Paraná terá geada negra de segunda para terça-feira | A Rede - Aconteceu. Tá na aRede!
Paraná terá geada negra de segunda para terça-feira

Ponta Grossa

17 de julho de 2017 11:06

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Cachorra some e dona faz apelo emocionante na web

Padre Reginaldo Manzotti vem amanhã a Ponta Grossa

Espaço Saúde Palladium promove ação para o Dia do Idoso

Passeio Ciclístico integra ações da Semana do Trânsito
Escola de PG sofre com vandalismo e ameaças
ADM 2017 começa nesta segunda celebrando 30 anos
Preço do RU volta a subir nesta segunda; veja os valores
Amanhã, haverá formação de geada forte em ampla área do Estado./ Foto:Divulgação Simepar/
PUBLICIDADE

Pelo menos duas regiões do Paraná (Sudoeste e Sul), sofrerão os efeitos da geada negra na madrugada desta terça-feira. O alerta foi emitido na manhã desta segunda-feira pelo Sistema Meteorológico do Paraná. Os agricultores deverão adotar medidas preventivas no sentido de evitar perdas em suas lavouras.

De acordo com o site Climatempo, a geada negra é a queima da vegetação por ação de ventos frios muito fortes. Pode ocorrer mesmo durante o dia.  É um fenômeno pouco comum associado com a ocorrência de ventos moderados a fortes e muito frios provocados pela chegada de fortes massas frias de origem polar. Quando ocorre a geada negra, a vegetação fica escurecida, com aspecto queimado. A geada negra é muito mais danosa do que a geada branca, pois queima a seiva no interior das plantas, o que impede a sobrevivência da planta. 

Um raro e muito forte evento de geada negra ocorreu no estado do Paraná em 18 de julho de 1975. Este é um fato meteorológico histórico e dramático para o estado do Paraná, pois dizimou as plantações de café do norte paranaense. A perda total das lavouras gerou também uma grave crise financeira e social no estado do Paraná.

Conforme o Simepar, terça-feira será muito gelada no Paraná. A frente fria se afasta do Estado, mas, na madrugada, ainda chove entre as áreas mais ao norte e leste. O grande destaque mesmo é a massa de ar polar que se estabelece sobre a Região Sul e causa forte declínio das temperaturas também nas regiões paranaenses. O amanhecer será de muito frio e mesmo ao longo do dia não esquenta, ou seja, permanece gelado por causa do vento. A perspectiva é de registro de valores negativos de temperatura no Centro-Sul e em parte do Sudoeste e dos Campos Gerais. O ar frio também se espalha pelas áreas do norte paranaense e a temperatura diminui muito em comparação aos dias anteriores. A previsão é de formação de geadas fortes e também há risco de prejuízos para a agricultura em função da combinação de ar frio e vento (geada negra).

Temperaturas abaixo de zero devem ser observadas nos três estados da Região Sul especialmente nos dias 18, 19 e 20 de julho. No sul de Mato Grosso do Sul, a temperatura pode ficar próxima de zero. No período entre 18 e 23 de julho a temperatura estará em declínio acentuado em São Paulo e no Sul de Minas.

Informações Simepar e Climatempo

PUBLICIDADE
COMENTÁRIOS
AVISO: O portal aRede não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site.
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização