aRede aRede aRede
aRede
Casos de infecção urinária aumentam no inverno

RC Bem Estar

27 de junho de 2017 15:36

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Pilates traz benefícios na rotina de idosos

Teste de intolerância alimentar pode ajudar no emagrecimento

Redes sociais podem ser gatilho de distúrbios na adolescência

Vômitos intensos na gravidez precisam de tratamento
Mesmo durante as férias, crianças devem ter rotina regular de sono
Como cuidar dos seus olhos no verão
Queijos leves combinam com dias mais quentes
Existem maneiras de prevenir a cistite/Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Médico da Fundação Pró-Rim alerta para como diagnosticar, prevenir e tratar

É comum no Inverno as pessoas “segurarem” a urina por mais tempo, devido ao frio, e o que muitos não sabem é que essa atitude pode evoluir tanto para inflamação quanto infecção. O alerta é do médico nefrologista Dr. Paulo Cicogna, da Fundação Pró-Rim, referência nacional em tratamento e transplantes renais.  

Ele explica que cistite é a inflamação da bexiga, órgão que armazena a urina. Afeta mais as mulheres por questões anatômicas, mas os homens também não estão livres da doença. Esta inflamação, segundo o médico, também pode ser causada por alguns medicamentos, principalmente os que são utilizados no tratamento do câncer.

A cistite provoca dor intensa porque a bexiga é um órgão muito sensível e o mecanismo de encher e esvaziar ao urinar, provoca distensão e contração de um órgão doente. “É uma reação involuntária e por isso mesmo, durante um episódio de cistite, aumenta o número de vezes que a pessoa sente necessidade de urinar, justamente para evitar estas distensões e contrações”, explica o médico.

O médico esclarece que a suspeita da doença pode ser detectada pelo forte odor e a coloração, mas o diagnóstico é sempre feito através do exame de urina com cultura e acrescenta que a cistite simples não provoca febre. “Caso ela ocorra, há o comprometimento sistêmico, ou seja, a infecção é agressiva”.

Ele ainda enumera alguns sintomas importantes da cistite como dor no baixo ventre, dor ou ardência para urinar e aumento do número de micções. No entanto, descarta alguma relação entre cistite e corrimento vaginal, que sempre será um sintoma de doença ginecológica.

Também define como reduzida a relação com a doença renal, a não ser que os antibióticos utilizados para o seu tratamento causem lesão renal ou em casos específicos, de infecções de repetição. Diante destes sintomas, alerta para a necessidade de procurar atendimento médico.

Existem maneiras de prevenir a cistite? O médico garante que algumas medidas podem ajudar. Entre elas: ingerir bastante líquido, de preferência água e procurar urinar a cada três horas, principalmente as mulheres.

PUBLICIDADE
MIX - 26/04/2018 02:23h

Renan pede Beth em casamento

Clara se diverte com Gael durante um passeio. Patrick afirma a Clara que, com as informações que re...

 
0
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização