Valorização da mulher vira reflexão no papel | A Rede - Aconteceu. Tá na aRede!
Valorização da mulher vira reflexão no papel

Vamos Ler

13 de setembro de 2017 17:15

Dhiego Tchmolo

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Cartaz apresenta estrutura do Jornal da Manhã

Projeto divulga guarda compartilhada em PG

JM ganha espaço no ‘Cantinho da Leitura’

Alunos entrevistam colegas em Jaguariaíva
Debate sobre uso de bonés e uniformes ocorre em Jaguariaíva
Escarpa Devoniana é debatida em Jaguariaíva
Atividade integra duas notícias em sala de aula
Alunos expressaram o que aprenderam em produção textual/Divulgação
PUBLICIDADE

Atividade coordenada no 5º ano da Escola José Pedro Cleto apresenta os avanços significativos para o gênero feminino nos últimos anos.

Valorizar o papel da mulher e mostrar as conquistas adquiridas ao longo dos últimos anos, além do resgate a séculos anteriores, é um dos recursos utilizados pelos professores junto a suas turmas para apresentar noções de respeito, além de aprofundar sobre uma análise histórica acerca dos diferentes papeis da mulher na história. Na Idade Média, por exemplo, a valorização das mulheres chegou ao seu ápice; contudo, após o término do período, muitas conquistas foram perdidas, retrocedendo ao papel feminino da Antiguidade.

Para que o trabalho fosse aprofundado nesta temática, a professora Luciana Freitas de Oliveira iniciou uma atividade com o 5º ano da Escola Municipal José Pedro Cleto, em Jaguariaíva, sobre as conquistas recentes da mulher nos últimos dois séculos. O trabalho foi desenvolvido na disciplina de História, buscando apresentar a desvalorização da mulher durante determinado período.

“Contei a eles sobre o porquê do Dia Internacional da Mulher, onde elas fizeram uma reivindicação querendo aumento de salário ou igualdade, horas de serviço e não trabalho escravo”, explica a professora. Luciana ainda aponta sobre o trágico acidente em 1911, numa fábrica de Nova York, onde 123 mulheres morreram, dando origem ao 8 de março, comemorado em todo o mundo. O assunto rendeu diversos.

Dois deles você pode conferir nesta matéria, listado abaixo. Para conferir todas as produções realizadas pela turma da professora Luciana, acesse o blog escolar da Escola José Pedro Cleto, através deste link. 

Produções

Confira, na integra, a reprodução dos trabalhos realizados pelo 5º da Escola Municipal José Pedro Cleto.

Texto da aluna Maria Eduarda.

“Opinião

Naquela época, eu acho que era bem sofrido para as mulheres, pois as mulheres sonham alto e não realizar os seus sonhos deixa-as tristes, de cabeça baixa.

Mas, algumas mulheres são batalhadoras, mas não só por serem assim deixam de sonhar alto. As mulheres são guerreiras, mulheres têm de ter seus direitos respeitados e acabar com essa ‘matação’ de mulheres seria bom!

As mulheres tinham que fazer o que os mandavam, sorte que hoje em dia isso não acontece mais, agora só falta acabar com a ‘matação’...”

Texto da aluna Vitória Ponciano

“A revolução das mulheres

Naquela época as mulheres eram tratadas muito mal. As mulheres não podiam trabalhar, não podiam sair sozinhas. Mas, hoje em dia, está tudo mudando, hoje as mulheres podem sair sozinhas. Ainda bem que isso melhorou um pouco, não é mesmo?”.  

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização