aRede aRede aRede
aRede
Homem é preso após tentar matar companheira em PG

Ponta Grossa

17 de março de 2018 16:40

Fernando Rogala

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Na Acipg, Pauliki destaca ações em defesa do pequeno empresário

Casinhas feitas com caixas de leite abrigam cachorros de rua

Estão abertas as inscrições para 5º Congresso Acadêmico FASF

Acidente deixa motociclista ferido na Nova Rússia
Corridas de rolimã movimentam PG no próximo feriado
Bochenek integra Conselho Superior de formação de magistrados
Bandidos invadem casa e roubam carro da família
/Foto: aRede/COP
PUBLICIDADE

Um homem de 36 anos foi preso neste sábado (17), em Ponta Grossa, após agredir sua companheira. Com ele, foi apreendida uma arma, que, segundo a vítima, teria sido utilizada para agredi-la. Ele foi autuado por três crimes diferentes, incluindo tentativa de homicídio.

Com o rosto bastante inchado e ferido, a mulher, de 26 anos, se deslocou até a delegacia, pela manhã, para fazer a denúncia, de tentativa de homicídio. Diante da gravidade dos ferimentos no rosto, o Siate foi acionado, e a Polícia Militar foi mobilizada, que se dirigiu até a casa do casal, no Bairro Boa Vista, onde ele foi detido.

Para a reportagem Portal aRede/COP, a Polícia Militar retratou que, ao chegar a delegacia, a mulher relatou que o companheiro vinha agredindo ela, apontando uma arma de fogo. Ao chegar na residência, a arma de fogo, um revólver calibre 38, foi encontrado, com uma munição no tambor. A munição estaria ‘picotada’, ou seja, houve uma tentativa de disparo, mas ela falhou.

A vítima, por sua vez, relatou à reportagem que o homem, com quem ela mora há cerca de seis meses, teria tentado dar um tiro nela. Como não teria funcionado, ele teria começado a dar coronhadas. “Se não corresse eu tinha morrido”, disse. As agressões iniciaram, segundo ela, após chegarem em casa, atribuindo à embriaguez.

Já o homem revelou que foi ela quem teria ameaçado ele de morte, e que em nenhum momento tentou efetuar um disparo contra ela. Ele alegou que ela estaria agressiva e ele tentou se defender, e que os ferimentos no rosto dela ocorram após ela ter caído de uma escada. Ele também confessou que já tinha passagem pela polícia pelos artigos 155 (furto) e 157 (roubo), pena a qual já teria cumprido.

Na delegacia foi verificado que a arma, que estava em posse do homem, era produto de furto. Por todos esses motivos, o suspeito foi autuado por ‘homicídio tentado’ (artigo 121), porte ilegal de arma de fogo (artigo 14) e receptação (artigo 180), já que a arma era furtada.

 

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização