Justiça vai leiloar parte do estádio do Operário amanhã | A Rede - Aconteceu. Tá na aRede!
Justiça vai leiloar parte do estádio do Operário amanhã

Ponta Grossa

13 de setembro de 2017 11:33

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

GM prende suspeitos de furto no Aeroporto

Entidades assistenciais recebem Oficina de Inclusão

Alunos apresentam projeto de Lei de Acesso à Informação

Após assalto na München, grupo é preso em posto
Exposição de carros antigos é opção para o fim de semana
Mulher é detida suspeita de bater na mãe, de 78 anos
Hospital Bom Jesus recebe novos equipamentos
PUBLICIDADE

Ainda sob a êxtase da conquista de um título nacional, o Operário Ferroviário enfrenta um forte revés na manhã desta quarta-feira (13) com a confirmação do leilão de parte de seu patrimônio, nesta quinta-feira (14) pela Justiça do Trabalho. Em entrevista ao portal aRede, o assessor jurídico da Vicente Martins Leilões, Jesiel Schemberger, anunciou que 35% do campo do Operário, na área social do clube, será leiloado a mando da 1ª Vara do Trabalho de Ponta Grossa para pagar dívida trabalhista.

Os editais foram publicados no Jornal da Manhã, conforme determina a legislação. “O estádio do Operário tem diversas matrículas, e o que fio penhorado pela Justiça do Trabalho foi uma desta matrículas, correspondente à área onde o time treina, equivalente a 35% da área social do clube Operário”, esclarece Schemberger.

A ação que gerou a penhora do bem foi impetrada por Andre Luiz de Oliveira Regatieri, ex-jogador do Fantasma que atuou no time em 2013. “Lote de terreno nº 16, quadra nº 58, medindo 14m de frente para a rua Sete, por 33m de frente ao fundo em ambos os lados, tendo no fundo igual metragem da frente, com total de 462m2, objeto da matrícula nº 15.633 do 1º CRI. O lote corresponde aproximadamente 35% do campo de futebol onde está localizada (na área social do clube)”, destaca o edital.

Conforme informou Schemberger, o setor jurídico do Operário tentou entrar em acordo para parcelar a dívida trabalhista, mas como não houve êxito, a Justiça do Trabalho prosseguiu com o leilão.

PUBLICIDADE
COMENTÁRIOS
AVISO: O portal aRede não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site.
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização