aRede aRede aRede
aRede
PG discute desenvolvimento do Parque Tecnológico com a Embrapa

Ponta Grossa

17 de julho de 2017 18:00

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Música na Chaminé retorna nesta quinta-feira

Motorista escapa ileso após atropelar cavalo

Vídeo flagra fuga de motorista após causar acidente

Corpo é encontrado em trecho ferroviário de Uvaranas
Mais de 20 regiões de PG ficam sem água nesta quinta
Santa Casa manifesta luto por morte de enfermeira
Pedestre morre atropelado por carro na BR-376
/Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Na tarde desta segunda-feira (17) a Prefeitura de Ponta Grossa recebeu representantes da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) para discutir sobre parcerias para a criação do Parque Tecnológico. O primeiro encontro definiu os encaminhamentos necessários para o desenvolvimento do projeto, que deverá transformar a cidade em um polo de inovação e pesquisa tecnológica.

A instituição, pertencente ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, apresentou uma síntese de proposta de implantação voltada ao agronegócio, que visa promover o desenvolvimento regional de inteligência com foco na agregação de valor e novos produtos a serem inseridos no mercado.

Segundo o gerente adjunto da Embrapa Produtos e Mercado, Rafael Vivian, a empresa se interessou por Ponta Grossa devido à sua localização e recente desenvolvimento industrial. “Queremos fomentar o aproveitamento de matéria prima e mão de obra regional para criar uma cultura de inovação, fazendo com que iniciativas locais sejam potencializadas”, explica Vivian.

Na ocasião o Secretário Municipal de Indústria, Comércio e Qualificação Profissional, Paulo Henrique Carbonar, ressaltou o interesse do Município no desenvolvimento de projeto, e apresentou ações que já vêm sendo feitas nesse sentido. “Os primeiros passos já foram dados. Contratamos um estudo que apresentará um mapeamento do ecossistema de inovação da cidade e queremos montar um centro de inovação na cidade”, afirma Carbonar.

O secretário também destacou o Parque Industrial, que recebeu grandes investimentos nos últimos anos. “As indústrias já estamos recebendo, além de estarmos desenvolvendo um programa de atração de investimentos (PMAI). O que nos falta, agora, é o setor de inovação”, analisa Paulo Carbonar.

Uma das características do projeto é o investimento ser mais intenso na área de pesquisa do que na estrutural, para incentivar descobertas, criações e aprimoramentos. “Precisamos trabalhar com incubadoras e investidores. A intenção inicial não é na produção, mas sim em centros de excelência em pesquisa que tragam as inteligências das empresas, como o modelo do Vale do Silício”, aponta o gerente nacional de mercado da Embrapa, Rafael Vivian.

Também participaram da reunião técnica a vice-prefeita Elizabeth Schimidt; o chefe de gabinete Alessandro Lozza de Moares, o Coordenador municipal de Desenvolvimento Industrial Comercial e Tecnológico Adilson Strack; o deputado federal Sandro Alex; os representantes do escritório da Embrapa Ponta Grossa Fernanda Nadal, Marcos Marangon e Luciano Bail; e o gerente do escritório da Embrapa de Canoinhas/SC Nelson Feldberg.

PUBLICIDADE
MIX - 26/04/2018 02:23h

Renan pede Beth em casamento

Clara se diverte com Gael durante um passeio. Patrick afirma a Clara que, com as informações que re...

 
0
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização