Reitor da UEPG fala sobre desafios para o futuro da cidade

Em entrevista, Miguel Sanches Neto também relata períodos importantes para o desenvolvimento de Ponta Grossa

Professor do Departamento de Estudos da Linguagem e reitor da Universidade Estadual de Ponta Grosa (UEPG), Miguel Sanches Neto ressalta a importância política e econômica de Ponta Grossa e diz que a instituição se confunde com a própria cidade. ‘Boa parte das empresas de construção civil, de agronegócio, de indústrias de pequeno e médio porte, de clínicas e outras pessoas jurídicas locais tem na sua fundação um profissional ligado à UEPG. Avançamos muito. E isso nos obriga a avançar mais e mais’, assinala.

Em entrevista ao JM e ao Portal aRede, o reitor diz que do ponto de vista urbanístico, a cidade tem que enfrentar um grande desafio, que são os vazios urbanos, que precisam ser ocupados, quando for adequado, e precisavam ser preservados, quando fora área de relevância ambiental.  ‘A criação de novos espaços de lazer público, à maneira do Lago de Olarias, é outra demanda, pois uma cidade cresce quando a sua população encontra nela oportunidades de lazer. Também será necessário fortalecer o turismo ecológico, que, sem dúvida, é uma das maiores riquezas dos Campos Gerais’, pontua.

Acompanhe os principais trechos da entrevista:

JM – Como o senhor analisa o atual momento político e econômico de Ponta Grossa?

Sanches Neto - Primeiro polo de interiorização das conquistas civilizatórias do Paraná, Ponta Grossa chega aos 197 anos com uma vocação sólida para a inovação, a indústria, o turismo ligado ao meio ambiente e o ensino superior. Comparativamente, está para o Paraná assim como Campinas está para São Paulo. A proximidade com a capital que, em outros momentos, pode ter limitado o crescimento urbano, é hoje fator de desenvolvimento social e de interesse nacional e internacional por parte de diversas empresas. Assim, Ponta Grossa volta a se colocar em um lugar de protagonismo na dinâmica dos investimentos no Brasil.

JM – Como aconteceu essa transformação do Município?

Sanches Neto - Se dividirmos nossa história em três grandes momentos, veremos que houve um período ligado às atividades pastoris e rurais, a do tropeirismo, responsável pela colonização da região e fundação do município. Esta fase é concluída com a chegada da estrada de ferro em 1894, com a ligação a Curitiba e a Paranaguá, e em 1899, com o início da ligação entre São Paulo e Rio Grande do Sul. Com a modernização das vias de comunicação, surgem as indústrias, os investimentos em prédios monumentais, o fortalecimento do comércio, a exportação de produtos naturais e manufaturados, e uma classe trabalhadora que modifica o perfil social da cidade. Passamos a ser, nas primeiras décadas do século XX, uma urbe moderna, porta de entrada de imigrantes e centro comercial e bancário.

JM - Qual a relação da constituição da UEPG com a integração rodoviária?

Sanches Neto - O terceiro momento se dá em meados do século XX, com a criação das faculdades isoladas, um projeto que se estendeu por anos, com tentativas frustradas, até que este fragmentado ensino superior se une para constituir a Universidade Estadual de Ponta Grossa, em 1969. A partir desta última fase, se dá também a integração do sistema rodoviário, que reforça a nossa vocação de cidade convergência, com a inauguração da Rodovia do Café em 1965. A indústria sofre novo crescimento e se instala a Ponta Grossa contemporânea, em que a vocação agropecuária se soma à vocação industrial e tem no ensino um elemento dinamizador.

JM - Qual é o foco da UEPG neste atual momento de enfrentamento da pandemia?

