Primeira edição da Fenovinos Paraná começa na segunda

Ponta Grossa

16 de julho de 2017 09:54

Da Redação

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Durante recesso, deputados intensificam agenda na região

Paróquias de PG abrem inscrições para cursinho pré-vestibular

Azul altera horários e reduz frequência de voos em PG

Homem conta em vídeo como matou Juliana
Lions realiza Feijoada Beneficente neste sábado
Matador de Juliana deixa local do crime com tranquilidade
Procurador lamenta decisão sobre transparência sindical
Fenovinos Paraná marca conquista de lideranças locais do setor | Divulgação/
PUBLICIDADE

Evento reconhecido nacionalmente contará com palestrantes internacionais, produtores e animais de elite das principais associações de raça do país

Com foco na produtividade e qualidade do rebanho, a I Fenovinos Paraná se consolida como um marco do setor no estado, reunindo técnicos, palestrantes e produtores de diversas regiões do país para discutir os desafios e possibilidades da ovinocultura nos Campos Gerais e no Brasil. A feira acontece entre os dias 17 e 22, no Centro Agropecuário de Ponta Grossa e promete fortalecer a construção de uma cadeia mercadológica de proteína ovina de alta qualidade na região.

De acordo com a Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SMAPA), a previsão é de que cerca de 700 animais de elite, de 40 cabanhas, participem dos leilões, julgamentos e ranqueamentos de raças. O público esperado para os cinco dias de feira é de 3 mil participantes, com uma movimentação financeira de mais de meio milhão de reais.

Segundo Ivonei Afonso Vieira, secretário da SMAPA, a principal característica do evento é seu foco voltado para qualidade técnica e à disseminação do conhecimento entre os envolvidos. Ele aponta que essa é uma forma de incentivar a profissionalização do mercado na região.  “Nosso principal objetivo é fomentar a profissionalização da cadeia de produção da carne ovina na região de Ponta Grossa. A Fenovinos vem cumprir esse papel, oferecendo os conhecimentos necessários ao produtor que quer melhorar seu rebanho e aumentar a produtividade”, declara.

De acordo com o presidente da Sociedade Rural dos Campos Gerais, Edilson Gorte, fazer com que a criação de ovinos passe de hobby a um negócio lucrativo e rentável pode ser uma opção na diversificação de renda nas propriedades rurais. “Nossa região já utiliza grande parte das propriedades para a agricultura. Diante disso, a produção de carne ovina se mostra como uma possibilidade real, devido à facilidade do manejo em comparação com o gado, por exemplo. Para se ter uma ideia, a relação que se faz é de que o produtor consegue criar 5 cabeças de ovinos no lugar de um boi”, compara. Gorte também salienta o interesse da região no setor. “Quando a Sociedade Rural iniciou os planos para a criação de uma cooperativa, tivemos nossas expectativas superadas. Precisávamos de 20 pessoas para formar a cooperativa e já no primeiro encontro reunimos 48. Hoje já estamos estudando alternativas para o abate e a criação de uma fábrica de ração”, diz.

Outro aspecto importante dentro da I Fenovinos Paraná é a realização de ranqueamento nacional de raças. É o que aponta Izaltino Cordeiro, gerente de produção animal da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). “Geralmente, as outras feiras dentro do estado fazem ranqueamento estadual, nós estamos oferecendo aos cabanheiros possibilidade do ranqueamento nacional para quatro das principais raças do país – Dorper/White Dorper, Ilê de France, Texel e Santa Inês -. Isso comprova a importância da feira e o quanto estamos sacudindo o mercado e levando nome de Ponta Grossa para todo o Brasil”, conclui.

Fenovinos Paraná marca conquista de lideranças locais do setor

A edição realizada em Ponta Grossa também é registrada como a 30ª Fenovinos. A ação articulada por lideranças do setor rural da região, deslocou a feira de seu eixo no Rio Grande do Sul, tornando Ponta Grossa a primeira cidade de fora do estado de origem a promover o evento. Dessa forma, Ponta Grossa realiza a primeira edição oficial do Paraná e credencia o estado para articular edições locais da Fenovinos.

Entre as instituições realizadoras da Feira estão: a Prefeitura Municipal de Ponta Grossa, através da Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Universidade Estadual de Ponta Grossa, Socidade Rural, Cescage, Coopegera e Arco. Elas contam com o apoio do Ministério de Agricultura e Abastecimento, Conselho Regional de Medicina Veterinária do Paraná (CRMV-PR), Senar, Faep, Sindicato Rural, BRDE, Ovinopar, ACIPG, Governo do Estado do Paraná, Iapar, Coopagricola, Fundação de Turismo de Ponta Grossa, Ponta Grossa Convention e Visitors Bureau, Madero e Sicredi.

Mercado da Carne

Junto a Fenovinos, acontece também o 3º Encontro Mercadológico da Carne. O evento acontece do dia 19 ao 22 e contará com palestras e apresentações sobre os segmentos da cadeia de proteína de origem animal. Entre as atrações, haverá, também, Show Gastronômico com carne de cordeiro, rally do cordeiro e da pecuária moderna em fazendas da região.

Informações Assessoria de Imprensa.

PUBLICIDADE
COMENTÁRIOS
AVISO: O portal aRede não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site.
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização