Professores da UEPG aderem à paralisação 

Professores exigem o reajuste de 17,04% referente à inflação. O valor está acumulado a 40 meses

Professores da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) votaram pela paralisação nesta quarta-feira (15) em adesão à Greve Nacional em Defesa da Educação Pública. A decisão foi tomada por unanimidade em Assembleia Extraordinária do Sindicato dos Docentes da UEPG (SINDUEPG), realizada no final da tarde de segunda-feira (13), no Grande Auditório, no campus central.  “A categoria docente mostrou que não se sujeitará a tais ataques à educação e à previdência social; por isso, nesta quarta-feira pararemos novamente a UEPG, rumo à construção da greve geral”, disse Marcelo Ubiali Ferracioli, presidente do SINDUEPG.

Os professores também votaram pela assembleia permanente, que possibilita ao Sindicato convocar reunião a qualquer momento, sem a exigência do prazo legal de 48 horas de antecedência. A medida é estratégica para o Sindicato neste período de constantes ataques dos governos Federal e do Paraná aos servidores públicos.

A Greve Nacional em Defesa da Educação Pública é uma resposta aos cortes de verbas para as Universidades e Institutos Federais, incluindo hospitais universitários, anunciada pelo Governo Federal no dia 30 de abril passado. Além disso, houve o corte de bolsas dos programas de pós-graduação, mestrado e doutorado, de todas as Universidades Públicas, incluindo as estaduais, como a UEPG, através da Coordenação de Pessoal de Nível Superior (CAPES), órgão do Ministério da Educação (MEC).

A luta dos professores também é pela derrubada da Reforma da Previdência do Governo Federal, que prevê o fim do direito à aposentadoria de todos os trabalhadores. Os sindicatos se preparam para a Greve Geral da classe trabalhadora, convocada para o dia 14 de junho, em nível nacional, contra a Reforma da Previdência.

No Paraná, o governador Ratinho Junior (PDS), além de mostrar apoio à Reforma da Previdência do Governo Federal, ameaça a não pagar a data-base aos servidores públicos, referente à correção da inflação desde 2016. Servidores da educação básica e das Universidades Estaduais, saúde e demais categorias estão há 40 meses sem reajustes referentes às perdas salariais da inflação, que já somam 17,04% (DIEESE) e deveriam ser pagas na data-base deste maio.

Ratinho Junior também enviou Projeto de Lei Complementar (PLC 04/2019), em 16 de abril à Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP), que prevê congelamento na folha de pagamento. A proposta de Ratinho Junior impede reajustes salariais, como data-base, avanços e crescimentos na carreira, enquadramentos salariais, transições e demais direitos. 

Além disso,  institui o Plano de Desenvolvimento de Longo Prazo (PDLP) a ser implantado em 20 anos e a criação do chamado Conselho de Gestão Governamental (CGG), “composto por sete membros, com participação da sociedade civil organizada e do Poder Executivo”.  Conforme O PLC 04/2019, artigo 11, parágrafo 2º, o “CGG tem por objetivo intensificar a participação direta da sociedade na busca de progressiva eficiência como princípio constitucional na Administração Pública e será formado por pessoas de notório saber nos campos da economia e gestão”. PLC 04/2019 condiciona os pagamentos das despesas de pessoal à existência de disponibilidade orçamentária e financeira.

A Assessoria Jurídica do SINDUEPG alerta que “condicionar o pagamento à existência de disponibilidade orçamentária e financeira para a despesa de todas e quaisquer vantagens eventuais e pessoais dos servidores significa dizer que os direitos elementares previstos na Constituição Federal, como irredutibilidade de proventos, horas extras, 13º salários, férias com 1/3, adicional noturno, licença gestante, adicional de periculosidade e insalubridade, quinquênios, licenças especiais poderão ser congelados, reduzidos ou retirados a qualquer tempo e pelo prazo de vinte anos”.

Embora a comissão composta por representantes dos sindicatos e do governo, resultado da reunião de 29 de abril no Palácio do Iguaçu sobre pagamento da data-base, o PLC 04/2019 permanece em tramitação na Assembleia Legislativa. 


Agenda da Paralisação na UEPG nesta quarta-feira

7h –  Piquete nas entradas dos campi Central e Uvaranas e Café Solidário (cada pessoa contribui com o lanche a gosto)

10h – Concentração e Aula Pública em Defesa da Educação Pública e de Qualidade, no Pátio do Campus Central

16h – Mostra “Universidade é Ciência”, no Calçadão

18h – Piquete no Campus Central

18h – Ato da Frente Ampla Democrática, no Parque Ambiental

19h – Aula Pública em Defesa da Educação Pública e de Qualidade, no Pátio do Campus Central  


Posicionamento da Universidade

A Universidade Estadual de Ponta Grossa respeita a decisão dos professores que aderirem à Paralisação Nacional pela Educação, que acontece nesta quarta-feira (15). A UEPG reconhece a importância da mobilização e se soma a toda a sociedade em defesa dos investimentos nas universidades brasileiras.


Posicionamento da Secretaria de Estado da Educação e do Esporte

Considerando o disposto na LDB e na deliberação No. 02/2018-CEE/PR, referente ao cumprimento dos 200 dias letivos, e na Resolução nº 5075/2018-GS/SEED, referente ao cumprimento do calendário escolar, a orientação da Secretaria de Estado da Educação e do Esporte é de que no dia 15 de maio as aulas ocorram normalmente em todas as instituições de ensino da rede estadual da educação básica. A pasta orienta também que eventuais ausências dos professores sejam normalmente registradas no relatório mensal de frequência - RMF.

Inteligência competitiva no Agronegócio: fator decisivo entre sucesso e fracasso

Inteligência competitiva no Agronegócio: fator decisivo entre sucesso e fracasso...

Capa da edição desta sexta-feira (16/08/2019) do JM

Capa da edição desta sexta-feira (16/08/2019) do JM...

Rodovias sem radares

Rodovias sem radares...

PR apresenta oportunidades do Parque de Vila Velha

PR apresenta oportunidades do Parque de Vila Velha...

Audiência pública discute ações para o Parque de Vila Velha

Audiência pública discute ações para o Parque de Vila Velha...

Vagas na Agência do Trabalhador para sexta-feira (16/08)

Vagas na Agência do Trabalhador para sexta-feira (16/08)...

Ratinho Junior exalta potencial leiteiro dos Campos Gerais

Ratinho Junior exalta potencial leiteiro dos Campos Gerais...

Bombeiros reforçam trabalho preventivo sobre queimadas

Bombeiros reforçam trabalho preventivo sobre queimadas...

Bolsonaro suspende uso de radares nas rodovias federais

Bolsonaro suspende uso de radares nas rodovias federais...

Julgamentos e fóruns são atrações do Agroleite na sexta

Julgamentos e fóruns são atrações do Agroleite na sexta...

Empresas da cadeia do leite são reconhecidas com Troféu

Empresas da cadeia do leite são reconhecidas com Troféu...

Fundação ABC lança Plataforma Sigma

Fundação ABC lança Plataforma Sigma...

Bolsonaro analisará vetos a projeto de abuso de autoridade

Bolsonaro analisará vetos a projeto de abuso de autoridade...

Coluna RC desta sexta-feira (16/08)

Coluna RC desta sexta-feira (16/08)...
Comentários

Deixe uma resposta

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Últimas Notícias

Capa do Dia

CHARGE DO DIA

REDES SOCIAIS