Pinturas rupestres ligam alunos a pré-história

Vamos Ler

11 de agosto de 2017 15:31

Dhiego Tchmolo

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Professora comenta vitória no concurso do Vamos Ler

Secretária aponta força das escolas municipais em PG

Prefeito de PG destaca premiados no Vamos Ler

Concurso do Vamos Ler realiza entrega de prêmio em Imbituva
Estudante de Tibagi é o mais novo a receber premiação
Secretária e vice-prefeita destacam premiado em Tibagi
Vamos Ler premia aluno por melhor imagem em Carambeí
PUBLICIDADE

Atividade com tinta e papel amassado foi tema de entrevista da professora de Arte da Escola Santa Terezinha, em Imbituva.

Um trabalho que uniu duas épocas distintas, mas com um mesmo fim: a pintura. Na disciplina de Arte da Escola Municipal Santa Terezinha, em Imbituva, esta ligação histórica foi o que conduziu a atividade artística. Coordenados pela professora da disciplina, Marisete Ribas, os estudantes puderam reproduzir as famosas pinturas rupestres, métodos primitivos de comunicação e significação de símbolos.

Com um campo amplo de informações e estudo que a área permite, a produção seguiu através de pinturas realizadas em papel, buscando aproximar com as representações artísticas da pré-história. Este tipo de pintura realizado pelos nossos antepassados é massivamente encontrado em cavernas, em diversas regiões do mundo.

“Em geral, trazem representações de animais, plantas, pessoas e sinais gráficos abstratos. Pensa-se corretamente que possam ilustrar cenas de caça, ritual, cotidiano, ter caráter mágico, e expressar, como uma espécie de linguagem visual, conceitos, símbolos, valores e crenças”, explica a professora do 5º ano, Sirlei Kovalski.

Para explicar um pouco mais sobre a atividade desenvolvida em sala de aula, Sirlei e a pedagoga da Escola Santa Terezinha, Arilde Filipack, entrevistaram Marisete sobre o trabalho artístico ‘interdisciplinar’ – envolvendo história e pintura. As perguntas ficaram por conta da repórter do 5º ano, Kemely Lorrana Caim, que levantou diversas questões acerca do tema e do trabalho.

Questionada sobre do que se trata a arte rupestre, quais imagens estão presentes e quais seus significados, Marisete explica que são os desenhos e símbolos utilizados nas cavernas. “Essas imagens tratam do cotidiano dos homens da caverna; tudo que eles viviam. (Ela) traz a história da arte. Essa cultura é fundamental porque registra como fosse o diário antigo dos homens das cavernas”, comenta a docente.

Por fim, foram apresentados os materiais utilizados durante a atividade: o papel amassado representava a textura das paredes das cavernas, onde os estudantes fizeram desenhos sobre eles. Também foram feitos trabalhos à base de tinta de barro, água e cola branca, como explica Marisete. Para conferir a galeria completa de fotos e o relato da professora, acesse o blog escolar da Escola Santa Terezinha através deste link.

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização