Homem é preso com material pornográfico em PG

Ponta Grossa

18 de maio de 2017 20:14

Daniel Petroski

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Debate sobre ideologia de gênero reúne líderes religiosos na Câmara

Lago de Olarias vira balneário e preocupa Prefeitura e Bombeiros

Sala do Empreendedor formaliza 1,3 mil MEIs e atende 43 mil pessoas

Plauto Miró garante mais de R$ 11 milhões em recursos
Preços de produtos de Natal têm diferença de até 133%
Santa Casa completa 105 anos e homenageia Sandro Alex
Brauns inaugura microcervejaria de R$ 1 mi
/Foto: Polícia Civil
PUBLICIDADE

Uma ação desencadeada por policiais civis do Núcleo de Combate aos Cibercrimes (NUCIBER) de Curitiba terminou com a prisão em flagrante de um homem de 32 anos de idade em Ponta Grossa. Ele foi detido no início da tarde de quinta-feira (18) durante o cumprimento de um mandado de busca e apreensão na residência onde vive no bairro de Uvaranas. As investigações contra o suspeito já vinham acontecendo há três meses.

A Polícia encontrou um computador com mais de nove mil arquivos pornográficos – entre fotos e vídeos - envolvendo crianças e adolescentes. Também foi apreendido um celular, um dispositivo de armazenamento de dados portátil (HD) e mais um tablet. Esse material ainda será submetido a perícia.  Conforme o Nuciber, este homem seria um dos mais atuantes no compartilhamento desse tipo de informação envolvendo menores de idade.

Em entrevista na 13ª Subdivisão Policial (SDP), o advogado de defesa do suspeito, Ângelo Gomes, confirmou a existência de um inquérito contra seu cliente. No entanto, ressaltou que ainda não teve acesso ao conteúdo em sua integralidade. “Ele não vai se manifestar. Falará apenas em juízo”, disse. O advogado alega que o homem vem enfrentando problemas psicológicos, entre eles depressão. “Inclusive ele estava fazendo tratamento”, complementou.

Ainda de acordo com Gomes, uma fiança foi arbitrada e o suspeito deve ser liberado ainda na noite desta quinta-feira. O valor pago não foi informado pelo advogado.

O homem responderá pelos crimes de adquirir, possuir ou armazenar, por qualquer meio, fotografia, vídeo ou outra forma de registro, que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente. Se condenado poderá pegar uma pena de um a quatro anos de prisão, além de multa.

PUBLICIDADE
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização