Protesto marca revolta por morte de motoboy

Ponta Grossa

08 de julho de 2017 19:27

Daniel Petroski

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Durante recesso, deputados intensificam agenda na região

Paróquias de PG abrem inscrições para cursinho pré-vestibular

Azul altera horários e reduz frequência de voos em PG

Homem conta em vídeo como matou Juliana
Lions realiza Feijoada Beneficente neste sábado
Matador de Juliana deixa local do crime com tranquilidade
Procurador lamenta decisão sobre transparência sindical
PUBLICIDADE

Familiares, amigos e motociclistas – alguns deles colegas de profissão - tiraram a tarde de sábado (08) para protestar em Ponta Grossa. E o pedido estava em vários cartazes: Justiça. O grupo se mobilizou em relação ao acidente que acabou vitimando o motoboy Sebastião Alves Possidonio, de 48 anos de idade, durante a madrugada. A colisão entre a motocicleta que ele conduzia e um carro ocorreu no cruzamento das ruas Balduíno Taques com Júlio de Castilhos, na área central. O motorista, José Luiz Ramos, foi autuado em flagrante por embriaguez ao volante e por homicídio na direção de veículo automotor. A Justiça arbitrou uma fiança de 15 salários mínimos, aproximadamente R$ 15 mil.

Os atos de protesto, com pelo menos 100 pessoas, ocorreram em frente ao Fórum, logo após ter sido divulgada a informação sobre a fiança. Na sequência, o grupo seguiu para a 13ª Subdivisão Policial (SDP) onde o condutor segue detido – a família ainda não efetuou o pagamento da fiança.

“Agente vai lutar, vai correr atrás. Não vamos deixar mais essa morte impune”, garantiu a irmã da vítima, Selma Schiffer.

Velório

O velório de Sebastião Alves Possidonio será realizado na Capela Municipal São José. O sepultamento está marcado para às 9h30 de domingo (09). Ele deixa um filho de 22 anos de idade.

Última despedida

O filho do motoboy, Felipe Alves Possidonio, revelou que logo após o acidente, enquanto ainda estava consciente, Sebastião pediu para que os socorristas fizessem uma ligação telefônica. O número desejado era o do filho. Felipe estava sem bateria no aparelho e não pode atender ao chamado. 

PUBLICIDADE
COMENTÁRIOS
AVISO: O portal aRede não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site.
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização