aRede aRede aRede
aRede
Defesa apresenta simulação para inocentar Spinardi

Ponta Grossa

13 de novembro de 2017 17:04

Stiven de Souza

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Na Acipg, Pauliki destaca ações em defesa do pequeno empresário

Casinhas feitas com caixas de leite abrigam cachorros de rua

Estão abertas as inscrições para 5º Congresso Acadêmico FASF

Acidente deixa motociclista ferido na Nova Rússia
Corridas de rolimã movimentam PG no próximo feriado
Bochenek integra Conselho Superior de formação de magistrados
Bandidos invadem casa e roubam carro da família
PUBLICIDADE

O julgamento de Paulo Spinardi, acusado de matar a jovem Cíntia de Souza em 2015, começa às 8h30 desta terça-feira (13). Spinardi será submetido a júri popular e julgado por três crimes: homicídio triplamente qualificado, por motivo torpe, meio cruel e recurso que dificultou a defesa da vítima, e também por ocultação de cadáver e fraude processual.

Apesar das acusações, a defesa do réu busca a absolvição dos crimes e alega que, em nenhum momento, ficou comprovado no inquérito que Spinardi teria jogado a então ex-namorada na fenda do São Jorge. Segundo o advogado Renato Tauille, Cíntia teria caído ao tentar empurrar Spinardi durante uma discussão à beira da fenda. Tauille alega, ainda, que ficou comprovado na investigação que as pedras se soltaram durante a queda sobre a vítima. 

Para reforçar esta tese, os advogados vão apresentar uma simulação do caso aos jurados nesta terça-feira. O portal aRede teve acesso à animação preparada pela defesa (veja acima). 

Além da animação, pelo menos duas testemunhas serão levadas para depoimento durante o júri, entre elas um técnico que participou das perícias no local da morte e a mãe do réu. 


PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização