Escola Carlos Carneiro inicia atividades do Vamos Ler

Vamos Ler

05 de setembro de 2017 14:06

Dhiego Tchmolo

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Professora comenta vitória no concurso do Vamos Ler

Secretária aponta força das escolas municipais em PG

Prefeito de PG destaca premiados no Vamos Ler

Concurso do Vamos Ler realiza entrega de prêmio em Imbituva
Estudante de Tibagi é o mais novo a receber premiação
Secretária e vice-prefeita destacam premiado em Tibagi
Vamos Ler premia aluno por melhor imagem em Carambeí
PUBLICIDADE

Quinto ano pode idealizar seu próprio impresso através de edição do Jornal da Manhã.

Integrar os alunos aos projetos é apresentar a eles quais potencialidades e possibilidades suas produções podem alcançar. Com as crianças cada vez mais inseridas nos meios digitais, é importante estabelecer informações que mostrem a elas a amplitude que o trabalho em sala de aula pode alcançar. Esta é a proposta do Vamos Ler – Geração Digital que continua sendo inserido nas escolas no segundo semestre.

Desta vez foi a Escola Municipal Carlos Carneiro, em Jaguariaíva, que ingressou na rede de instituições de ensino que fazem parte do projeto este ano. Sob a coordenação da professora Franciele Schultz Mainardes, os alunos puderam conhecer como serão desenvolvidas as atividades do Vamos Ler – Geração Digital em sala de aula.

Com apoio do Jornal da Manhã, material utilizado para estudar a mídia em Jaguariaíva, a professora apresentou as estruturas da plataforma imprensa. “Os alunos manusearam o jornal e leram as notícias de seu interesse. Cada grupo recortou notícias, manchetes, fotolegendas, entretenimento, jogos, etc., e criaram o seu jornal com base nos exemplares utilizados”, explica a professora.

Esta atividade remonta a outras produções em sala de aula nos Campos Gerais que destacam a importância de inserir este meio tão tradicional para alunos que pouco tiveram contato com o impresso. “Os alunos criaram, também, o nome do seu jornal, e-mail, com data, número do exemplar e ano. Muitos deles produziram as notícias com suas próprias palavras. O trabalho realizado com o jornal estimulou a criatividade e o gosto pela leitura e pela produção de texto”, completa Franciele.

Quer saber mais sobre a atividade da Escola Carlos Carneiro? Acesse o blog escolar clicando aqui  e confira a galeria completa.

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização