite do país ...

Mateus Chociai é o novo presidente do PSB Ponta Grossa

Liderança ponta-grossense também recebeu o apoio do deputado federal Luciano Ducci (PSB) e da prefei ...

Covid ainda é um risco em potencial para todos

Covid ainda é um risco em potencial para todos ...

Confira a coluna RC deste sábado (21/05)

Confira a coluna RC deste sábado (21/05) ...

Castro organiza audiências para elaboração da LDO 2023

Lei orienta a distribuição do orçamento para o próximo ano. Debates ocorrem na próxima semana ...

Carambeí debate estratégias para o setor de segurança

Prefeita Elisangela Pedroso expõem principais demandas da cidade ...

Casa da Indústria da Fiep inaugura novo espaço em PG

Casa da Indústria da Fiep inaugura novo espaço em PG ...

Confira seu horóscopo deste sábado (21/05)

Confira seu horóscopo deste sábado (21/05) ...

Prefeito Butina projeta mais de R$ 30 milhões para Tibagi

Gestão completa 500 dias de governo e garante melhorias em diversos setores ...

'Paraná Produtivo' inicia ações de desenvolvimento na região

Workshop para a instituição da Governança da região dos Campos Gerais será realizado na próxima sema ...

Prefeito de Palmeira solicita manutenção da PR-151 ao DER

Sérgio Belich pede ações de revitalização no trecho da estrada que liga Palmeira e São João do Triun ...

Jaguariaíva envia recursos para Hospital e revitaliza três UBS

Prefeita Alcione Lemos reassume compromisso com a qualificação dos atendimentos ...

Deputado Aliel entrega novo campo de society em Ipiranga

Emenda de R$ 1 milhão contempla quatro quadras no interior do município ...
Comentários

Deixe uma resposta

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Últimas Notícias

Capa do Dia

REDES SOCIAIS