Diminuição da maioridade penal, você é contra ou a favor?

Por Everson Araujo Nauroski 

O título desse artigo, em forma de uma pergunta simples, já se apresenta como uma provocação. Não é dessa forma que muitas vezes a imprensa apresenta um problema complexo ao cidadão comum?

O polêmico Projeto de Emenda Constitucional 171 que prevê a diminuição da maioridade penal de 18 para 16 anos tem sido tema de inúmeros debates entre opositores e defensores dessa proposta.

Os que defendem a redução costumam argumentar que os adolescentes têm sido os principais responsáveis por ondas de violência e criminalidade e que acabam se beneficiando da impunidade que o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) supostamente lhes garante.  São argumentos que parecem desconhecer o texto do ECA que prevê diversas formas de punição aos adolescentes infratores, conforme dispõe seu Artigo 112:

Art. 112. Verificada a prática de ato infracional, a autoridade competente poderá aplicar ao adolescente as seguintes medidas:

I - advertência; II - obrigação de reparar o dano; III - prestação de serviços à comunidade; IV - liberdade assistida; V - inserção em regime de semi-liberdade; VI - internação em estabelecimento educacional; VII - qualquer uma das previstas no Art. 101, I a VI.

Ao contrário do que supõe o senso comum, os jovens infratores já são punidos e o mais surpreendente é que boa parte da população parece ignorar que somente 4% dos homicídios são cometidos por menores. Sem falar que a ideia de colocá-los em prisões comuns com presos adultos é desaconselhada pela grande maioria dos especialistas no assunto.

Assim, em vez de concordamos com uma política de encarceramento em massa que seria amplificada pela PEC 171, deveríamos garantir mais investimentos em políticas públicas para a juventude de nosso País, principalmente para o atendimento dos jovens das periferias que se encontram numa condição de vulnerabilidade. Uma vergonha internacional num País com as maiores taxas de desigualdade social do mundo.

Devemos considerar ainda que num contexto de desigualdade e exclusão social, a atual política de encarceramento em massa ocasionou um déficit de mais de 250 mil vagas no sistema prisional brasileiro. Além de ser deficitário, precário e degradante, há muitos anos o sistema prisional brasileiro se transformou numa fábrica de doenças, loucura e mortes. Uma realidade que em nada lembra sua função social de ressocializar.

Prof. Dr. Everson Araujo Nauroski é docente e coordenador do curso de Sociologia do Centro Universitário Internacional Uninter.

 

Capa da edição desta quarta-feira (24/04/2019) do JM

Capa da edição desta quarta-feira (24/04/2019) do JM...

PG sedia 18º Encontro Nacional de Professores de Jo

PG sedia 18º Encontro Nacional de Professores de Jo...

Acipg se posiciona favorável à redução para 15 vereadores

Acipg se posiciona favorável à redução para 15 vereadores...

Cerveja 'Original' ganha versão em lata

Cerveja 'Original' ganha versão em lata...

ExpoFrísia tem recorde de inscrições de animais

ExpoFrísia tem recorde de inscrições de animais...

Prazo para submissão de artigos do ADM 2019 é iniciado 

Prazo para submissão de artigos do ADM 2019 é iniciado ...

Paraná Turismo confirma a privatização de Vila Velha

Paraná Turismo confirma a privatização de Vila Velha...

Caminhoneiros descartam greve após reunião

Caminhoneiros descartam greve após reunião...

Paraná prevê crescimento do uso de carros elétricos

Paraná prevê crescimento do uso de carros elétricos...

Prefeitura realiza simulação de acidente de trabalho

Prefeitura realiza simulação de acidente de trabalho...

Operação Tiradentes registra 124 infrações de trânsito

Operação Tiradentes registra 124 infrações de trânsito...

Charge da edição desta quarta-feira (24/04/2019) do JM

Charge da edição desta quarta-feira (24/04/2019) do JM...

UEPG consegue recursos para pagar obstetras do HU

UEPG consegue recursos para pagar obstetras do HU...

Pedágio mais barato

Pedágio mais barato...
Comentários

Deixe uma resposta

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Últimas Notícias

Capa do Dia

CHARGE DO DIA

REDES SOCIAIS