Sanches Neto - Novas universidades e centros de ensino superior, nas últimas décadas, fortalecem o papel de cidade universitária, que é o que somos hoje. Com este histórico, Ponta Grossa vive um momento privilegiado, e tem plenas condições de superar os desafios impostos pela pandemia. Neste sentido, a Universidade Estadual de Ponta Grossa tem focado na interação com a indústria e com o comércio, seja através de seus laboratórios e pesquisadores, colocando seu sistema de pós-graduação e pesquisa em sintonia com as demandas locais, seja através do planejamento de estratégias para o pós-pandemia. Neste quesito, um grupo de professores produziu um plano de ação para as principais áreas de nossa economia, como forma de criar perspectivas adequadas ao momento. Inauguramos o primeiro Hub de Inovação da cidade e um Centro de Educação Empreendedora para dar suporte a estas políticas de geração de renda.  Por meio de nossos cursos, fixamos profissionais altamente qualificados no município, dando as condições de novos arranjos empresariais, dinamizando a economia local. Boa parte das empresas de construção civil, de agronegócio, de indústrias de pequeno e médio porte, de clínicas e outras pessoas jurídicas locais tem na sua fundação um profissional ligado à UEPG. Avançamos muito. E isso nos obriga a avançar mais e mais.

JM - Pontua, por gentileza, os principais desafios de Ponta Grossa

Sanches Neto - Do ponto de vista urbanístico, a cidade tem que enfrentar um grande desafio, que são os vazios urbanos, que precisam ser ocupados, quando for adequado, e precisavam ser preservados, quando fora área de relevância ambiental.  A criação de novos espaços de lazer público, à maneira do Lago de Olarias, é outra demanda, pois uma cidade cresce quando a sua população encontra nela oportunidades de lazer. Também será necessário fortalecer o turismo ecológico, que, sem dúvida, é uma das maiores riquezas dos Campos Gerais. Como principal ação estratégica, creio que seja a criação de um grande porto seco e a ampliação de nosso aeroporto. É preciso também entender que o desenvolvimento de uma cidade só acontece quando há uma melhor distribuição de renda, daí a necessidade de investir em qualificação e em projetos que democratizem a produção de bens materiais. Fazer crescer a classe média é crucial para que Ponta Grossa seja cada vez mais um espaço de todos e para todos. Para estas ações, a Universidade Estadual de Ponta Grossa, que traz em seu nome a própria cidade, está sempre pronta, porque acreditamos que sem parcerias da sociedade com a universidade não há crescimento responsável.

Professora da UEPG recebe moção de aplauso da Câmara

Professora da UEPG recebe moção de aplauso da Câmara...

Paraná seleciona médicos para plataforma de telessaúde

Paraná seleciona médicos para plataforma de telessaúde...

Confira as vagas de emprego desta quinta-feira (18/03)

Confira as vagas de emprego desta quinta-feira (18/03)...

Foca Foto idealiza plataforma de streaming gratuita

Foca Foto idealiza plataforma de streaming gratuita...

Regional de PG recebe mais de 5,8 mil doses de vacina

Regional de PG recebe mais de 5,8 mil doses de vacina...

Sanepar suspende atendimento presencial no lockdowm

Sanepar suspende atendimento presencial no lockdowm...

Novo ministro defende distanciamento social

Novo ministro defende distanciamento social...

Paraná registra morte de macaco por febre amarela

Paraná registra morte de macaco por febre amarela...

UEPG apoia decreto e mantém atividades apenas essenciais

UEPG apoia decreto e mantém atividades apenas essenciais...

Deputados pedem execução do cronograma de vacinação

Deputados pedem execução do cronograma de vacinação...

Prefeitura reforça Serviço on-line 156

Prefeitura reforça Serviço on-line 156...

Crônicas dos Campos Gerais: ‘Gustavo’

Crônicas dos Campos Gerais: ‘Gustavo’...

Palmeira amplia duração de decreto por mais 48 horas

Palmeira amplia duração de decreto por mais 48 horas...

AMCG atua em três frentes para adquirir imunizantes

AMCG atua em três frentes para adquirir imunizantes...
Comentários

Deixe uma resposta

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Últimas Notícias

Capa do Dia

CHARGE DO DIA

REDES SOCIAIS