PG fecha trimestre com saldo positivo na geração de emprego

Ponta Grossa

20 de abril de 2017 22:29

Fernando Rogala

  • Comentários
    0 compartilhados
  • Imprimir

Relacionadas

Pré-Congresso ADM acontece na sexta-feira

Sinduepg vai manter campanha ‘Quero estudar na UEPG’

Vereadores querem multa contra banco por falta de acessibilidade

Criança vítima de acidente recebe alta de hospital em PG
Polícia investiga agressão contra bebê em PG
13º BIB comemora 94 anos com solenidade em PG
Ary Lovato quer planejamento na Segurança Pública
/
PUBLICIDADE

Ponta Grossa registrou, neste mês de março, mais um incremento no número de trabalhadores inseridos no mercado de trabalho com carteira assinada. Subtraindo os 2.648 desligamentos das 2.732 admissões registradas no mês passado no município, há um saldo positivo de 84 novas vagas de emprego geradas. É o segundo mês de alta seguido, sexto incremento no número de trabalhadores empregados nos últimos oito meses na cidade. Os números foram revelados nesta quinta-feira pelo Ministério do Trabalho, através do levantamento mensal do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

Em uma análise estadual, esse desempenho de Ponta Grossa foi o oitavo melhor entre as 60 principais cidades do Paraná, que possuem mais de 30 mil habitantes. Entre os oito setores, seis deles ficaram com saldo positivo. O comércio apareceu na liderança, com a geração de 36 novas vagas, seguido pela agropecuária, com 20 novos postos de trabalho, e a construção, com 18. A indústria e o setor de serviços geraram, cada uma, 12 vagas novas. Ficaram negativadas apenas o setor extrativo mineral (-2) e a administração pública (-14). No Paraná, em março, foram 1.126 vagas geradas, enquanto que, no Brasil, houve a perda de 63 mil vagas.

No acumulado do ano, Ponta Grossa está com o saldo positivo também, com 168 novas vagas geradas no primeiro trimestre. Neste período, lideram a geração de vagas a indústria, com 183 novos postos, e o setor de serviços, com 364 novas vagas criadas. No âmbito estadual, no acumulado do ano, Ponta Grossa ocupa a 21ª posição entre as 60 cidades mais populosas, à frente de Foz do Iguaçu e Londrina, mas atrás de Maringá, São José dos Pinhais e Cascavel, que lidera a lista com mais de 1,2 mil novos postos gerados.

O gerente da Agência do Trabalhador, John Elvis Ramalho, exalta os números, que, segundo ele, indicam uma retomada econômica municipal. “É sinal da recuperação econômica. Como inserimos 471 pessoas no mês de março, a agência colaborou de forma fundamental, então temos que redobrar o esforço para manter esse crescimento”, destaca.


Saldo anual está em recuperação

Com esse desempenho, Ponta Grossa está recuperando as vagas perdidas desde o final de 2014. O saldo dos últimos dois meses, que já esteve superior a 2 mil perdidas, agora está negativado em 128, bastando um leve desempenho positivo em abril para iniciar a ascensão. Quando a análise é anual, Ponta Grossa apresenta o melhor desempenho entre as principais cidades do Paraná, já que Cascavel perdeu 2,1 mil vagas, Maringá 2,8 mil, Londrina 3,9 mil, e Curitiba 16 mil postos de trabalho.

PUBLICIDADE
COMENTÁRIOS
AVISO: O portal aRede não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site.
IVC Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização