Escola de Imbituva apresenta teatro sobre abuso e violência sexual

Vamos Ler

19 de maio de 2017 11:19

Dhiego Tchmolo

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Colegas entrevistam participantes do JEM

Utilizando a mídia para combater a Dengue

Festa Junina traz produção sobre santos de junho

Adubação de horta dá continuidade a projeto em PG
Escola de Imbituva realiza Festa Junina neste sábado
Valorização da mulher é assunto em Jaguariaíva
Alunos buscam caminho para trânsito seguro
PUBLICIDADE

Alunos da Santa Terezinha foram premiados com o terceiro lugar em encenação que envolveu Secretaria de Educação e Cras.

A data 18 de maio é conhecida como o ‘Dia do Enfrentamento da Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes’ e teve campanhas em todos os lugares do Brasil. Visando esclarecer as pessoas sobre este assunto tão delicado, as escolas realizaram projetos que demonstravam as principais características deste tipo de crime que é comum em vários locais, incluindo o próprio ambiente familiar.

A Escola Municipal Santa Terezinha, em Imbituva, através da coordenação da professora Sirlei Kovalski, apresentou um teatro intitulado ‘O Segredo da Rosinha’, sob orientação do Centro de Referência de Assistência Social (Cras), em parceria com a Secretaria Municipal de Educação e Cultura imbituvense. O objetivo, explica a docente, era alertar as crianças e adolescentes da rede de ensino acerca do assunto

“Para as crianças terem um melhor entendimento sobre a diferença entre abuso e exploração sexual foi elaborado um vídeo, tendo como personagens figuras infantis: a rosa, o girassol, as margaridas e o cacto, com o papel de vilão, que seduz a bela rosa, enquanto que o pai (girassol), através da música, orienta sua filha sobre os cuidados com o seu corpo”, conta Sirlei.

A história busca representar as flores como uma família comum, pois muitos dos abusos podem acontecer dentro do próprio meio familiar ou alguém próximo a ela, conforme explica a docente. “Este assunto é tão abrangente e informativo que sempre deve ser trabalhado por nós educadores, pois o Estatuto da Criança e do Adolescente, Lei 8069/2010.dá alicerce sobre a violação dos Direitos Humanos e proteção à criança e ao adolescente”, complementa a professora.

Com a apresentação, os alunos do 5º ano da Escola Santa Terezinha conquistaram o terceiro lugar dentre todas as instituições de ensino participantes. “Nossos agradecimentos aos júris que souberam interpretar a mensagem repassada pelos nossos pequenos artistas”, conclui Sirlei. Para conferir a galeria de fotos e os relatos da professora, entre no blog escolar da Escola Municipal Santa Terezinha.

PUBLICIDADE
COMENTÁRIOS
AVISO: O portal aRede não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site.
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização